Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Avaliar não é só fazer testes!

Na escola os estudantes valorizam as fichas formativas como único método de avaliação em sala de aula, no entanto, esquecem que diariamente estão a ser avaliados pelos professores das mais variadas formas e que, essa avaliação terá um peso nas notas de final de período/semestre e de final de ano.

Para relembrar que a avaliação tem muito mais que um teste, aqui ficam algumas informações vindas de um Documento Orientador de Avaliação de Escola:

«O conceito de avaliação contínua prevê que a mesma represente a evolução dos conhecimentos adquiridos pelos alunos (…). A sua operacionalização só se consegue com a utilização diversificada de instrumentos de avaliação, (…) Fichas sumativas individuais, em grupo, comunicações escritas e orais de trabalhos, trabalhos individuais e de grupo, respetivos debates, e (…) grelhas de registo de atitudes e comportamento na sala de aula, entre outras.»

avaliacao conti.jpg

Nunca se esqueçam disso em todas as aulas, todos os dias!!!

 

Para lá da escola… atividades extra…

A escola é um lugar de aprendizagem por excelência, no entanto, não é o único lugar onde se aprende e onde se forma. Existem variados locais de ensino, seja de desporto, seja de arte, seja de conceitos morais e sociais e, nos dias de hoje, a maioria dos estudantes frequentam mais alguns desses espaços, seja pelo incentivo familiar ou pelo gosto pessoal.

Se estes são momentos de aprendizagem, claramente, não teremos nada a apontar contra…a necessidade é simples, saber balizar todos estes tempos e momentos de forma a que, a cada criança e jovem, reste tempo para descansar, brincar e estudar.

Quando as crianças fazem um ‘corre, corre’ diário para participar em muitas atividades, para além da escola, cabe às famílias iniciar uma reflexão e uma nova tomada de atitude para que não se instale uma rotina stressante e desgastante para todos, ou então, todas estas aprendizagens ficarão pela metade, pelas expectativas não correspondidas, pelo estar sem sentir ou aprofundar….

Este é mais um escrito de alerta, neste início de ano letivo, porque já assisti a situações muito próximas deste limite, que retiram às crianças tempo de serem crianças, aos jovens tempo de o serem… em completo… e às famílias tempo de estarem…

atividades extra curriculares.jpg

 

Atitude perante a Ficha de Avaliação!

Quando o estudante se apresenta perante o desafio de ser avaliado através de uma ficha escrita, ao que a maioria das pessoas chama de Teste, deve seguir sempre um caminho que o direciona para a melhor forma de a realizar:

1º - Ler todas as perguntas da Ficha com muita calma e atenção;

2º - Definir a ordem pela qual irá responder às perguntas, em função da dificuldade e das tarefas a realizar;

3º - Escrever as respostas, fazendo tópicos de resposta previamente (metal ou em folha de rascunho) quando estas forem de maior desenvolvimento;

4º - Reler todas as perguntas, corrigindo erros e falhas;

5º - Verificar a identificação correta das questões;

6º - Confirmar se todas as perguntas estão respondidas.

 

Parece muito simples, no entanto, muitos são os estudantes que apresentam dificuldades em alguns destes tópicos, por exemplo, em gerir tempos ou o não rever a ficha no final. Portanto, é sempre bom relembrar a importância destes gestos para receber melhores resultados!

avaliação escolar.jpg

 

Abril:

escola para que te quero?!

A Primavera já quer bater à nossa porta e, nos estudantes, os efeitos são notórios… eles querem dedicar mais tempo às amizades, aos amores e menos aos estudos… procuram motivos para passear, estar com a família e com os amigos…. Sublinham que estão cansados e que precisam urgentemente de mais férias… Tudo isto irá exigir mais atenção por parte dos encarregados de educação e uma constante negociação.

Nesta época, alguns alunos fazem o típico ‘dormir à sombra da bananeira’ que significa ‘como tenho tido boas avaliações não preciso de estudar muito’ e é aí que os resultados começam a baixar, sem que o próprio aluno se aperceba desta justificação.

abril.jpg

 

A preciosa competência da leitura e da escrita

Ler e escrever bem, é uma das maiores e mais poderosas ferramentas, seja para quem estuda, seja para quem trabalha. Torna as pessoas com melhoras capacidades de compreensão, reflexão e análise, facilita a vida do quotidiano e oferece competências imprescindíveis nos dias de hoje.

Olhando para este saber ler e escrever, como forma de aprendizagem, podemos lembrar o seguinte:

 

Na aprendizagem formal, em contexto de sala de aula, a capacidade de interpretar textos e informações é exigência transversal em todas as disciplinas, quer na interpretação de textos, quer na interpretação de enunciados. Sendo a escrita cuidada e explicita algo que melhorará a avaliação geral.

Na aprendizagem informal, em contextos que ultrapassam a formalidade escolar, mas onde a aprendizagem, a reflexão e compreensão são também uma exigência, o saber interpretar cartas, legislação e variados textos, facilita a vida social e cívica. Para além de que, ler e escrever com frequência apoia a nossa criatividade e imaginação, abre horizontes pessoais e contribui para uma cultura mais rica.

ferramenta.jpg

 

As vídeo aulas ajudam a estudar?

Cada vez mais se utiliza a internet para tudo… para comunicar, para brincar, para divertir… também podemos usá-la para estudar! Existem documentários muito explicativos, existem fichas para imprimir, exercícios para fazer online e também existem as vídeo aulas.

Estas vídeo aulas são a gravação de uma aula sobre uma determinada matéria em vídeo, que podem ser facultadas pelo próprio professor da disciplina, como podem ser pesquisadas, livremente, na internet. Os formatos podem ser variados, desde a voz/imagem de um professor, esquemas interativos, fotografias/imagens, ou mesmo uma junção destas várias opções.

Ao utilizar este método de ensino à distância, o estudante pode tornar-se mais autónomo na procura de conteúdos a estudar e tem mais um recurso didático para a fixação de conteúdos.

Aprender com este método pode ser mais simples e motivador! Não podemos olhá-lo como um único recurso à aprendizagem, mas sim como um bom complemento a esta. Portanto, sempre que surgir alguma dificuldade em aprender determinada matéria, os estudantes, podem recorrer a estas vídeo aulas como mais uma ajuda e apoio ao estudo.

pesquisa.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D