Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

O meu teste é igual ao da outra turma… basta decorá-lo…

Diálogo entre mim e um/a estudante de 3º ciclo:

Estudante: _ Já tenho o teste de História que vou fazer amanhã…

Eu: _ Como arranjaste?

Estudante: Um colega de outra turma fez o teste ontem e é igual de certeza, ele tirou fotos à escondidas e mandou-me…»

 

Esta forma que aqui apresento é das mais erradas de se fazerem, mas muitas são as formas de se conseguir um teste, antes de o fazer… porque os testes são iguais entre turmas e eles pedem emprestado, já corrigido… porque alguns ATL’s guardam cópias de testes de anos anteriores e facultam, como forma de estudo, ou porque o professor utiliza as fichas que estão disponíveis na internet e algum aluno encontrou o mesmo site

Certo é que, na minha opinião, decorar uma ficha de avaliação não é, nem nunca será aprendizagem… tirar boas avaliações, sem estudo é realmente um talento, mas não é aprendizagem, nem conhecimento das matérias a estudar.

Para mim, utilizar fichas e outros testes após horas de estudo, de forma a pôr em prática o aprendido e a perceber quais as dúvidas, parece-me uma boa técnica. No entanto, quando se memoriza uma ficha, apenas para a realizar horas depois, é certo que não se aprendeu nada sobre a matéria e, portanto, não terá utilidade no futuro…nem no ano letivo seguinte!

avaliações.jpg

 

A desmotivação que chega com o 3º Período

Mesmo os alunos mais dedicados chegam ao 3º Período escolar já com a manifestação de algum cansaço, com isso chega também a desmotivação para o estudo. Isto, por vezes, reflete-se nas avaliações, eles já estão convencidos que as notas dos Períodos anteriores irão segurar estas ultimas avaliações e, portanto, dedicam menos tempo ao estudo e mais tempo ao lazer… até porque, o calor e a primavera convida a outras atividades mais motivadoras!

Nem sempre as famílias se apercebem desta situação, apenas após um conjunto de avaliações que aparecem, com valores mais baixos, é que denotam que algo tem acontecido!

Para que esta situação não prejudique o empenho realizado ao longo do ano letivo, as famílias devem estar atentas:

  • Mantenha a atenção e controle as rotinas de estudo, efetivas;
  • Promova momentos de verdadeiro descanso e passeio no final de semana ou feriados;
  • Faça questões sobre a matéria, antes das avaliações, para verificar a real aprendizagem;
  • Controle os momentos com ecrãs e redes sociais;
  • Ajude na organização da gestão entre lazer e estudo;
  • Incentive para o estudo, principalmente, quando ainda faltam os Exames Nacionais.

ano letivo.jpg

 

O ‘Equipamento’ de estudo!

Tal como referi no Post anterior, é imprescindível que, cada estudante, tenha o seu espaço físico onde possa estudar sossegada e confortavelmente!

Para proporcionar melhor apoio ao estudo, devem existir alguns materiais adequados à idade e ao ano letivo de cada estudante.

De uma forma geral, poderei assinalar, aqui, algumas propostas de materiais que poderão selecionar:

  • Canetas coloridas, lápis carvão, lápis coloridos, borracha, afia e corretor;
  • Post’it, sublinhadores, agrafador, fita cola e cola;
  • Caderno ou folhas para apontamentos e resumos;
  • Régua, transferidor e compasso;
  • Capas ou bolsas para organizar folhas, fotocópias e fichas;
  • Dicionários, gramáticas e outro material de consulta;
  • Todos os livros e cadernos escolares;
  • Calculadora e computador (quando necessário);
  • Agenda atualizada com datas de testes e trabalhos;
  • ….

Recordo que é necessário exigir o cuidado e responsabilidade com todo este material, tanto no tratamento como na arrumação, faz parte integral da educação!

Acrescentariam algo mais a esta lista, de acordo com o vossa experiência?

escola.jpg

 

Separadores ou capas, para a escola...

… basta imprimir!

Agora que a escola está prestes a iniciar, os estudantes devem organizar todo o material necessário… neste sentido, os cadernos ou capas são algo indispensável para, praticamente, todas as disciplinas.

Por vezes os cadernos são muito parecidos, o que pode confundir no manuseamento diário. Para ajudar na distinção e para tornar o material mais apelativo deixo, em anexo, separadores para a maioria das disciplinas, basta imprimir e colar nos cadernos ou colocar na capa!

Bons trabalhos manuais!

2_3ciclos_separadores.pdf

1ciclos_separadores.pdf

 

separadores.jpg

(Com imagens retiradas da internet)

 

Escola em casa, que avaliação?

Diálogo entre mim e um/a estudante de 3º ciclo:

Eu: _Então, como estão a decorrer as aulas? Tens feito os trabalhos?

Estudantes: _Sim, mas ninguém está preocupado… já toda a gente sabe que é para passar e é, portanto!»

Logo no início do 3º período escolar, das situações que penso ter mais preocupado os professores foi como irão avaliar os seus alunos, neste período, sendo que eles estão em casa a receber formação através dos meios de comunicação e com isso os constrangimentos que irá acarretar são reais.

A avaliação, em situação normal escolar, quer-se contínua e, desde a atenção em sala, a realização dos trabalhos e as fichas de avaliação, muito havia para analisar e avaliar.

Agora, que os estudantes estão em casa, a sua participação na telescola não é visível, perceber se o aluno está atento em vídeo aulas é tarefa extremamente difícil, verificar se os trabalhos realizados foram feitos pelo próprio, ou em conjunto, requer muita sensatez… ou seja, a pergunta torna-se imperativa, até que ponto esta avaliação será ajustada e realista?

Quando converso com os alunos, sinto que eles consideram que têm o direito a algum facilitismo, devido a tantos constrangimentos, dos quais não têm a culpa e consideram que todo o esforço realizado de adaptação a estes métodos de ensino devem ser recompensados.

Os professores têm por base um período e meio de aulas presenciais onde conseguiram conhecer um pouco os alunos e retirar daí alguns traços principais de avaliação que, certamente, não serão suficientes… e agora terão de adaptar as suas próprias estratégias de análise.

Muitas dúvidas e incertezas surgem no momento de assumir se as aprendizagens escolares, este ano letivo, foram efetivamente conseguidas…

avaliação escolar.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Blogs Portugal