Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Para estudantes com dificuldade em escrever!

Muitos estudantes apresentam dificuldade em escrever, não só referem que não têm muita imaginação para escrever composições, como apresentam também muita dificuldade na escrita, como organização de ideias, erros ortográficos e dificuldade no uso de pontuação.

Não existe nenhum elixir que garanta a melhoria destas qualidades e desta capacidade de escrita, pois é algo que melhora, apenas, com a prática constante de leitura e escrita.

Assim sendo, para quem quer melhorar a sua escrita, ficam as dicas:

  • Lê - todos gostamos de ler, basta descobrir do que realmente gostamos de ler;
  • Escreve - um diário ou u, blogue, podes desabafar e contar as tuas aventuras, para mais tarde recordares, sempre com cuidados ortográficos;
  • Escreve - para os amigos, sempre que façam aniversário ou para lhes agradeceres, escreve nas redes sociais, de forma correta e sem erros ou abreviaturas;
  • Usa - o corretor ortográfico dos teus equipamentos eletrónicos, não passes vergonha porque ninguém entende o que escreves;
  • Escreve - postais, para a família em aniversários e dias festivos, tudo é motivo para mostrares carinho, atenção e treinar a escrita;
  • Faz ditados - pede a alguém de confiança e não tenhas vergonha, afinal mais ninguém precisa de saber disso;
  • Pesquisa - a palavra na net, quando tens dúvidas na sua escrita, se utilizas a internet para tudo, porque não usar também para escrever melhor…

portugues.jpg

 

Apoio ao Estudante Disléxico

Sendo a dislexia uma dificuldade de aprendizagem, trará, ao estudante, dificuldade em manter boas avaliações. Por vezes  estes baixam os resultados escolares em várias disciplinas devido aos erros ortográficos e demonstram mais dificuldades em compreender questões e interpretar problemas.

Tal como já referi, torna-se imprescindível que a comunidade escolar se apresente cada vez mais disponível e sensível para este tema.

Para além disto,  aos educadores/pais/explicadores cabe oferecer um apoio maior e individualizado a estes estudantes, que deverá passar por:

  • Conversar com o estudante sobre o tema e desmistificar receios;
  • Corrigir todos os erros ortográficos de todo o caderno diário e de todos os escritos produzidos pelo estudante;
  • Promover momentos de treino da escrita, constantemente;
  • Incentivar à leitura e interpretação de textos e obras literárias;
  • Reler perguntas e problemas em alta voz para apoiar a compreensão destas;
  • Dedicar momentos especiais ao estudo ortográfico;
  • Utilização de métodos multissensoriais;
  • Incentivos positivos;

 

Para além de todas estas particularidades, não nos podemos esquecer que, um estudante disléxico necessita de um maior esforço para estudar e melhorar a sua escrita, portanto é desejável o incentivo e a constante motivação para tal.

dislexia-no-cerebro.jpg

 

O particular tema da Dislexia:

Diálogo entre mim e um/a estudante de 3º ciclo:

«Eu:_ Tiras boas notas?

Estudante: _ Podia ser melhor se não fosse esta coisa chamada dislexia.»

Eu: _ Achas que esse problema interfere muito com o estudo?

Estudante: _ Pois?…»

 

Já aqui falei, em publicações anteriores, de Necessidades Educativas Especiais e a dislexia insere-se neste contexto, pois interfere com a capacidade de aprendizagem, dos estudantes ao longo de toda a vida.

A dislexia define-se como «(…) uma incapacidade específica de aprendizagem, de origem neurobiológica. É caraterizada por dificuldades na correção e/ou fluência na leitura de palavras e por baixa competência leitora e ortográfica (…) que pode impedir o desenvolvimento do vocabulário e dos conhecimentos gerais» (Associação Internacional de Dislexia).

Ao longo do meu percurso apoiei alguns estudantes com este diagnóstico, contudo nem sempre senti o apoio necessário, por parte das suas escolas, na sensibilização de uma avaliação adaptada a esta situação, esta inquietação também é refletida pela Especialista em Dislexia Drª Paula Teles que afirma: «no nosso país o Decreto-lei 3/2008, aplica-se às crianças com necessidades educativas especiais, mas não faz qualquer referência em relação à metodologia reeducativa a adotar. Na grande maioria dos casos os alunos dependem da “benevolência” dos professores, desculpando a falta de correção, a fluência leitora, a limitação vocabular, os erros ortográficos...» (In Revista Portuguesa de Clínica Geral: 2004). Fica portanto, aqui, um alerta a toda a comunidade escolar para se pensar em novos métodos de apoio e intervenção.

Por toda esta complexidade, pretendo dar continuidade a este tema, nos próximos artigos…

images (1).png

 

Novo Acordo: o que muda?

As novas regras do Acordo Ortográfico são muitas e, tal como já referi, de difícil memorização. Por esta razão refiro aqui algumas das alterações mais gerais que mudam a escrita das palavras, são elas:

  • o desaparecer de alguns C ou P antes das consoantes, sempre que estes não se leem,
  • a ausência dos hífens em algumas palavras;
  • a escrita dos meses do ano em minúsculas;
  • a ausência de alguns acentos gráficos;
  • a união de algumas palavras, antes separadas por hífens;
  • as exceções a todas estas regras;
  • etc…

A prática da leitura e da escrita, conforme estas alterações, apoiam esta adaptação portanto, procure que o educando leia livros já adaptados ao novo acordo, para além disso, o treino da escrita e o estudo do que mudou são também tarefas importantes no desenvolvimento das capacidades de escrita.

Em anexo, deixo as alterações gerais e mais importantes deste novo acordo, para rever e consultar sempre que necessário.

 

Guia_Acordoortografico.pdf

 

A Ortografia já é Nova!

Anteriormente, já aqui referi que o Acordo Ortográfico estava em processo de alteração. A partir deste mês de maio este processo de adaptação dá-se por, legalmente, concluído através do Decreto Lei: Diário da República, 1.ª série — N.º 182 — 17 de Setembro de 2010. Portanto, relativamente ao ensino escolar, todos os estudantes serão formados e avaliados de acordo com esta nova Ortografia.

Muito se reflete entre quem está de acordo ou em desacordo, contudo, independente da sua opinião sobre o assunto, deve ter o cuidado de apoiar o seu(s) educando(s) conforme este novo acordo, para não confundir a aprendizagem de quem escreve e é avaliado por tal.

Certo é que, estas novas alterações não são de fácil assimilação e memorização, por esta razão sempre que surgirem dúvidas deve ser consultado o dicionário ou a gramática, já adaptados ao novo acordo ortográfico e às novas regras da gramática, que também sofreram alterações.

image.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Blogs Portugal