Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

17
Jun 19

Como sabem, para escrever os meus Post’s semanais realizo muitas pesquisas, se a base de toda a minha escrita é a experiência, a minha necessidade de a fundamentar e refletir obriga-me a pesquisas e leituras constantes. Numa dessas pesquisas li sobre a Convenção dos Direitos das Crianças, a seguinte frase, que queria partilhar convosco, leitores:

 

«Lazer, atividades recreativas e culturais: A criança tem direito ao repouso, a tempos livres e a participar em atividades culturais e artísticas.» (Artigo 31)

 

Será que nestes países ditos desenvolvidos, não se estará a esquecer desta importância primordial: repouso e tempos livres? Se os adultos pouco usufruem destes tempos de lazer e de cultura, pouco também se transmite às crianças e jovens sobre tal importância… Não serão horas a mais na escola? Não serão horas a mais de estudo? Deverão as crianças e jovens estudar diariamente mais de oito horas? Que momentos têm as famílias para brincar, descansar e passear?

Aos que aceitarem o desafio de comentarem algo sobre este tema e estas minhas inquietações e assim partilharmos ideias.... agradeço!!!

867038ab65.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 09:48

02
Mai 19

Hoje é o dia do meu aniversário… Para festejá-lo com vocês, nada melhor do que recordar algumas pequeninas e divertidas conversas com os estudantes, com os quais me fui cruzando, ao longo dos anos…

Como sabem, desde de que comecei este blogue que fui sempre anotando e partilhando alguns diálogos, como sendo as minhas ‘notas de terreno’, que sempre me ajudaram a refletir e a aprender…

Em dia de festa, escolhi esta forma simbólica de partilhar alegria. Assim, aqui ficam conversas sérias/humoradas e descontraída:

 

 

Estudante 3º Ciclo:

«_ Uma injustiça… tirei Bom e Muito Bom e a professora deu-me um 4… eu acho que merecia um 5.

_ Então, Vai falar com a professora… ela não morde!

_ Não, não morde! Mas pede a caderneta, por tudo e por nada…»

 

 

Estudante 1º Ciclo

_ Para o ano os professores são mais exigentes..

_ São???

_ Sim… Sabes: espirrar???… Não podemos!

 

 

Estudante 2º Ciclo

_Imaginas que ele me pediu em namoro, pelo facebook?

_ Estas novas tecnologias, agora, dão para tudo…

_ Pois é… Mas eu não aceitei, acho que sou muito nova para namorar!»

 

 

Estudante 3º Ciclo

_Recebeste este telemóvel de presente de Natal?

_ Foi…

_ Era o que tinhas pedido?

_ Eu não pedi nada… Quando não peço nada é quando recebo as melhores prendas!

 

 

Estudante 2º Ciclo

_ Como faço isto?

_ Se pensares bem, também chegas lá…

_ Pois, o problema é esse… Pensar!!!

 

 

Estudante 2º Ciclo

_ No fim de semana fui a um casamento… Obrigaram-me a vestir sapatos muito apertados, um fato preto e uma gravata também muito apertada…

_ Deves ter ficado muito giro!!

_ Até fiquei… mas depois não aguentei a gravata…

 

 

Estudante 3º Ciclo

_ A professora mudou-me de lugar…

_ Deve ser para te comportares melhor!!

_ Não adianta… vá para onde for a língua vai comigo!!!

 

Têm conversas para troca???

 

 

publicado por Maribel Maia às 10:28

22
Mar 19

12.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:00

20
Mar 19

Ao realizar uma pergunta destas recordo sempre duas defesas usuais da política e da sociedade:

1ª – sem apoios financeiras nada se consegue fazer….

2ª – não é apenas a escola o agente educador, cabe a toda a sociedade educar…

Perante ambas as críticas, quero afirmar que, quando coloco tal questão refiro-me ao que faz falta aos nossos estudantes e que a escola pode ser a maior agenciadora de tal necessidade, já que apresenta as melhores condições estruturais para o fazer…

Assim sendo, o que faz falta à educação e também às escolas e aos seus estudantes, na minha opinião, são momentos de ensino/aprendizagem, de temas que inquietam a sociedade e que os inquietam… que conduzam à construção de pensamento crítico e criativo, a novas capacidades de inter-relacionamentos, à sensibilização de novos conceitos para mundo e para uma sociedade comunitária… ao melhor entendimento sobre si mesmo e respeito pelo outro…

Para tal é necessário profissionais sensibilizados para tal educação, reestruturação de horários escolares, desenvolvimento de novos métodos e técnicas… ou seja, repensar a escola com um papel diferente, que não forme apenas técnicos, mas também pessoas com desejos e vontades!

E vocês educadores (pais, professores, etc) concordam com esta opinião?

O que faz falta às escolas? O que faz falta à Educação?    

tumblr_lg3ry9ai3t1qgbu6no1_500.jpg

(imagem retirada da internet)

 

publicado por Maribel Maia às 10:37

15
Mar 19

11.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:14

01
Mar 19

9.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:19

22
Fev 19

8.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:20

04
Jan 19

1.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 12:02

21
Dez 18

51.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:06

18
Dez 18

Diálogo com um/a jovem de secundário:

«Eu: _ Por vezes escolhemos os nossos amigos de acordo com o que a sociedade pensa, ou temos vergonha de ser amigo de alguém…

Estudante: _ Eu não me importo… o meu melhor amigo é homossexual e é o meu melhor amigo… não vou deixar de ser por causa disso…

Eu: _ Mas.. se calhar tens amigos que não são assim, como tu!?

Estudante: _ Tenho.. Há sempre quem critique e goze! Mas eu acho errado…»

 

Sei que este tema sobre o qual hoje escrevo, não é fácil…de escrever… de o deixar ao leitor… de propor reflexão!!! Vou escrever sobre a homossexualidade e a forma como se promove uma educação para a inclusão quando se fala sobre este tema…

Hoje o casamento homossexual é legal em Portugal e em vários países… hoje existem crianças nas escola que podem ter, por família, dois pais ou duas mães, hoje devem-se educar crianças e jovens para esta aceitação e convivência as crianças de hoje serão os adultos de amanhã… e devem: compreender-se na sua sexualidade, respeitar as opções sexuais de cada um, condenar atitudes homofóbicas…

Por várias vezes já conversei com crianças e jovens sobre este assunto, assumi sempre uma postura séria e pedagógica sempre que me apresentaram o tema, ou colocaram questões… e posso referir que esta forma de abordar o assunto desperta a curiosidade dos estudantes, uma curiosidade também séria e sincera, de quem realmente percebe que é um assunto do qual devem perceber e refletir.

Na minha opinião, de acordo com a idade de cada estudante, todos devem ser (in)formados sobre sexualidade, a heterossexualidade, a homossexualidade, a transexualidade…… ensinar, esclarecer, orientar, debater… pode e deve fazer-se sempre que a oportunidade surja. Por tal opinião questiono: onde? Quando? Com quem? Serão os pais os principais educadores para tal tema? Será na escola que tais conversas se devam ter, entre pares e/ou professores? Toda a sociedade deverá apoiar esta educação inclusiva?

 

Resultado de imagem para homossexualidade(Imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 12:07

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO