Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

O que estudar nas férias?

Por anos letivos...

Reconheço que os alunos não têm vontade nenhuma de estudar em tempo de férias! Contudo, recordo que o tempo livre é imenso, nas férias de verão e, não serão duas ou três horas, por semana, que irão destruir todo um plano de descanso!!!

Se gostariam de receber orientações, mais concretas, do que se pode estudar nestas férias, basta analisar a tabela seguinte:

estudar_férias.jpg

 

 

A importância do 1º ciclo.

Para a maioria das crianças que frequentam o 1º ciclo estudar não passa de fazer os trabalhos de casa e rever, de forma ligeira, a matéria antes das avaliações. Também, nestas idades, a vontade de brincar é bem maior do que todas as outras necessidades e, estudar não parece ser de grande valor. No entanto, aos poucos as famílias, em conjunto com a escola, devem começar a explicar a importância do estudo e do conhecimento para uma vida mais digna e consciente.

Para além de tudo isto, aquelas crianças que apresentam dificuldade a alguma das disciplinas base devem receber atenção especial e um apoio adicional, isto porque estas disciplinas serão fundamentais para sustentar os anos futuros. É muito importante que um estudante dê início ao 2º ciclo com as melhores bases de conhecimento, por exemplo, na língua portuguesa e na matemática, pois estas irão sustentar as variadas disciplinas que se irão ramificar e complementar.

Sabemos que, uma criança que apresente mais dificuldades no 1º ciclo terá mais dificuldades nos anos letivos seguintes, contudo, sabemos também que estas dificuldades podem ser superadas mais rapidamente quando são detetadas precocemente…assim, estudar no 1º ciclo é um presságio para consolidar um bom aluno no futuro!

conceitos (1).jpg

 

“No teste não me lembrei disso!!!!”

Os estudantes ficam muito preocupados quando têm de estudar matérias em que existe uma necessidade de memorizar informação, pois sentem que no momento da avaliação poderão não conseguir aceder à informação estudada. No entanto, também sentem dificuldade em definir a melhor forma de estudar para que tal não aconteça. Assim, ficam por cá alguns conselhos do que fazer e do que não fazer, para que aquilo que é estudado permaneça na nossa memória…

teste.jpg

 

Atitude perante a Ficha de Avaliação!

Quando o estudante se apresenta perante o desafio de ser avaliado através de uma ficha escrita, ao que a maioria das pessoas chama de Teste, deve seguir sempre um caminho que o direciona para a melhor forma de a realizar:

1º - Ler todas as perguntas da Ficha com muita calma e atenção;

2º - Definir a ordem pela qual irá responder às perguntas, em função da dificuldade e das tarefas a realizar;

3º - Escrever as respostas, fazendo tópicos de resposta previamente (metal ou em folha de rascunho) quando estas forem de maior desenvolvimento;

4º - Reler todas as perguntas, corrigindo erros e falhas;

5º - Verificar a identificação correta das questões;

6º - Confirmar se todas as perguntas estão respondidas.

 

Parece muito simples, no entanto, muitos são os estudantes que apresentam dificuldades em alguns destes tópicos, por exemplo, em gerir tempos ou o não rever a ficha no final. Portanto, é sempre bom relembrar a importância destes gestos para receber melhores resultados!

avaliação escolar.jpg

 

Dicas para um debate escolar!

Principalmente, os estudantes de secundário são convidados a organizar e realizar debates em turma, de acordo com um tema a estudar. No entanto, devido à pouca prática, alguns alunos, sentem algumas dificuldade em organizar as suas ideias, em confrontar ideais e formular sínteses. Para ajudar numa destas situações, cá deixo alguns conselhos:

Preparação do debate:

  • Deverão existir pelo menos dois grupos, um ficará a favor de uma determinada posição e o outro contra essa mesma posição.
  • Deverá ser definido um moderador que irá abrir e organizar todo o debate.
  • Podem ficar alunos fora deste debate, que serão os Observadores e que devem registar os principais argumentos debatidos e as várias intervenções.

Intervir no debate:

  • Papel do moderador: deve manter a imparcialidade, apoiar a troca de opiniões lançando questões e propostas de discussão. Controlar o debate e evitar os ataques pessoais. Deve reconhecer o tema e as ideias em debate.

 

  • Papel de cada grupo: posicionar-se no tema e explicar os seus argumentos. Pedir esclarecimentos ao grupo de confronto e contra-argumentar sempre que não concorda com o que ouve. Procurar persuadir através da sua argumentação fundamentada, podem concordar ou discordar das opiniões que escuta. Deve ter estudado sobre o assunto e memorizado os pontos principais de defesa e argumentação.

Como podem verificar, para conseguirem uma boa postura e uma boa defesa devem reunir em grupo e preparar o debate realizando todos os apontamentos necessários. Para o moderador, se for selecionado, será um trabalho mais individual, deve preparar também o tema e as questões a serem defendidas e os tempos a oferecer a cada grupo.

  • Para os observadores: Não devem demonstrar desinteresse, por não estarem a participar de forma direta. O melhor é tirarem apontamentos, ao longo do debate, para no final apresentarem uma análise critica sobre o trabalho dos colegas e mostrar domínio sobre o tema apresentado.

trabalhos grupo (1).jpg

 

Não tenho bons resultados escolares… Onde estarei a errar?

Alunos que, nos mais variados anos escolares, começam a ter dificuldades em receber boas qualificações nas várias avaliações realizadas. Podem ser vários os erros que são cometidos na momento do estudo. Hoje o Post é para esses estudantes.

Ora, vê lá se não estarás a falhar em algum(s) destes pontos?

Sou preguiçoso e não estou a estudar o suficiente!

  • Se estudas na véspera do teste, isso pode ter resultado anteriormente, mas não resulta para sempre, estuda diariamente e prepara-te para o teste com uma semana de antecedência;

O meu comportamento não é dos mais exemplares!

  • Existem estudantes com notas razoáveis nos testes, mas com falta de atenção e empenho nas aulas, com faltas de TPC e sem avaliações contínuas boas… Se esse é o teu caso, os testes não te vão valer…muda de comportamento urgentemente!

Não compreendo a matéria!

  • Se não compreendeste a matéria, se tiveste vergonha de perguntar ao professor, procura explicações, com um amigo, com um familiar ou com um profissional…nem sempre estudar sozinho chega!

Nunca percebi nada desta disciplina!

  • Se já há vários anos tiras negativa a uma disciplina é porque a aprendizagem de anos anteriores fazem falta para avançares… tens de pedir ajuda extra, aqui um/a explicador/a para essa disciplina, que encontre as tuas dificuldades é a melhor solução.

Não sei qual o melhor método de estudo!

  • Começa pela definição básica: resumos a algumas disciplinas e exercícios para outras, com os resultados e análise das tuas avaliações vais encontrar o melhor método para ti!

dicas estudo.jpg

 

Estudar para Provas de Aferição e Exames Nacionais

Existem várias avaliações externas em Portugal, desde as Provas de Aferição aos Exames Nacionais. Estas avaliações realizam-se no final de alguns anos letivos e são iguais para todas as escolas do país. São também grande fonte de preocupação e ansiedade para estudantes e encarregados de educação.

Este ano letivo 2020/2021, devido à Pandemia, as Provas de Aferição e os Exames Nacionais de 9º ano não se irão realizar. No entanto, para ajudar na preparação destas avaliações, no presente e no futuro, deixo algumas orientações.

Pelo menos um mês antes das provas, o estudante deverá treinar esta avaliação com base nos exames de anos anteriores, já que estes não variam muito nas matérias e, aliado ao estudo, deixa o aluno mais familiarizado com o método.

Para tal podem sempre recorrer aos livros à venda, com uma compilação de exames , correção e resumos das matérias, e/ou podem  consultar o site do IAVE, responsável por esta avaliação externa, onde poderá pesquisar o Arquivo de Provas e Exames, de anos anteriores e, por fim, recorrer à correção e cotação sempre que necessário, através dos Critérios de Correção.

Este site tem também outras informações pertinentes para quem procura respostas na área da educação.

Deixo o link, para quem ainda não conhece bem: http://www.iave.pt

exames nacionais (1).jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D