Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Competências para aprender nas férias

 

Não ir à escola, não significa deixar de aprender e suspender a formação. Existem imensas aprendizagens que se realizam muito para além dos muros escolares e dos bancos de sala de aula. Tal como o desenvolvimento emocional, conhecimentos sociais e culturais, competências financeiras, etc…

Hoje, venho lembrar o quanto é importante aproveitar as férias escolares para desenvolver as seguintes aprendizagens, fundamentais para a vida – as tarefas domésticas.

Nestas férias pode motivar as crianças, adolescentes e jovens para aprenderem a:

  • Cozinhar: pratos principais, sopa e doces;
  • Fazer as camas;
  • Limpar, aspirar e varrer;
  • Coser botões e remendar;
  • Lavar loiça;
  • Cultivar: semear, plantar, colher e cuidar;
  • Usar eletrodomésticos;
  • Fazer pequenas compras, pagar e receber troco;
  • Aprender a selecionar objetos necessários para a mala de viagem;
  • Cuidar do animal de estimação;
  • Organizar uma festa;

ferias aprender.jpg

 

Viajar é educar

A educação está nas mais diversas experiências de vida, conseguimos aprender através de uma educação formal, mas podemos também aprender através de muitos outros contextos, sociais e profissionais. A educação é, assim, muito transversal.

Por esta razão torna-se importante que, quem cresce, tenha oportunidade de viver diversas experiências pessoais e sociais que o enriqueça e o eduque. Viajar é, um exemplo claro, de aprendizagem através da experiência.

Quando alguém viaja tem oportunidade de conhecer novas culturas, novos valores sociais, confrontar-se com outros estilos de vida e com outras sociedades. Assim, sempre que as famílias proporcionam férias às suas crianças e jovens, visitando outros lugares e vivendo outras experiências, estão também a proporcionar-lhes momentos de grande enriquecimento pessoal que, embora não pareça claro, traz grandes aprendizagens para toda a família.

Assim, sempre que conseguir, e na medida do possível para o orçamento familiar, proporcione viagens a quem cresce, não é necessário ir para onde a maioria das pessoas vão, não é necessário ter grande financiamento (ensinar a poupar em férias é também primordial), não é necessário viajar para destinos longínquos ou exóticos, basta vontade de partir à descoberta, manter uma mente aberta para o que nos rodeia e muito desejo de aprender/conhecer!

Viajar oferece conhecimento, experiências e muitas aprendizagens que não estão nos manuais escolares, aproveitem!

ensinarCrescer (1).jpg

 

A Educação que não se aprende na escola!

Desenganem-se as famílias que consideram que os seus educandos podem aprender tudo dentro de um recinto escolar. A educação está muito para além das disciplinas e da formação facultada no ensino formal. Ter educação é ter um conjunto de saberes, valores e ideias que se aprendem vivendo intensamente, nos mais diversos contextos de vida. E, neste sentido as famílias têm um papel fundamental na orientação e no proporcionar de tais experiências de vida, para tornarem o seu educando um pleno cidadão, consciente dos seus direitos e deveres.

Estes são alguns dos exemplos de Educação que não se adquirem nos bancos de escola, nem nos manuais escolares:

 

  • Educação emocional: é no convívio entre pares (mesmas idades), nos recreios e em outras atividades extra escolares que mais acontece;
  • Educação financeira: as famílias têm um papel fundamental nestes ensinamentos, através da gestão das mesadas e do ensino da poupança;
  • Educação para a sexualidade: embora exista legislação para que esta educação ocorra nas escola, tal não acontece, portanto, é imprescindível que a família assuma esta educação;
  • Educação moral e religiosa: as escolas oferecem apenas uma disciplina e é facultativa, portanto são as famílias que decidem se querem, ou não, acrescentar esta forma de educação a quem cresce, além disso, esta disciplina não contempla todas as religiões;
  • Educação Política: a consciência política, partidária e cívica não é ensinada nas escolas, a sensibilização deve começar em casa, assim como deve existir uma procura de informação pessoal;
  • Educação para as tarefas domésticas: não é aprendizagem menor saber limpar, saber cozinhar e saber cuidar da casa de quem nela vive, estas aprendizagens realizam-se em famílias e são fundamentais para um adulto autónomo e responsável.

educações.jpg

 

Aprendizagens fundamentais!

Existem atividades domésticas que, embora pareçam simples, devem constituir uma aprendizagem fundamental para qualquer criança ou jovem. Por forma a que cada um se torne dotado de competências para viver de forma independente e emancipada, sendo capaz de realizar tarefas simples, mas que tornam a nossa vida mais simples, livre e capaz.

As férias são momentos ideias para aprofundar tais aprendizagens e desenvolver gosto por trabalhos manuais e boas competências em tarefas domésticas. Por isso, nestas férias ensine a:

  • Cozinhar;
  • Lavar, passar e arrumar roupa;
  • Costurar;
  • Fazer a cama;
  • Limpar, varrer e aspirar;
  • Lavar louça;
  • Cultivar hortas ou vasos;
  • Fazer compras e gerir dinheiro;
  • Formas de reutilização de materiais;

 Estas e outras tarefas, como por exemplo, saber mudar uma lâmpada, arranjar a própria bicicleta, tratar de animais, etc… são fundamentais para o conhecimento humano e promovem a autoconfiança de quem cresce. Sempre que possa, não deixe de ensinar tudo isto, com muito carinho e paciência.

 

evida.jpg

 

Nestas férias faz: Velas aromáticas

Se, no Post anterior, partilhei a proposta de fazer uns sabonetes em casa, hoje, partilho a proposta de fazerem umas velas aromáticas em casa, também… podem servir para embelezar a própria casa ou, mais uma vez, para oferecer a pessoas especiais… em momentos especiais…

Estas atividades ajudam sempre no desenvolvimento de várias competências, como a motricidade fina, a criatividade e a imaginação… para além disso podem ser forma de reaproveitamento de materiais e um belo momento entre familiar e/ou entre amigos.

Mais uma vez, já bem, a forma de fazer que aqui partilho é simples, mas na internet existem outras tantas formas, mais ou menos originais e complexas… basta escolher!

Bom trabalho!

Deve adquirir:

Cera (pode ser de velas velhas)

Corantes para velas

Pavio

Aromas a gosto

Frascos ou recipientes à escolha

 

Modo de elaboração:

  1. Derreter a cera em lume brando;
  2. Colocar o pavio nos frascos e segurá-los de forma a que fiquem centrados;
  3. Misturar a cera derretida com o corante e os aromas a gosto;
  4. Verter para os frascos e aguardar várias horas até que arrefeça e solidifique.

ideias propostas.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Blogs Portugal