Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

O que estudo nas Férias?

Chega-se ao mês de julho e agosto e os estudantes estão em plenas férias, os livros, os cadernos e a mochila estão arrumados por tempo indeterminado. E assim permanecem, num longo período de férias, por cerca de três meses…

Se assim for, pode haver o risco de algumas aprendizagens serem totalmente esquecidas, o que irá refletir-se na aprendizagem do ano seguinte. Por essas razões é que, no ensino do 1º ciclo as crianças, normalmente, trazem trabalhos para as férias, que devem ser concretizados no decorrer destas e não no 1º ou último dia de férias. Assim a memória mantém-se mais fresca e forte.

Quando os estudantes entram para os ciclos seguintes, é suposto que tenham essa capacidade de decidir relembrar a matéria sozinhos, sem que lhes marquem trabalhos. Por exemplo, quando estes alunos aprendem uma língua estrangeira nova, se estiverem por vários meses sem a relembrar é bem provável que esqueçam grande parte do que aprenderam, por falta de prática.

Por tudo isto, continuo a assumir a minha posição de que, os estudantes devem estudar um pouco, nas férias de verão!

ferias escolares.jpg

 

Analisar erros é melhorar resultados!

Nem sempre os resultados das fichas de avaliação de conhecimentos e aprendizagens estão de acordo com as expectativas do estudante que a realizou.

Uma análise cuidada à ficha, com especial atenção às falhas existentes, uma reflexão sobre o que falhou e quais as justificações para tal, ajudarão no futuro a melhorar resultados e a superar erros anteriores.

Para apoiar o estudante a analisar as suas falhas deixo, em anexo, uma tabela que poderá ajudar a esquematizar e compreender melhor o que se poderá melhorar.

Hábitos de estudo_tabela.pdf

 

habitos estudo.jpg

 

Maio:

a última oportunidade de estudo!

Estamos em pleno 3º Período, quem obteve bons resultados escolares até aqui, provavelmente garantiu uma boa aprendizagem e uma boa avaliação para este ano letivo.

Para quem andou todo o ano letivo com dificuldades de aprendizagem, preguiça e baixas avaliações já pouco poderá fazer para melhorar resultados.

No entanto, nada de ‘deitar a toalha ao chão’, os esforços são normalmente reconhecidos pelos professores e a dedicação ao estudo deve ser uma caminho sem retorno!

Por isso bom estudo… porque vão começar as últimas e derradeiras avaliações!

maio.jpg

 

Regras para as aulas Online

Quem, por cá visita, propôs que eu escrevesse sobre as regras e cuidados a ter quando estamos em formação online. Uma vez que, é esta a realidade que nos surge devido ao atual estado de pandemia.

Cá ficam algumas dicas:

Sempre que for possível, os estudantes devem ter um computador (porque alguns documentos não abrem corretamente no sistema android) com uma boa rede de internet, para não verem as suas sessões de estudo constantemente interrompidas.

Estar a ter aulas em casa, não é o mesmo que estar em férias, portanto, existem regras básicas que devem ser seguidas, como vestir roupa adequada, ter a webcam ligada e o microfone desligado, mantendo sempre a máxima atenção.

O lugar de aprendizagem deve estar bem definido, de preferência deve ser um espaço que permaneça em silêncio e sem acesso a outras formas de comunicação, como por exemplo a tv.

