Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

06
Fev 19

Quantos dos meus livros escolares têm anotações nas suas margens realizadas por mim, com letrinha miudinha e escrito a lápis, com imensas abreviaturas e chamadas de atenção? A partir do ensino básico, praticamente, todos…

Esta prática habitual dos estudantes apoiam a memorização e a compreensão da matéria, tanto no momento da aula como posteriormente, em casa, no estudo.

Com a prática esta competência melhora e torna-se apoio fundamental. Por isso, cá ficam algumas dicas para realizar anotações:

  • Escrever palavras ou conceitos que resumam o conteúdo do parágrafo;
  • Usar abreviaturas como códigos para pequenas observações;
  • Usar sinais de pontuação para exprimir desacordo ou dúvidas;
  • Cruzar informações com outras matérias ou autores, fazendo referência a nomes ou páginas;
  • Utilizar post-its e sublinhadores para marcar páginas e temas importantes;
  • Não escrever em material que não nos pertence…

 

É de notar que, no momento de estudo, estas anotações sejam percetíveis e façam sentido ao estudante, só assim serão apoio concreto!

HPIM2053.JPG

 

publicado por Maribel Maia às 13:36

16
Jan 19

Quando chega o momento de estudar para a disciplina de Português, muitos estudantes têm dificuldade em definir qual a matéria gramatical que devem estudar.

A partir do segundo ciclo (5ºano), os estudantes já aprenderam grande parte da gramática, embora ela seja mais aprofundada ao longo dos seguintes anos letivos.

Se precisa auxiliar, um estudante, na realização desse estudo concretize exercícios com ele, sobre classes e subclasses de palavras:

  • Pronomes;
  • Adjetivos;
  • Verbos;
  • Advérbios;
  • Determinantes;

Esta será matéria que deverá sempre ser revista e memorizada. Para além destas classes e subclasses de palavras, outros temas da gramática, estudada na matéria anterior, deve também ser relembrada.

 

Imagem relacionada

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 10:46

10
Out 16

O apoio individualizado ao estudo, realizado por Explicadores/as, é cada vez mais procurado pelos encarregados de educação que procuram potenciar as qualidades e competências dos seus estudantes, proporcionando-lhes um estudo mais individualizado, personalizado, que apoie o ensino massificador da escola atual. Neste sentido, o papel do Explicador passa, de forma geral, por:

 

  • Ensinar métodos e técnicas de estudo;
  • Desenvolver responsabilidades no estudo;
  • Propor metas adaptadas a cada estudante;
  • Consolidar aprendizagens pouco estruturadas;
  • Adaptar o ensino às especificidades de cada estudante;
  • Desenvolver a capacidade reflexiva;
  • Construir exercícios adaptados e individualizados;
  • Esclarecer dúvidas das matérias a estudar…

 

 

Através da minha experiência, gostaria de associar a todos estas referencias  os três fatores primordiais que os estudantes apresentam como alterações positivas no seu estudo diário, após um acompanhamento individual de um/a explicador/a, são eles: o aumento da segurança perante a(s) disciplina(s) e a avaliação, a  melhoria de resultados escolares e maior empenho e dedicação ao estudo.

comprar-material-escolar.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 13:37

20
Jan 16

Etapa 1: Ler a matéria antes de ser dada,

Etapa 2: Memorizar regras e conceitos,

Etapa 3: Realizar exercícios/ experiências

 

A disciplina de Físico-química começa a ser lecionado apenas no 3ºciclo, uma vez que supõe existirem já conhecimentos prévios adquiridos, anteriormente, em outras disciplinas, por esta razão, revela já um grau de exigência e de complexidade específico. A primeira proposta é que o estudante leia a matéria em casa, um dia ou dois antes de ela ser dada na aula, para que esteja mais familiarizado com conceitos e ideias e durante as aulas possa já tirar dúvidas e esclarecer interpretações.

Outra especificidade da disciplina é conter conceitos novos que exigem interpretação e memorização, ao mesmo tempo que apresentam formulas e cálculos que têm de ser reconhecidos, para tal há que realizar vários exercícios práticos. Como a prática leva muitos estudantes à curiosidade e à motivação, sempre que possível, devem realizar pequenas experiências químicas ou físicas.

mudancas-estados-fisicos.jpg

 

 

 

publicado por Maribel Maia às 12:05

19
Jan 16

Etapa 1 : Leitura da matéria,

Etapa 2: Interpretação,

Etapa 3: Explicação.

Para estudar Geografia, torna-se importante realizar uma leitura quase diária da matéria dada, de forma a poder interiorizá-la e interpretá-la, como é uma matéria bastante relacionada com o dia a dia, após a leitura e interpretação, o estudante deve procurar explicar a matéria a alguém (Enc. de educação/Explicador) de forma a perceber se os conteúdos foram, de facto, apreendidos, compreendidos e corretamente memorizados.

Como a matéria deve ser estudada diariamente, podem já ser realizados pequenos resumos em esquemas, de forma a facilitar o estudo para os testes. No dia do teste, deve reler-se os resumos e realizar fichas com a matéria dada.

geografiacine.jpg

 

 

Amanhã: Como estudar Fisico-quimica... 

publicado por Maribel Maia às 12:04

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO