Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

28
Jun 18

Os dias de aulas estão a chegar ao fim, os portões das escolas ficam entreabertos, como se existisse uma possibilidade de entrar mas pouca vontade de o fazerem... e poucos são os alunos que por ali passam até setembro...

No entanto, a educação não fecha para balanço, as crianças e jovens não deixam de aprender e de crescer, a educação simplesmente estende-se a outros lugares e a outros momentos e agora isso fica mais evidente. Por tudo isto, não faz sentido que este Blogue fique estagnado até setembro... muito ainda há para escrever, fora dos contextos formais de educação... muito para além deste portões escolares.

Assim, tal como em anos anteriores, este Educar(Com)Vida continuará a trazer temas de reflexão, opiniões e propostas direcionadas para uma educação transversal, que inclui o Aprender a Ser, Aprender a Fazer, Aprender a Estar e Aprender e Aprender...

 

Fiquem por aí e continuem a visitar este vosso Blogue, para continuarmos a falar sobre Educação, prometo novidades e novos escritos de interesse...

educarcomvida.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 13:26

25
Jun 18

Para todas as pessoas enteressadas em saber qual o horário escolar do próximo ano letivo de 2018/2019, aqui fica tanto a imagem como um documento mais completo, em excel, para quem pretender guardar nos seus documentos ou imprimir!

calendário escolar.jpg

 

Documento em excel: 

Calendário-Escolar-2018-2019.xlsx

 

 

 

publicado por Maribel Maia às 10:26

22
Jun 18

Este Post é para os alunos ou famílias de alunos que estão inscritos no ensino secundário ou que, num futuro próximo, ingressarão neste nível. 

Para vocês que têm dúvidas sobre Exames Nacionais, sobre acesso ao Ensino Superior, sobre saídas profissionais, médias e requisitos de acesso, adicionem os seguintes endereços eletrónicos aos vossos favoritos e, ao longo destas férias e no próximo ano letivo, tenham o cuidado de os visitar e retirar muitas das vossas dúvidas:

 

Por aí, conhecem mais algum site que possa ajudar estes estudantes nas suas dúvidas?

Bom estudo e boa sorte para o futuro!!!

Imagem relacionada

(imagem retirada da internet)

 

publicado por Maribel Maia às 10:25

11
Jun 18

Hoje em dia muito se conversa e reflete sobre ter acesso a boas escolas e bons professores, assumindo-se isso como pilar para uma boa educação formal. Todos nós, através das nossas experiências práticas enquanto estudantes que somos ou fomos, identificamos aspetos que muito apoiaram a nossa aprendizagens e nomeamos situações que deveriam ser melhoradas e ajustadas.

Este meu Post, hoje, chega como um desafio a cada leitor, gostaria que me respondessem à pergunta: o que consideram ser um bom professor/a?

Todos nós temos a recordação do(s) professor(es) que mais marcou o nosso percurso escolar, que nos fez apaixonar por uma disciplina, que nos orientou no momento mais importante, que nos olhou, carinhosamente, como pessoa, que nos motivou e nos incentivou….

Ler as vossas opiniões refletidas, será, para mim, refletir e aprender… reconhecer e melhorar a minha prática, portanto, desde já  meu obrigada pela partilha!

 

paulo freire facebook.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 12:48

07
Jun 18

Agora que chegamos ao 3º Período, alguns encarregados de educação ficam mais apreensivos com a hipótese de existir uma retenção escolar, devido aos baixos resultados escolares que o estudante apresentou ao longo do ano letivo.

Para todos os mais, ou menos, preocupados com estas questões, é sempre bom estar informado que:

 

  • Nos anos terminais de ciclo não aprovam os alunos que se encontrem numa das seguintes situações:
  1. a) Tenham obtido simultaneamente classificação inferior a 3 nas disciplinas de Português (ou PLNM) e de Matemática;
  2. b) Tenham obtido classificação inferior a 3 em três ou mais disciplinas, no caso dos 2.º e 3.º ciclos.

 

  • Nos anos não terminais de ciclo (5º, 7º e 8º) os alunos sem retenções no seu percurso escolar não transitam quando se encontram numa das seguintes situações:
  1. a) Tenham obtido quatro classificações inferiores a três e nelas estejam incluídas, cumulativamente, as disciplinas de Português e Matemática;

        b)Tenham obtido classificação inferior a três em cinco ou mais disciplinas.

 

Resultado de imagem para avaliação

 

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 10:34

04
Jun 18

Estamos próximos dos Exames Nacionais, os dias que se seguirão são de constantes horas em estudo, revendo matérias, realizando leituras e exercícios… e o stress vai-se acumulando, dia após dia, com o aproximar no momento, trazendo aquele friozinho no estômago e o medo de falhar. Assim, cá ficam dicas muito simples para aliviar esta pressão desorientadora:

 

  • Agendar de forma clara e organizada as horas de estudo e descanso;
  • Planear metodicamente o estudo a realizar;
  • Escolher e preparar o lugar de estudo;
  • Ouvir música nos intervalos de estudo;
  • Fazer uma caminhada ou praticar desporto no final do dia;
  • Cumprir os horário das refeições;
  • Dormir as oito horas diárias;
  • Desligar telemóveis e redes sociais aquando do estudo…

 

Agora é só manter grandes índices de concentração e motivação para adquirir mais conhecimento… Boa sorte!

 

Imagem relacionada

 

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 11:10

30
Mai 18

Quantas vezes perdemos razão, dinheiro, paciência, oportunidade… porque não sabíamos determinada informação, legislação, estratégia? Certo é que, nascemos sem nada saber, vivemos em constante aprendizagem e morremos com tanto ainda por conhecer! Mas, o nosso empenho deve seguir uma vontade de desenvolver conhecimentos e competências, querer mais: saber ser; saber aprender e saber fazer… é, sem dúvida, um processo constantemente inacabado, que nos provoca, que exige tempo e dedicação… certo é que o preço a pagar pela ignorância é, na minha opinião, bastante mais caro, traz inseguranças, frustrações e descontentamento.

Por tudo isto, cada vez mais, devemos ter acesso livre e gratuito à educação, nos seus mais variados contextos: formativos, culturais, tecnológicos e sociais. Só assim nos sentiremos capazes, competentes, conscientes e livres. A Educação é um direito fundamental a cada ser humano.

 

Partilham da mesma opinião? Acrescentam algo?

 

Imagem relacionada

 

(Imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 16:32

24
Mai 18

Os vossos filhos são daqueles que ficam muito ansiosos e aflitos nos dias que antecedem às variadas formas de avaliação?

Se existem aqueles estudantes que se apresentam nervosos perante um teste porque consideram não ter estudado o suficiente, existem aqueles que mesmo tendo estudado toda a matéria muito bem, continuam a passar por horas de aflição e ansiedade, a quais nos parecem desnecessárias e pouco adequadas.

Contudo, esta ansiedade, sincera e verdadeira, poderá trazer um problema acrescido aos estudantes, principalmente quendo, após muito estudo o stress acaba por perturbar e condicionar o momento de concentração e execução do teste ou de qualquer outra forma de avaliação!

Deixo-vos algumas dicas que poderão ajudar a minorar estes níveis de ansiedade, aos pequenos estudantes, em dias próximos às avaliações:

  • Evitem o estudo no dia da avaliação;
  • Realizem todas as tarefas diárias com tempo e sem atrasos;
  • Criem momentos de relaxamento no dia anterior, (música… atividade física… etc);
  • Procurem orientar a mente para pensamentos positivos;
  • Relembrem os bons resultados já alcançados;
  • Procurem retirar todas as dúvidas da matéria, aquando do estudo;
  • Mantenham um bom descanso e uma boa alimentação.

 

 Tal como em todas as outras situações, o diálogo é sempre um bom aliado, embora muitas vezes as crianças tenham alguma tendência para esconder estes sentimentos de ansiedade, promover as conversas e a expressão de sentimentos é sempre um passo positivo para a adaptação a estes novos momentos de stress.

Frases inspiradoras.png

(Imagem retirada da net)

 

publicado por Maribel Maia às 10:44

21
Mai 18

Quantas vezes os estudantes afirmam não terem trabalhos de casa para fazer ou testes marcados… alguns mentem propositadamente, outros não se recordam distraidamente!

Contudo, esta atitude deve ser desincentivada e se necessário punida com algum castigo, procurando-se assim, o desenvolvimento da responsabilidade, da maturidade e do gosto pelo trabalho alcançado.

Sei também, que atitudes e distrações destas levam o seu tempo até serem completamente abandonadas, por isso ficam aqui algumas propostas de ação:

  • Tenha uma tabela para preencher com as datas de testes e obrigue a que esteja atualizada; (podem encontrar essas tabelas aqui)
  • Reveja sempre os cadernos, com o estudante, para confirmarem se existem apontamentos de tpc’s;
  • Tenha o número de telemóvel de um colega e, quando surgirem dúvidas, ligue a perguntar;
  • Se estes esquecimentos forem continuados estabeleça um castigo, para quando acontecerem;
  • Mantenha reuniões regulares com o diretor de turma e converse com ele sobre isso;
  • Converse com o estudante sobre a necessidade de ser responsável;

 

Comece sempre pelo diálogo, porque muitas vezes este esquecimento pode ser um alerta de que algo não está normal e o problema pode advir: da escola; da família; do próprio…

HPIM1660.JPG

 

publicado por Maribel Maia às 12:33

15
Mai 18

Para a maioria dos trabalhos escolares solicitados, tradicionalmente, estes devem ser apresentados segundo os seguintes passos:

                                    

  1. Introdução: situa o tema que irá ser desenvolvido, deixando claro quais os objetivos que se seguem. Não deve ultrapassar uma página escrita;
  1. Desenvolvimento: aqui todo o ‘trabalho’ se desenrola, começando-se por explicar os conceitos, fundamentar as ideias, dividindo o grande tema em pequenos temas que se interligam de uma forma lógica, adiciona-se gráficos, imagens ou esquemas que fundamentem tal escrita. Finaliza-se com uma ou várias opiniões críticas ao assunto analisado, com opinião pessoal ou de outros autores;
  1. Conclusão: um pequeno resumo do que se aprendeu com este trabalho, enuncia novas questões que poderiam levar a outros estudos e explica porque este tema contribui para a disciplina em causa. Não ultrapassar uma página escrita;
  1. Bibliografia: para o “trabalho” foram consultados livros e sites na internet, na bibliografia devem ser todos mencionados por ordem alfabética.

trab escolar.png

 

publicado por Maribel Maia às 10:30

Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
17
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
subscrever feeds
Instagram
@educarcomvida
blogs SAPO