Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

JOGOS PEDAGÓGICOS: Fazer amoeba/slime

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

A amoeba ou slime é uma massa viscosa e fácil de moldar que melhora e apoia no desenvolvimento das capacidades criativas, ajuda na motricidade fina e promove algum relaxamento aquando do seu uso.

Estas amoeba ou slime pode ser comprado, ou feito de forma caseira:

Como fazer amoeba:

1 pacote pequeno de bicarbonato de sódio ou boráx

1 tubo de cola branca normal

Tinta guache da cor que pretender

Água mineral

  1. Num recipiente de vidro verta a cola branca. A quantidade irá depender de quanta amoeba pretende fazer.
  2. Num copo com 150 ml de água, adicione 3 colheres de sopa de bicarbonato de sódio ou boráx até diluir bem.
  3. Despeje a tinta de guache no recipiente com a cola branca, até que atinja a tonalidade cor desejada.
  4. Pegue no copo de água com bicarbonato de sódio ou boráx e verta, aos poucos, no recipiente de cola branca e mexa.
  5. Quando a mistura descolar do recipiente e das mão, está a chegar ao ponto certo… a amoeba. Está pronta!

(Este é um método de amoeba retirado da internet, lá poderá encontrar outros de acordo com os gostos da pequenada)

Aproveitem estas férias para colocar ‘mãos à obra’!!!

jogos pedagogicos (4).jpg

 

 

JOGOS PEDAGÓGICOS: A Garrafa Sensorial

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

A Garrafa Sensorial é aconselhada, principalmente, para bebés a partir dos 6 meses, no entanto, as crianças de infantário ou do pré-escolar também irão adorar brincar com estas Garrafas repletas de cor.

 Estas irão estimular os bebés de forma lúdica e despertar-lhes a curiosidade e desenvolvem os sentidos.

Como fazer:

  • Escolha uma garrafa plástica com tampa;
  • Lave bem a garrafa e retire-lhe o rótulo;
  • Selecione materiais de diferentes naturezas que despertem a curiosidade e o desejo de observação, de pequenas dimensões;
  • Coloque os objetos na garrafa;
  • Feche bem a garrafa com cola quente.

Permita no máximo duas a três Garrafas Sensoriais de cada vez, para que o bebé não disperse demasiado a sua atenção.

jogos pedagogicos (3).jpg

 

JOGOS PEDAGÓGICOS: Os Bonecos Sensoriais

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

Fazer os seus próprios brinquedos é um desafio fantástico para qualquer criança, hoje a proposta é fazerem e brincarem com os Bonecos Sensoriais, ao construírem estes Bonecos as crianças estão a desenvolver a imaginação e a desenvolverem as suas capacidades de utilizar objetos diferentes. Depois, ao brincarem com eles vão estimular as suas perceções sobre cores, formas, tamanhos, texturas, pesos, etc…

Como fazer:

  • Precisa de balões coloridos, farinha/areia, um funil ou uma pequena garrafa;
  • Basta encher os balões com o material selecionado (ex: farinha);
  • Pode enche-los com a ajuda de um funil ou com a garrafa;
  • Depois é dar um nó ao balão;
  • Decorar a gosto;

Na internet encontrará muitos vídeos explicativos para fazer estes Bonecos Sensoriais, mais ou menos complexos… procure e divirtam-se!

jogos pedagogicos (1).jpg

 

JOGOS PEDAGÓGICOS: A Caixinha da Felicidade

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

A Caixinha da Felicidade, pode ser feito com crianças, jovens e adultos, (os adultos devem participar). Esta Caixinha tem como objetivo educar o cérebro dos participantes para um pensamento positivo e para a resiliência. Esta atitude permitirá melhorar as capacidades de olhar o futuro de forma positiva e motivadora.

A realizar esta atividade, deve explicar-se que os momentos mais difíceis e menos bons da vida irão sempre surgir, mas ter uma atitude feliz e positiva perante estas situações será uma vantagem e uma defesa.

Como fazer:

  • Escolha uma caixa ao gosto e decorem-na com frases e desenhos de alegria e felicidade;
  • Tenham post’its ou folhinhas de cores variadas;
  • Definam uma cor para cada participante;
  • A cada final de dia, em conjunto, cada participante deve pensar no momento ou situação mais feliz daquele dia e registá-la na folhinha da sua cor;
  • O registo poderá ser com palavras, desenhos, ou colagens;
  • No final de um período de tempo podem abrir as folhinhas e dialogar sobre elas;
  • Podem repetir e adaptar…. 

jogos pedagogicos.jpg

 

JOGOS PEDAGÓGICOS: O Pote da Calma

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

O Pote da Calma tem como objetivo relaxar as crianças em momentos de maior agitação, distração ou irritação. Este Pote irá despertar a atenção dos pequenos e apelar à sua concentração, permitindo um pouco mais de calma a quem o observa.

