Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

09
Nov 18

45.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:18

25
Out 18

Cuidar de seres vivos traz a qualquer criança um sentido maior de responsabilidade, pois o cuidado tem de ser constante, e as falhas ou esqucimentos podem colocar a vida desse ser vivo em risco. Contudo, nem todas as crianças têm o privilégio de viver em casas com jardim, com quintal e nem sempre podem ter, em casa, uma animal de estimação.

Para hoje o meu desafio passa pelo cultivo de plantas, que podem ser alimentos, de forma a que as crianças experienciem todo o processo de cultivo e no final possam também valorizar o ‘fruto do seu trabalho’ saboreando aquilo que cultivaram.

Certo é que, nem todas as famílias têm grande espaço para cultivo, no entanto, até mesmo na varanda se pode ter alguns vazos para plantar ou semear uns legumes ou umas ervas aromáticas e todo este processo deve ser realizado com a ajuda das crianças lá de casa, em momentos de lazer, com explicação e experimentação divertida.

Para auxiliar todo este processo procure nos hortos, ou até mesmo nas pessoas mais velhas que tenham pequenas hortas, pois em muito poderão apoiar nesta aventura.

 

Deixo algumas propostas de fácil cultivo:

- Legumes:  cenoura;  alface;  feijão;

- Fruta: tomate, pimento, morango;

- Ervas aromáticas: salsa, coentros, alecrim, mangerico…

 

Este pode ser também um caminho para o insentivo à comida saudável e à aquisição do gosto pelos legumes.

 

Imagem relacionada

 

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 11:42

10
Out 18

Se por aqui escrevo sobre os benefícios de dormir bem, para crianças e adultos, também devo lembrar o quanto é importante para um estudante ter sempre uma boa noite de sono, dormindo as horas apropriadas à sua idade, isto porque o cérebro e a memória obtêm assim o descanso merecido para desenvolverem as suas funções correta e rapidamente.

Então vejamos:

  • durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelas conexões neurais, aprimorando habilidades como memória e aprendizagem;
  • durante a noite, o cérebro faz uma distinção entre as informações acumuladas, guardando aquilo que considera primordial, descartando o supérfluo e fixa assim, as lições que aprendemos ao longo do dia.
  • Dormir as horas corretas previne as depressões e aumenta a qualidade de vida;
  • Dormir bem melhora a capacidade de concentração nas mais variadas tarefas diárias.

 

Não se esqueça que as crianças agem de acordo com os exemplos próximos, portanto cuide do seu sono e do sono delas!

anne.jpg

 (imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 10:43

01
Out 18

Diálogo entre mim e um/ estudante de 2º ciclo:

«Eu: _ Os jogos e os telemóveis têm muita importância??!!!

Estudante: _ Para nós adolescentes, ou melhor, pré-adolescentes têm…» 

 

E se educar uma criança, dizem os pais que é difícil, então quando eles passam pela fase da adolescência tudo se torna uma completa aventura. É nestas idades que os estudantes procuram ter uma identidade própria, para isso questionando tudo e todos em confrontos duros e pouco fáceis de controlar. 

Muitos chamam de idade do armário: «em que os pais assistem impotentes às transformações físicas e comportamentais dos seus filhos, que mais lhes parecem seres extraterrestres vindos de um planeta distante. A sua única vontade: enfiá-los num armário e só os deixar sair quando esta estranha fase tiver passado. Na verdade, a puberdade é uma etapa difícil para os pais que muitas vezes não sabem como lidar com as transformações que estão a ocorrer à sua frente, dentro de sua casa. É fácil surgirem dificuldades de comunicação entre pais e filhos, que originam conflitos e afastamento… » (Vilar e Abreu, A Idade do Armário: 2011).

Embora todos tenham consciência do que está a acontecer, a aprendizagem não ocorre apenas nos adolescentes, ocorre também nos adultos que acabam por desenvolver novas capacidades e competências para lidar com o dia a dia tumultuoso desta fase.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a adolescência define sendo o período da vida que começa aos 10 anos e termina aos 19 anos completos. Para a OMS, a adolescência é dividida em três fases:

  • Pré-adolescência – dos 10 aos 14 anos,
  • Adolescência – dos 15 aos 19 anos completos
  • Juventude – dos 15 aos 24 anos.

