Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

A importância das vídeo aulas

Muitas vezes, os estudantes sentem que o momento em sala de aula não foi o suficiente para adquirir todo o conhecimento necessário na aprendizagem da nova matéria.

Existem vários recursos disponíveis para auxiliar este processo de aprendizagem, um deles são, efetivamente, as novas tecnologias… nestas, hoje, destaco as vídeo aulas, que podem ser facilmente encontradas na internet, com vídeos tutoriais, com professores que ensinam matérias específicas, com documentários, exercícios realizados passo a passo, com claras explicações… basta, para isso, que o estudante consiga selecionar, com alguns cuidados, qual o vídeo mais adequado ao conhecimento que precisa obter, visualizar um ou mais vídeos e depois, fazer exercícios do seu próprio caderno/manual e perceber se está a adquirir melhor os conhecimentos.

Existem também algumas plataformas digitais, disponibilizadas pelas editoras dos manuais escolares, que também disponibilizam alguns vídeos, para os cliente que pagam mensalidade.

Este método apoia muito o estudo, já que se torna um apoio muito próximo do contexto sala de aula, pois capta a atenção auditiva e visual. Basta escolher, com cuidado os conteúdos a visualizar.

estudo.jpg

 

Regras para as aulas Online

Quem, por cá visita, propôs que eu escrevesse sobre as regras e cuidados a ter quando estamos em formação online. Uma vez que, é esta a realidade que nos surge devido ao atual estado de pandemia.

Cá ficam algumas dicas:

Sempre que for possível, os estudantes devem ter um computador (porque alguns documentos não abrem corretamente no sistema android) com uma boa rede de internet, para não verem as suas sessões de estudo constantemente interrompidas.

Estar a ter aulas em casa, não é o mesmo que estar em férias, portanto, existem regras básicas que devem ser seguidas, como vestir roupa adequada, ter a webcam ligada e o microfone desligado, mantendo sempre a máxima atenção.

O lugar de aprendizagem deve estar bem definido, de preferência deve ser um espaço que permaneça em silêncio e sem acesso a outras formas de comunicação, como por exemplo a tv.

Tudo aquilo que os professores solicitam para o estudo complementar deve ser realizado, mesmo a visualização de um vídeo, ou o estudo de algumas páginas do manual… algo que sei, muitas vezes é ignorado…

Os trabalhos são para serem realizados individualmente e não partilhados entre os alunos, os prazos de entrega têm de ser respeitados diariamente, pois só assim conseguirão uma aprendizagem real e efetiva.

estudo_online.jpg

(Imagem retirada da internet)

Aulas online – Saiba distinguir:

Sessões síncronas e assíncronas

Agora que as aulas voltaram a ser online, as famílias deparam-se com novos conceitos, que devem saber interpretar e distinguir. As Sessões síncronas e assíncronas diferem no seguinte:

 

Sessões síncronas: são desenvolvidas em tempo real e permitem aos alunos interagirem online com os seus professores e também com os seus colegas, para participarem nas atividades letivas, no processo de ensino/aprendizagem. Nestas sessões os estudantes podem também esclarecer as suas dúvidas, colocarem questões e apresentarem os seus trabalhos. Estas sessões estão direcionadas para a aquisição de novos conteúdos escolares.

Sessões assíncronas: são desenvolvidas em tempo não real, em que os alunos trabalham de uma forma autónoma, acedendo a recursos educativos e formativos e a outros materiais curriculares disponibilizados pelos seus professores, nas plataformas das suas escolas. Estas sessões estão direcionadas para a consolidação dos novos conteúdos escolares adquiridos nas sessões síncronas.

 

Para as sessões síncronas, os alunos devem ter um equipamento (computador/tablet) com acesso à internet e com câmara. Para além disso, devem instalar uma das várias plataformas disponíveis: Teams, Zoom, Skype, etc… que será definida pelo Agrupamento Escolar.

Para as sessões assíncronas, os alunos devem ter acesso à página do Agrupamento Escolar, onde diariamente recebem novos trabalhos e recursos partilhados pelos professores. Devem ainda ter o seu próprio email, para enviar documentos, fichas e trabalhos e para um contacto mais direto com cada professor.

 

Enquanto as escolas permanecerem fechadas, cada estudante terá ambas as sessões diariamente, com o objetivo de manter o processo de ensino/aprendizagem uma realidade… Desejo muito que tal aconteça!

 

novidades.jpg

 

Fevereiro:

O mês em que tudo mudou…

Surgiram umas férias forçadas devido ao aumento da pandemia… a escola voltou a fechar! Agora os alunos serão, de novo, ensinados à distância! Com isso muitas dificuldades surgirão e muitas dúvidas…

Se os alunos não se empenham, serão de novo prejudicados neste processo online, onde tudo é mais difícil… é mais difícil tirar dúvidas, é mais difícil estar atento, é mais difícil estar motivado, é mais difícil ser avaliado!

Não percam o foco e a determinação, recorram a outras formas de aprendizagem, para complementar a vossa formação… e não desistam de lutar por um ano escolar com muito sucesso!

 

fevereiro.jpg

 

Ensino à distância… a minha (pouca) experiência…

Em tempos de confinamento social, o meu afastamento dos alunos está a ser apenas físico, porque as explicações online permanecem e, como sempre o fiz, são de forma individual, portanto não denoto grandes diferenças… confesso que sinto mais falta das aventuras relatadas em tempos de escola, que agora não existem e que tanto motivava quem cresce.

Ao manter esta proximidade, continuo a receber o feedback de toda esta nova forma de estudo, das dificuldades e dos anseios, tanto dos estudantes como das famílias.

Com esta pequena experiência de algumas semanas de aulas em casa, percebo que a motivação não é muita e perde-se a cada dia que passa. Os alunos não sentem tanta motivação pela aprendizagem, tendem a desleixar-se na realização dos trabalhos e nas tarefas. Para além disso, têm muitas dificuldades em aprender novas matérias, principalmente, nas línguas e na matemática.

No entanto, não existem apenas situações menos boas, a grande maioria dos alunos procura assistir a todas as aulas, sejam elas a telescola sejam as vídeo aulas e fazem todos os trabalhos recomendados, mesmo que algumas escolas tenham optado por não confirmar a realização dos mesmos.

Os alunos continuam a criar estratégias para manterem-se em contato social com os amigos e colegas, através das redes sociais e dos jogos online e procuram estar ocupados. Os mais velhos procuram também manter uma atividade física regular, o que demonstra uma enorme procura de adaptação à situação atual.

Como ajuda, a grande maioria das outras atividades extra curriculares também se mantém à distância, através das plataformas que permitem reunião de grupos, o que incentiva ao desenvolvimentos de outras competências.

Desejo que esta minha experiência de ensino-aprendizagem à distância não se prolongue por muito mais tempo e que, em setembro, as crianças e jovens voltem a invadir as escolas, com os sorrisos de sempre e com as aventuras pessoais e sociais que muito as fazem crescer!

lição.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Blogs Portugal