Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Diferenças entre secundário e ensino superior?

Quase todas as pessoas se lembram das grandes diferenças que existiram na passagem do nível secundário para o ensino superior. Certo é que, as rotinas se alteram, que uns colegas vão e outros chegam… que a responsabilidade é maior e a liberdade, também!

Mas não é apenas isso que se transforma, deixamos de utilizar livros escolares para usar sebentas e resmas de fotocópias, deixamos de ter TPC’s para estudar apenas por iniciativa própria… deixamos de ter professores preocupados com o nossa dedicação à disciplina, o empenho é sempre unilateral… e o lado é todo teu! Muita teoria e menos prática, podes sempre praticar em casa… A única alternativa para a entrega de trabalhos com prazos curtos é fazê-los até à meia noite e enviar ao docente por e-mail, não haverá condescendência. 

Que diferenças vocês experienciaram entre secundário e ensino superior?

métodos estudo.jpg

 

O ensino secundário é diferente!

Diálogo entre mim e um/a estudante de secundário:

Eu: _Quando tens de entregar o trabalho?

Estudante: _No final desta semana.

Eu: _ Já tens pouco tempo e ainda muito para fazer!

Estudante: _ Eu sei… e ainda tenho teste de Inglês… Mas eu para Inglês quase não preciso de estudar, portanto vou dedicar-me só a este trabalho, quero uma boa nota!

 

Quando os estudantes iniciam o ensino secundário denotam existirem diferenças nas rotinas e nas aulas, comparando com as suas experiências de ensino básico. Uma grande diferença é um acréscimo de volume de estudo e trabalhos, que exige que os estudantes tenham muita capacidade de organização e que abdiquem, em alguns meses da sua vida social para se dedicarem muito mais ao estudo.

Para além disso, nem todas as disciplinas carecem do mesmo tempo e do mesmo empenho, algumas disciplinas exigem que o estudante recorra a explicações, sempre que necessário, outras pela facilidade do estudante em percebe-las, requerem menos dedicação, mas sempre na procura de boas avaliações.

Uma exigência acrescida é a necessidade de assistir a todas as aulas porque, faltar às aulas neste grau de ensino pode prejudicar o acompanhamento da matéria, já que a quantidade de informação recebida por aula é, de facto, bastante.

Outras das grandes diferenças é a forma como os professores ensinam, procurando tornar os alunos mais independentes no estudo, de forma a iniciar uma preparação para o que será o ensino superior, com a necessidade de muito mais autonomia e competência no estudo!

Estudantes de secundário: estudem regularmente, organizem bem as vossas rotinas e valorizem a importância das médias… sem esquecerem que se aproximam os exames nacionais….

levar-te.jpg

 

Inquietude: 29 alunos por turma…

Se continuamos a afirmar convictamente que não podemos ser tratados de forma igual, porque todos somos diferentes… se neurocientistas afirmam que o cérebro humano desenvolve-se de forma diferente de criança para criança… se cada estudante tem as suas capacidades e motivações de forma muito subjetiva… então… como poderá uma escola ensinar corretamente e eficazmente com turmas em que o número de alunos é, muitas vezes, próximo dos 30?

Sei que, a maioria dos professores procura fazer o seu trabalho o melhor que consegue dentro desta realidade diária… contudo, acredito que se obteriam melhores resultados escolares e mais motivação pela escola se este número de alunos por turma pudesse ser reduzido, permitindo uma maior oportunidade de olhar cada estudante com as suas competências e dificuldades… maior apoio individualizado… e maior concentração por parte de quem aprende…

Concordará, o leitor, comigo em mais uma das minhas inquietudes? O que gostaria a acrescentar sobre este tema? 

turmaenorme.png

 

TPC e Estudar: diferenças?!?!?

Quantas vezes dizemos a um estudante “Vai estudar!” e ele rapidamente nos responde: “Já estudei, já fiz os TPC’s”… será isto efetivamente estudar? Se não é estudar então os TPC serão o quê?!?!

Sobre este assunto gostaria de deixar aqui a minha opinião, sendo que, não considero que a realização dos Trabalhos Para Casa sejam um estudo diário, não quero com isto dizer que não devam existir no quotidiano de um estudante, dentro de determinados parâmetros.

Assim, gostaria de assumir que os TPC, para mim, tornam-se importantes como forma de memorizar e perceber melhor a matéria dada na aula, até mesmo para o estudante desenvolver a consciência de que adquiriu ou não os conhecimentos da última matéria lecionada. Os trabalhos de casa tornam-se também forma de desenvolver a responsabilidade para com cada disciplina e para com os professores. Estes trabalhos sendo propostos, em consciência profissional, com ‘peso e medida’, ou seja, sem demasias, torna-se pertinente na educação escolar atual.

Contudo, os TPC não são um estudo contínuo, suficiente e metódico, para os estudantes que desejam atingir bons resultados escolares. Pela minha experiência, entendo também que muitos estudantes não têm métodos de estudo adequados, não sabem estudar individualmente e apresentam algumas dificuldades em desenvolver esse hábito.

Torna-se assim, bastante importante ensinar e motivar a Estudar… deixarei algumas orientações sobre o desenvolvimento desta motivação no próximo Post!   

Estudar.png

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D