 

Este Post e o próximo, procuram sensibilizar para a Educação nesta fase da vida socialmente tão complexa mas, para além disso, o objetivo é que todos os leitores com mais, ou menos, experiência partilhem as suas opiniões ajudando e orientando quem assim o desejar…. 

 

quando-seus-pais-tentarem-te-ensinar.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:24

28
Set 18

39.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:51

26
Set 18

Chegamos ao final deste mês de setembro e as famílias já têm, praticamente, a agenda repleta de anotações e lembretes sobre a escola e algumas sobre as atividades extraescolares. Hoje lembro que, não é apenas a vocês que a agenda auxilia, o(s) vosso(s) estudante(s) também devem ter uma agenda escolar.

Se ainda não compraram a agenda escolar para o estudante, ainda vão a tempo dessa aquisição. As agendas escolares organizam-se de acordo com o ano letivo e por isso têm o seu início em setembro, portanto encontram-se disponíveis, por estas alturas, com os mais variados formatos.

A agenda do estudante deve ser organizada e atualizada pelo próprio, pode calendarizar avaliações, trabalhos… pode organizar horas de estudo e pode conter informações e datas mais pessoais. Esta é uma rotina que, para algumas crianças, pode começar já no 1ºciclo, mas imperativo no 3º ciclo.

Cabe ao encarregado de educação/família, apoiar e incentivar a esta responsabilização por toda a organização de estudo!

 

Este ano letivo tive a oportunidade de fazer uma análise à agenda da Porto Editora – Este é o Teu Ano… Claro que tenho sempre uma apreciação crítica… partilho convosco:

Esta Agenda apresenta-se de forma atraente, principalmente, para os estudantes de  1º, 2º e 3º ciclos… é mais do que uma agenda porque contempla outras anotações e propostas, que a torna diferente. 

No final tem um pequeno resumo das matérias escolares o que poderá ser de boa ajuda. Na minha opinião, estes resumos deveriam estar mais definidos de acordo com o ciclo estudado… no meu ideal poderia ser uma agenda para cada ciclo de estudo, mais adaptada às idades e às matérias escolares!

 

DSC_0124.JPG

 

 

Boas anotações!!! 

 

 

publicado por Maribel Maia às 10:35

20
Ago 18

Abriu este ano as suas portas cá em Portugal, no entanto, eu ainda não tive a oportunidade de o ir visitar, mas confesso que estou com grande curiosidade:

«O Dino Parque é  o maior museu ao ar livre de Portugal, inserido numa área de 10 hectares, incluindo 4 percursos correspondentes a algumas das mais importantes épocas da história da terra: O fim do PaleozóicoO TriásicoO Jurássico e O Cretácico.

Ao longo desses percursos os visitantes podem observar mais de 120 modelos de dinossauros e outros animais à escala real. O Parque foi especialmente concebido para ser uma experiência “Edutainment” (Educação + Entretenimento), aliando a parte de conhecimento da evolução da Terra e também a parte de diversão para toda a família.» (In: www.dinoparque.pt)

 

Fica a proposta para este verão ou para um fim de semana! Algumas crianças e jovens têm um grande fascínio pelos dinossauros e aqui poderão deliciar-se com este Parque. Para além disso, faz parte da aprendizagem curricular, no 3º ciclo, esta área de conhecimento e esta será uma forma divertida de adquirir saberes escolares…

Boa visita!!!!

dino444site.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:58

01
Ago 18

Já lhe começa a parecer uma boa ideia, esta de adotar um animal de estimação, contudo está a questionar se será a idade certa para que o seu filho(a) tenha um… posso referir que, a maioria dos especialistas apontam para que, a partir dos 3 ou 4 anos, a criança já tenha capacidade para conviver com animais como um cão, gato ou roedor, contudo isto depende muito do animal que pretende escolher, se optar por um pássaro, por exemplo, este já não apresenta limite mínimo de idade.

