Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Inquietude: Passar de ano com várias negativas.

De uma forma muito básica, pela legislação, alunos com três negativas, incluído nelas a disciplina de Português e Matemática, não deveriam concluir o ano escolar, ficariam retidos. No entanto, muitos são os comentários nas redes sociais e entre os alunos também, a referirem com protesto que existe quem tenha concluído o ano letivo com estas negativas ou mais ainda!

Assumo que, cada caso é especial e as facilidades têm, na maioria dos casos, um motivo e justificação específico e que, como desconheço, não posso opinar como válido ou não.

Mas, penso que, apesar disso… e num blogue pessoal… posso deixar a minha opinião sobre o tema e também ler a opinião dos meus leitores.

Este assunto torna-se, para mim, uma inquietude, por duas razões:

1º - Pelo que converso com os estudantes, eles assumem isto como um desrespeito e uma injustiça perante o esforço e empenho que tiveram, ao longo de todo o ano letivo;

2º - Porque deveriam existir outras formas de apoiarem estes alunos, que certamente precisam de ajuda, ao longo de todo o ano, como várias estratégias concertadas entre vários profissionais de ensino, facilitar nunca será o melhor caminho de desenvolvimento e aprendizagem…

 

Para mim, o facilitismo em nada permite que um estudante se desenvolva e se prepare para o mundo social e profissional que irá encontrar futuramente, quando se fizer jovem e adulto. 

 

Lerei as vossas opiniões, sobre este assunto, com a maior das atenções!

avaliação escolar (1).jpg

 

Retenção Escolar

Os dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento), adiantam que um em cada três estudantes portugueses com 15 anos repetiu, pelo menos um ano. Portugal é, assim, um dos países da OCDE com uma das taxas de retenção mais elevadas. 

Se esta fosse uma introdução a um dos meus textos com o título ’Inquietudes’, poderia ser a manifestação da minha reflexão crítica sobre este tema, pois nele surgem muitos prós e contras. Contudo, não será por esse caminho que segue este Post, terá como objetivo realizar algumas propostas de intervenção, sempre que tal aconteça:

 

  • Não desenvolva a imagem de que o estudante não tem as mesmas capacidades do que os outros;
  • Não espere que o repetir do ano traga, por si só, os bons resultados escolares;
  • Exija mais estudo e mais responsabilidade;
  • Converse muito sobre o assunto;
  • Construa maior proximidade com a escola, através das reuniões constantes;
  • Demonstre que o estudante tem muitas capacidades desvalorizadas;
  • Procure apoio profissional nas áreas necessárias, (Explicações/Psicologia/Terapia da Fala, etc.);
  • Elabore planos de estudos e objetivos concretos para o novo ano letivo.

 

A retenção escolar pode apresentar-se no estudante como um ‘alerta’ de que algo não está a decorrer dentro da normalidade quotidiana, portanto, deverá ser encarado como um cuidado especial, individual, a exigir atenção e medidas! 

Claro que, não sendo ‘um texto inquieto’, pode levar a que muitos leitores sintam estas inquietudes e a queiram partilhar, aqui nos comentários… como sempre, sintam essa liberdade...

Resultado de imagem para reprovado(imagem retirada da internet)

Vais repetir o ano? Dicas...

Para alguns estudantes, o começo do novo ano letivo pode ser o repetir do mesmo ano de escolaridade, por não ter revelado, no ano anterior, o aproveitamento necessário à conclusão do ano.

No entanto, embora as causas da retenção possam ser diversas, repetir o ano escolar, não significa, por si, mais facilidades.

 Assim, para os que têm este ano esse desafio, cá ficam algumas propostas de trabalho, para começar já no início de ano:

  • Procure ajuda profissional, para acompanhamento ao longo de todo o ano letivo, Explicador, Psicólogo, etc., de acordo com as necessidades encontradas no ano anterior;
  • Crie novas rotinas de estudo, mais adaptadas ao estudante e mais rigorosas;
  • Compre livros de apoio ao estudo, das disciplinas em que existam mais dificuldades, estes devem ter fichas e exercícios propostos, com as devidas soluções;
  •  Inclua no material dicionários, gramáticas e livros do Plano Nacional de Leitura;
  • Defina uma tarde ou uma manhã do fim de semana como momentos de rever matérias com maior dificuldade;
  • A motivação e o desejo de evoluir devem estar sempre presentes;

 

Mesmo para os estudantes de secundário que optam por fazer um ano letivo de melhoria, às disciplinas com notas mais baixas, o empenho e dedicação deve começar já em Setembro!

 

Algumas propostas que gostariam de acrescentar?

dicas_reprovação.jpg

 

Retenção Escolar: que respostas?

Em Portugal apresentar negativas, no final do ano letivo, às disciplinas de Português, Matemática e outra, aponta para uma retenção escolar!

 

Na minha opinião, repetir o ano, nem sempre será sinónimo de sucesso escolar garantido no ano(s) seguinte(s).

Eu concordo que, um estudante que apresente dificuldades em várias disciplinas, que levem à retenção escolar, deve ser acompanhado num apoio ao estudo, paralelo à escola, onde se desenvolva planos de estudo adequados à necessidades apresentadas, de preferência de forma individualizada.

Para além disso, a vontade de melhorar resultados deve estar, também, muito presente e consciente no estudante, portanto os encarregados de educação devem conversar e discutir esta situação com a criança ou jovem, de forma a construir uma consciência positiva, relativamente à escola e ao conhecimento académico.

Para além disso, nas férias escolares de verão, devem-se já incutir objetivos de estudo, não como castigo, mas sim como motivação e interesse na autossuperação. Nesse sentido, não serão necessárias muitas horas de estudo diárias, basta uma hora diária a cada disciplina, por semana, desde que, o estudo seja realizado com altos níveis de concentração e empenho. Este estudo pode ser realizado autonomamente ou acompanhado, de acordo com as necessidades apresentadas.

Finalmente, lembrar que, um estudante retido é um estudante que necessita de um apoio especial, por parte de toda a comunidade educativa.

falhei-ta.png

 

Retenção Escolar: diferentes perspetivas

«Estudos indicam que, em Portugal, existem atualmente mais de 150 000 alunos que ficam retidos no mesmo ano de escolaridade.» (PISA 2012). 

 

Como estamos no final de mais um ano letivo, algum leitor pode estar prestes a confrontar-se com esta situação. Portanto gostaria de refletir e partilhar ideias sobre a Retenção Escolar, seja a nível do ensino básico, como do ensino secundário.

Sobre tal assunto gostaria de relembra a controvérsia que, ao longo dos tempos, sempre gerou.  Isto porque, a Retenção Escolar de uma criança ou jovem pode contribuir para a diminuição da autoestima e da autoconfiança do estudante, assim como dificuldades de integração numa nova turma. Por esta razão, os encarregados de educação e toda a comunidade escolar devem proceder no acompanhamento especial destes casos, não permitindo que uma retenção escolar se torne num estigma ou num estereótipo negativo relativamente à capacidade de aprendizagem do estudante.

Numa outra perspetiva, na sua génese a retenção tem como pressuposto a criação de uma nova oportunidade para a melhoria das capacidades e do desenvolvimento ao nível das aprendizagens dos estudantes, para que sejam adquiridos os conhecimentos necessário do ano escolar que frequenta.

Contudo, para que se consiga induzir alguma melhoria no desempenho académico na repetição do ano letivo, muito mais é necessário fazer, para além do lecionar da matéria de forma repetida.

rep.png

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D