Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

A importância dos rastreios…

Quando as crianças entram para os primeiros anos de escola muito das suas rotinas mudam, num momento em que ela se desenvolve rapidamente, a nível físico e psicológico.

Como são alterações constantes, as famílias devem estar muito atentas a este crescimento, pois é nesta fase que algumas situações devem ser rastreadas e despistadas.

Por isso, hoje venho escrever sobre a importância dos rastreios nas crianças e jovens de idade escolar. Quando escrevo sobre isto, refiro-me a:

  • Rastreios visuais, muitas crianças precisam de utilizar óculos;
  • Rastreios auditivos, as otites são muito comuns em crianças, entre outras situações;
  • Rastreios dentários, visita anual ao dentista;
  • Rastreio da linguagem e fala, pode ser necessário terapia;
  • Rastreios psicológicos, sempre que se denote alguma especificidade em ações e comportamentos;
  • .....;

Não pode ser nenhum estigma, nem para as crianças, nem para as famílias, procurarem estas formas de apoio à saúde, até porque, quanto mais precoce for a intervenção, mais rapidamente se poderá ajudar a criança a se desenvolver da melhor forma e com o melhor acompanhamento possível.

Quanto maior e melhor for o apoio à criança que cresce e se desenvolve, mais feliz e concretizada ela estará, no presente e no futuro. Portanto, ignorar, ou esperar que as situações se resolvem com naturalidade, não será a melhor opção. Sempre que alguma dúvida surgir, não hesite em procurar apoio, mesmo que a resposta seja que ‘está tudo bem’, certamente a família ficará muito mais descansada…

alem escola.jpg

 

Ajude o seu filho a integrar-se na escola.

Existem crianças e jovens com personalidades mais tímidas e com mais dificuldade em se adaptarem às novas rotinas escolares, alguns porque mudaram de escola e com isso apresentam mais dificuldades de integração, outros porque mudaram de turma e já não se sentem tão à vontade, mesmo estando no mesmo estabelecimentos… outros porque, mesmo sem grandes alterações, têm dificuldades nestes processos iniciais de rotina.

Estas questões são muito importantes, a capacidade de adaptação emocional é fundamental para que um estudante se sinta bem em contexto escolar , capaz de aprender e com motivação para adquirir novos conhecimentos.

Em casos mais dramáticos, os estudantes podem viver situações difíceis e complexas, como por exemplo: fobia escolar, depressão, bullying, ansiedade, etc. Portanto, mantenha-se atento, em especial nesta época de início de ano letivo.

Para ajudar à integração do estudante em contexto escolar, pode sempre:

  • Conversar abertamente sobre estas questões e orientar;
  • Convidar os colegas de escola para festinhas ou lanches;
  • Apresentar alunos de outras turmas, mas da mesma escola, conhecidos da família;
  • Proporcionar momentos de iteração entre estudantes da mesma idade, fora do contexto escolar;
  • Inscrever em atividades extra curriculares que proporcionem trabalho em grupo;
  • Reunir com o diretor de turma, sempre que seja necessário;
  • Conversar com algum colega de turma para perceber alguma realidade que suscite dúvidas, sempre com autorização do respetivo encarregado de educação;
  • Ajude e oriente nos trabalhos de grupo;
  • Solicitar apoio psicológico, sempre que se justifique;
  • Escute;
  • ...

filhos.jpg

 

O que os pais devem fazer nos primeiros dias de aulas?

Se na publicação anterior fiz referência a várias atitudes que não aconselho as famílias a fazerem, agora que as aulas iniciam, hoje, venho trazer o outro lado destes conselhos, ou seja, venho apresentar algumas propostas daquilo que poderão fazer para apoiar a integração dos estudantes nas novas rotinas de um novo ano escolar, que agora se inicia.