O importante será permitir que a criança conviva com o animal e, acima de tudo, apoie nos cuidados a ter, seja com mimos, alimentação e/ou cuidados de higiene, até mesmo levar ao veterinário… incentivando-se para os cuidados a ter com horários e rotinas…

Entre os 12 e os 14 anos os estudantes já têm a capacidade de cuidar quase autonomamente do seu animal de estimação, sendo que os adultos apenas devem supervisionar essas tarefas.

Com bom senso e reflexão a sua família ficará mais feliz ao partilhar o lar com um agradecido ‘bichinho’… e nunca se esqueça, terá de ser ‘Para Toda a Vida!’

 

img_8130.jpeg

 

publicado por Maribel Maia às 10:51

30
Jul 18

Já aqui referi os benefícios que os animais de estimação podem proporcionar às famílias e em especial às crianças. Contudo, quando pensamos nestes animais, pensamos em muito de bom que eles nos oferecem, mas também na grande atenção de que necessitam e nas condições indispensáveis ao seu conforto… tais situações condicionam muito a escolha de quem opta pela adoção de um destes animais. 

Hoje em dia, basta entrarmos numa Loja de Animais para percebermos as variadas opções de bichinhos prontos a levar para casa, assim como, todos os materiais e comida de que ele irá necessitar.

Apresento aqui, algumas das opções de aquisição:

  • Cão: pode optar por comprar, ou adotar num canil… escolha de acordo com as caraterísticas da raça, tendo em conta o caracter do animal e o tamanho deste relativamente ao espaço aí em casa. O cão precisa de alguma liberdade no jardim mais próximo ou de pequenos passeios diários.
  • Gato: para além do gatil, algumas lojas de animais também oferecem o animal… por norma são brincalhões, independentes e asseados.
  • Peixe: vendem-se a preços ‘simpáticos’, precisam de comida um vez por dia e, de quando em vez, mudança de água… trazem um ambiente tranquilo à casa.
  • Hámster: por norma é um animal simpático e fofinho, mais ativo durante a noite, basta alimentar, limpar o seu espaço.
  • Pássaro(s): desde os mais exóticos e maiores aos mais banais e pequenos, basta escolher de acordo com o seu cantar, coloração e valor financeiro… alguns com mais necessidades de cuidados que outros, basta questionar no momento da aquisição.
  • Iguana: animal que apaixona os miúdos mais radicais pela sua estranheza, ela é sensível à temperatura e bastante calma.
  • Coelho: Animal dócil e mais calmo do que um cão ou gato, necessita de cuidados aproximados a estes. 
  • Tartaruga: existem variadas espécies, contudo as mais vendidas nas lojas são as ‘tartarugas de orelha vermelha’ bem pequeninas e sossegadas, como andam em terra e em água necessitam de um pequeno aquário específico.  

 

Estas são apenas algumas propostas sugeridas, com base nas conversas que tive com estudantes sobre os animais que eles têm e de que cuidam responsavelmente. Deixem cá também as vossas experiências sobre este tema.  

 

images (2).jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:42

14
Jun 18

Segundo Piaget, as crianças apresentam um desenvolvimento cognitivo contínuo, de acordo com cada idade. Assim sendo, de segundo o autor, podemos perceber melhor atitudes e comportamentos de cada criança, de acordo com a etapa do desenvolvimento em que se encontra.

Ao delimitar etapas de crescimento e desenvolvimento por fases, poderá ajudar-se os educadores a apoiarem o desenvolvimento de cada criança de forma mais individualizada, podendo adaptar estratégias que melhorem as capacidades apresentadas em cada fase.

Mas, é necessário lembrar que, existem algumas nuances no que concerne às etapas pré-estabelecidas, até porque nem todos os autores concordam plenamente com Piaget e nem todas as crianças se desenvolvem de forma tão linear. No entanto, deixo-vos aqui a tabela das etapas para analisarem, poderá ser algum apoio em determinado momento, seja em delinear tarefas e atividades, sensibilizar para situações, alertas para possíveis problemas de desenvolvimento.…

Piaget_ Fases do desenvolvimento cognitivo (2).jpg

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 09:27

Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
17

18
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram
@educarcomvida
blogs SAPO