Tudo aquilo que os professores solicitam para o estudo complementar deve ser realizado, mesmo a visualização de um vídeo, ou o estudo de algumas páginas do manual… algo que sei, muitas vezes é ignorado…

Os trabalhos são para serem realizados individualmente e não partilhados entre os alunos, os prazos de entrega têm de ser respeitados diariamente, pois só assim conseguirão uma aprendizagem real e efetiva.

estudo_online.jpg

(Imagem retirada da internet)

Aulas online – Saiba distinguir:

Sessões síncronas e assíncronas

Agora que as aulas voltaram a ser online, as famílias deparam-se com novos conceitos, que devem saber interpretar e distinguir. As Sessões síncronas e assíncronas diferem no seguinte:

 

Sessões síncronas: são desenvolvidas em tempo real e permitem aos alunos interagirem online com os seus professores e também com os seus colegas, para participarem nas atividades letivas, no processo de ensino/aprendizagem. Nestas sessões os estudantes podem também esclarecer as suas dúvidas, colocarem questões e apresentarem os seus trabalhos. Estas sessões estão direcionadas para a aquisição de novos conteúdos escolares.

Sessões assíncronas: são desenvolvidas em tempo não real, em que os alunos trabalham de uma forma autónoma, acedendo a recursos educativos e formativos e a outros materiais curriculares disponibilizados pelos seus professores, nas plataformas das suas escolas. Estas sessões estão direcionadas para a consolidação dos novos conteúdos escolares adquiridos nas sessões síncronas.

 

Para as sessões síncronas, os alunos devem ter um equipamento (computador/tablet) com acesso à internet e com câmara. Para além disso, devem instalar uma das várias plataformas disponíveis: Teams, Zoom, Skype, etc… que será definida pelo Agrupamento Escolar.

Para as sessões assíncronas, os alunos devem ter acesso à página do Agrupamento Escolar, onde diariamente recebem novos trabalhos e recursos partilhados pelos professores. Devem ainda ter o seu próprio email, para enviar documentos, fichas e trabalhos e para um contacto mais direto com cada professor.

 

Enquanto as escolas permanecerem fechadas, cada estudante terá ambas as sessões diariamente, com o objetivo de manter o processo de ensino/aprendizagem uma realidade… Desejo muito que tal aconteça!

 

novidades.jpg

 

Fevereiro:

O mês em que tudo mudou…

Surgiram umas férias forçadas devido ao aumento da pandemia… a escola voltou a fechar! Agora os alunos serão, de novo, ensinados à distância! Com isso muitas dificuldades surgirão e muitas dúvidas…

Se os alunos não se empenham, serão de novo prejudicados neste processo online, onde tudo é mais difícil… é mais difícil tirar dúvidas, é mais difícil estar atento, é mais difícil estar motivado, é mais difícil ser avaliado!

Não percam o foco e a determinação, recorram a outras formas de aprendizagem, para complementar a vossa formação… e não desistam de lutar por um ano escolar com muito sucesso!

 

fevereiro.jpg

 

Dias de confinamento… numa espécie de férias escolares…

As escolas fecharam e, por ordem do Governo, as aulas online não se mantiveram, portanto, tornam-se umas férias forçadas, a meio de um período letivo… onde já se avizinhavam várias avaliações!

Nesta espécie de férias escolares, assumo que deve existir tempo para brincar e para serem crianças/adolescentes/jovens… Mas, estes estudantes já foram prejudicados no ano letivo anterior… mesmo sendo ‘alguns dias’… isto trará consequências de ensino/aprendizagem escolares no futuro…

Mas, por cá, gosto mais de procurar soluções do que evidenciar problemas… Portanto, quero apenas sugerir algumas propostas para não deixarem os estudantes completamente alheios ao processo interrompido:

  • Defina uma a duas horas de estudo, por dia, durante os dias de semana, para que as matérias não fiquem esquecidas;
  • As disciplinas com maior dificuldade devem ser revistas e pode aproveitar-se para rever matérias que não foram adquiridas em anos anteriores;
  • A leitura de livros deve ser incluída nas rotinas do estudante;
  • Quem tiver a possibilidade, deve manter as explicações online;
  • Procurar alternativas ao exercício físico, parece algo supérfluo, mas é imprescindível para manter a mente ativa;
  • Aproveitem os livros de fichas como material de estudo;

Como estão a decorrer estas ‘férias’ para os vossos estudantes? Querem partilhar?

 

conceitos.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D