Após algum tempo a observar o Pote da Calma, as crianças podem explicar ao educador/família o que causou a irritação ou exprimir os seus sentimentos sobre alguma situação.

Como fazer:

1 Pote de Vidro com tampa (Pode ser também de plástico transparente. Fica mais seguro, inclusive);
1 ou 2 colheres (sopa) de cola glitter;
3 ou 4 colheres (chá) de purpurina;
1 gota de corante alimentar da cor desejada;
Água quente (a quantidade varia de acordo com o tamanho do pote).

Adicione no pote a água quente e a cola glitter (não encha o pote completamente com a água, deixe um espaço para que a água possa ser agitada dentro dele). Mexa muito bem até que a cola glitter se dissolva totalmente na água. Logo após, adicione a purpurina e misture novamente. Por fim, adicione a gota de corante e misture mais uma vez. A tampa do pote deve ser muito bem fechada para que a criança não consiga abrir (deve-se ter cuidado para que o líquido não seja ingerido pelas crianças).

(in: https://psicologiaacessivel.net/2016/01/13/pote-da-calma-saiba-como-fazer-um/)

Agora, sempre que a criança necessitar, pode pegar no Pote da Calma, agitá-lo e observá-lo pelo período de tempo que precisar até se sentir mais calma!

jogos pedagogicos (2).jpg

 

JOGOS PEDAGÓGICOS: O jarro da gratidão

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

O Jarro da Gratidão pode ser realizado em qualquer idade e tem como objetivo lembrar aos participantes que o simples gesto de agradecer o dom da vida e os gestos agradáveis que recebemos dos outros torna-nos mais conscientes, mais capazes e respeitadores. Para além disso lembra que nós somos responsáveis pelas escolhas e decisões próprias e que devemos analisar tudo isto.

Deve ser explicado aos participantes a beleza do gesto de agradecer, a importância da humildade e de reconhecer o que nos deixou feliz!

Como fazer:

  • Selecione um jarro à escolha e decorem-no a gosto;
  • Tenham post’its ou folhinhas de cores variadas;
  • Cada elemento diariamente/semanalmente, escreverá sobre o que quer agradecer, pode ser um momento, uma situação, uma pessoa…..
  • Ao colocarem a folhinha no jarro criem uma frase para dizer de forma individual, por exemplo, Hoje quero agradecer!

jogos pedagogicos (1).jpg

 

Quais os melhores brinquedos?

Porque estamos próximos do Dia da Criança, a escolha de brinquedos para as crianças deve ser algo importante e reflexivo. Os brinquedos devem levar as crianças a desenvolverem capacidades imaginativas, criativas e de grande fantasia.   Para ajudar a comprar os brinquedos adaptados a cada idade, pode seguir por esta proposta padronizada, como orientação:

0 - 5 anos: o brinquedo deve ser um calmante. Pode optar por objetos coloridos com sons ou músicas.

6 meses - 1 ano: brinquedos que estimulam a curiosidade sobre o meio envolvente. Pode optar por brinquedos de encaixar, de empilhar, flutuantes, ou com sons.

1 - 2 anos: os brinquedos devem auxiliar no desenvolvimento da concentração e da motricidade fina. Brinquedos com diferentes texturas, ilustrações, puzzles, com botões para pressionar, ou com rodas.

2 - 3 anos: os brinquedos devem estimular a imaginação e a criatividade.  Pode optar pelas pinturas, réplicas de objetos ou animais, bolas, baloiços.

3 - 4 anos: os brinquedos mais próximos dos desejos das crianças são os que representam o dia a dia das crianças. Para além das réplicas de objetos quotidianos, pessoas e animais, pode incluir triciclos, bicicletas, casas de bonecas, oficinas de ferramentas, jogos simples, plasticina e livros ilustrados.

4 - 6 anos: aumenta o estimulo da fantasia e da imaginação, que pode ser auxiliado com os brinquedos corretos. Os brinquedos podem ser, dinheiro de brincar, meios de transporte, caixa registadora, cidades de brincar, instrumentos musicais, jogos, etc.

6 - 9 anos: já em idade escolar, as crianças estão ainda muito dedicadas à brincadeiras de faz-de-conta e do imaginário. Pode optar por livros, jogos de tabuleiro, corda, patins, bicicleta, equipamentos desportivos, meios de transporte em peças para montar e legos.

9 – 12 anos: nesta idade as crianças entram na fase da adolescência e preferem ser elas a escolher as diversões, deve haver uma continuidade no despertar do raciocínio e da criatividade. Pode escolher entre livros, jogos de mesa, caixas científicas, equipamentos desportivos ou material eletrónico.

brincar e aprender.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D