Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

A família fiscalizadora

Alguns estudantes apresentam, desde os primeiros anos de escola, uma grande responsabilização pelas tarefas escolares, pela organização do estudo e do material escolar. Outros estudantes vão desenvolvendo estas competências, ao longo dos anos letivos, de acordo com o seu próprio crescimento e desenvolvimento e com algumas orientações familiares e escolares…

E ainda, outros estudantes, apresentam-se sempre algo mais descuidados, despreocupados com as solicitações escolares e com preguiça para tais responsabilidades. Para esses, a família terá sempre de ter um papel mais controlador e fiscalizador, procurando educar para uma responsabilidade pessoal necessário, não apenas em contexto escolar, como nos mais variados contextos sociais, presentes e futuros.

 Assim, esta forma de fiscalização, que mais não é do que uma orientação constante e ativa, para confirmar que um dos principais papeis, de quem cresce está a ser bem concretizado, deve passar por:

  • Rever os cadernos escolares a cada semana ou quinzenalmente, para que tenham as matérias em dia, sumários escritos, tudo organizados e cuidados;
  • Apoiar no agendamento das datas de avaliações e esquematizar tempos de estudo;
  • Verificar se foram realizados todos os TPC’s, recorrer aos cadernos, onde estes estão anotados, para confirmar a existência, ou não destes;
  • Controlar as horas de estudo efetivo, como sabemos, muitos estudantes estão sentados na secretária e apenas ‘fingem’ estudar;
  • Definir e corrigir exercícios de estudo, sempre que necessário;
  • Fazer perguntas sobre a matéria a estudar para o teste, confirmando a clareza do estudo;
  • Marcar, com o Diretor de Turma reuniões individuais para se inteirar do comportamento e empenho do estudante;
  • Controlar descanso, alimentação e hábitos de vida saudável que apoiem a crescimento e desenvolvimento…

familia (1).jpg

 

Promover uma autonomia escolar, desde cedo!

«A professora pediu o meu e-mail… socorro que tenho de tomar conta das minhas coisas e dos recados…»

Quando as crianças começam a estudar no 1º ciclo são os pais que têm de orientar e de saber quais as datas dos testes, quais os TPC’s e o que se deve estudar… no entanto, progressivamente, a criança deve tornar-se autónoma, sendo que, a partir do 5º ano deve ser estimulada a ter estas capacidades:

  • Saber as datas de testes e de entregas de trabalhos;
  • Saber definir com os colegas os trabalhos de grupo e as tarefas;
  • Saber que TPC’s estão marcados e apontar, sempre, no caderno diário;
  • Saber as notas e avaliações a cada disciplina;
  • Saber o que estudar e quando estudar;
  • Definir um plano de estudo quando existem muitas tarefas escolares diferentes;

A sua ajuda é importante, mas sempre neste sentido… para motivar o estudante, no início de cada ano letivo, ofereça-lhe uma agenda escolar…

propostas.jpg

 

Educar para a Inclusão

Diálogo entre mim e uma criança do ensino Pré-escolar:

«_ Criança: Preciso do cor de pele.

_Eu: Podem ser muitas cores, todos nós temos cores de pele diferentes…»

A maioria da sociedade luta, diariamente, para combater a discriminação, a desigualdade e os estereótipos. Penso que, a melhor forma de alcançar este objetivo é educar as novas gerações para a inclusão, a solidariedade e para a liberdade com respeito pelos outros.

Assim sendo, desde a idade pré-escolar, as crianças devem ser confrontadas com a diferença numa educação e formação direcionada para um espírito crítico de respeito e aceitação do outro, como diferente na sua condição e opinião, mas igual no direito e na dignidade.

É imprescindível ensinar que a discriminação e a crítica racial ou social são erradas, é necessário explicar que existem crianças com tons de pele diferentes, com necessidades especiais e com ideias diferentes e, acima de tudo, que o normal é sermos todos diferentes logo, é preciso aceitar e respeitar o outro, tal como é!

Podemos realizar com estas crianças, mais pequenas, vários jogos de inclusão, para que melhor interiorizem e aprendam.

No próximo Post deixarei sugestões de alguns atividades que poderão ser trabalhadas com vista à educação para a Inclusão.

educação responsabi (1).jpg

 

A importância de uma agenda escolar

Quando as crianças entram no 1º ciclo começam a desenvolver um novo grau de autonomia, no entanto ainda precisam do apoio da família e dos educadores para se orientarem no estudo e nos trabalhos de casa.

 Mas, a partir do 5º ano estes apoios devem ser menores e os estudantes devem tornar-se capazes de reter as suas rotinas, as suas responsabilidades, memorizar os trabalhos a fazer e as datas de testes.

Essa responsabilidade deve ser apenas do estudante, que deve informar os seus pais sobre datas e prazos, de forma contínua e a família deve fazer dessa responsabilidade uma exigência permanente.

Para ajudar esta emancipação, o estudante deve ter uma agenda escolar, constantemente atualizada, que pode incluir-se na mochila ou permanecer na secretária de estudo para consulta diária.

Estas agendas deverão torna-se uma necessidade para o aluno e pode adquiri-las nas mais variadas lojas comerciais, algumas são direcionadas para estudantes e bem divertidas… opções de escolha não faltarão!

aulas (1).jpg

 

 

O ‘Equipamento’ de estudo!

Tal como referi no Post anterior, é imprescindível que, cada estudante, tenha o seu espaço físico onde possa estudar sossegada e confortavelmente!

Para proporcionar melhor apoio ao estudo, devem existir alguns materiais adequados à idade e ao ano letivo de cada estudante.

De uma forma geral, poderei assinalar, aqui, algumas propostas de materiais que poderão selecionar:

  • Canetas coloridas, lápis carvão, lápis coloridos, borracha, afia e corretor;
  • Post’it, sublinhadores, agrafador, fita cola e cola;
  • Caderno ou folhas para apontamentos e resumos;
  • Régua, transferidor e compasso;
  • Capas ou bolsas para organizar folhas, fotocópias e fichas;
  • Dicionários, gramáticas e outro material de consulta;
  • Todos os livros e cadernos escolares;
  • Calculadora e computador (quando necessário);
  • Agenda atualizada com datas de testes e trabalhos;
  • ….

Recordo que é necessário exigir o cuidado e responsabilidade com todo este material, tanto no tratamento como na arrumação, faz parte integral da educação!

Acrescentariam algo mais a esta lista, de acordo com o vossa experiência?

escola.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Blogs Portugal