Assim, devem:

  • Conversar sobre as experiências e vivências do dia de aulas, em família, ao jantar ou num outro momento dedicado às conversas familiares;
  • Seja muito exigente na responsabilização por organização, tarefas e horários, é algo que tem de ser iniciado já, e só acabará no final do ano letivo;
  • Controle os horários em frente aos ecrãs, como jogos, chats, vídeos, etc., são hábitos que agora terão de ser muito mais regrados;
  • Defina horários diários de estudo, existam ou não testes, TPC’s, fichas, etc., é necessário estudar todos os dias;
  • Controle horários de sono, hábitos de higiene e cuidados alimentares, tudo isto tem uma influência enorme no quotidiano escolar e nas capacidades de aprendizagem;
  • Se existiu uma mudança de escola, conheça as novas instalações, os novos amigos e reúna com o diretor de turma, para reconhecer a nova realidade do estudante;
  • Supervisione os cadernos diários, a organização e os cuidados com os materiais escolares, esta responsabilização é primordial, ao longo de todo o ano.
  • Se considera que serão necessárias explicações ou apoio escolar, comece já, não deixe essas opções para depois dos resultados menos bons.
  • Seja benevolente, nos primeiros dias é normal os esquecimentos de materiais escolares, TPC’s e alguma desorganização.

regresso (1).jpg

 

O que os pais não devem fazer nos primeiros dias de aulas?

Estamos prestes a (re)iniciar um ano letivo, as famílias deparam-se com uma gigante alteração de rotinas e uma nova gestão de horários, que se devem conciliar entre a escola, as explicações, o desporto e umas quantas atividades extra curriculares. Para as famílias numerosas, tudo isto de multiplica deixando todos ‘à beira de um ataque de nervos’…

Como, neste momento, todas as ajudas são bem vindas, aqui ficam algumas dicas do que não deve fazer, ao seu educando, nos primeiros dias de aulas:

  • Não o inscreva em todas as atividades extra curriculares, antes de conhecer horários e rotinas, para não sobrecarregar um início, já por si cansativo;
  • Não esteja constantemente a ligar-lhe para perguntar se está tudo bem e o que já aconteceu durante as aulas, terão tempo ao jantar para essas conversas;
  • Não o deixe deitar tarde, nem levar o telemóvel para o quarto à noite, ou de manhã será o caus para acordar e andará o dia todo cansado;
  • Não lhe organize a mochila e os materiais… e não faça por ele aquilo que ele já deve ser capaz de fazer, muito embora, no início aconteçam falhas, é sempre melhor começar já a responsabilização;
  • Não acredite em todas as histórias que lhe contam, seja do próprio estudante ou de outro interveniente, cada pessoa tem sempre a sua versão própria, portanto mantenha-se imparcial e crítico;
  • Não seja demasiado controlador, é necessário demonstrar confiança e respeito por quem cresce, mantenha a atenção de forma discreta e calma.
  • Não compare estudantes, nem com os irmãos nem com outros colegas ou amigos, todos somos diferentes e temos o direito a ser respeitados nessa diferença.
  • Não use os chat’s de encarregados de educação para criticar alunos ou professores...

regresso aulas.jpg

 

Quer ajudar no estudo, mas não sabe como!

A maioria das famílias procura apoio, no momento de ajudar as suas crianças e jovens na escola, procuram explicações, ATL’s, que orientem para o estudo e para o apoio aos trabalhos de casa. Tornando assim um pouco mais leve as rotinas diárias em família, com menos horas de estudo em casa e com menos dúvidas para apresentar aos pais.

Contudo, muitos são os estudantes que continuam a pedir/precisar de algum apoio escolar, seja para controlar as horas e tarefas de estudo, seja para esclarecer algumas dúvidas pontuais. Tudo isto deixa, muitas vezes, as famílias receosas sem saberem se estão a facultar o apoio correto, ou se estão a tomar as melhores atitudes de apoio.

Para ajudar, nestas inseguranças, deixo aqui um conjunto de atitudes que, as famílias, poderão seguir nas suas rotinas de apoio ao estudo:

  • Revejam as fichas de avaliação em conjunto, converse sobre as notas e sobre os erros;
  • Antes dos testes faça perguntas sobre a matéria, seguindo o manual;
  • Copiei exercícios já corrigidos e peça que os volte a resolver, assim terá forma de os corrigir, sem erros;
  • Quando o estudante refere que aprendeu na escola ‘de outra maneira’ não insista muito em ensinar de forma diferente, vai confundir mais do que ajudar;
  • Analise os cadernos diários e exija organização;
  • Controle o tempo efetivo de estudo, sem interrupções ou distrações, existem aplicações no telemóvel que podem ajudar;
  • Adquira livros de fichas, com explicações da matéria, para as disciplinas de maior dificuldade para o aluno;
  • Ensine a procurar informação e a tirar dúvidas, não dê respostas prontas;

dicas sugestões.jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Blogs Portugal