Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

FlashCards: memoriza a brincar!

Já os dias de estudo vão longos e os estudantes continuam a necessitar de memorizar vários conceitos e definições.

Para que esta forma de memorização se torne mais divertida e eficaz, podem optar pela técnica do FlashCards, em termos educativos significa aprendizagem rápida, que se baseia na repetição e na associação.

Quem pretender optar por esta estratégia, basta cortar pedaços de cartolina do mesmo tamanho, tipo Cartas de Uno, de seguida escrever uma pergunta de um lado e no inverso a resposta, podendo-se associar imagens, desenhos, cálculos, etc…

Agora com este jogo simples já preparado, basta começar a jogar: o estudante irá procurar responder às perguntas corretamente, vai eliminando as cartas às quais consegue responder e mantendo as que tem errado, até que tudo fique memorizado… pode treinar vários dias até sentir a assimilação completa.

Outros jogos didáticos podem ser utilizados com estes simples cartões de cartolina, basta imaginação!

Por vezes, tornar o estudo mais divertido pode ajudar o estudante a sentir-se mais capaz e mais motivado para o estudo!

memorizar.jpg

 

Acompanhe o dia a dia escolar!

Existem cuidados muito simples que a família pode ter para com o seu estudante e que, em muito pode promover a interação e o apoio escolar. Muitas vezes, os pais reclamam que o seu filho não faz um feedback do seu dia de aulas, nem partilha a maioria das experiências, o que pode levar as famílias a sentirem-se rejeitadas perante este quotidiano escolar.

Cada estudante é diferente e isso é necessário respeitar, no entanto, de uma forma geral, existem alguns conselhos que poderão ajudar nesta mediação entre casa e escola.

Aqui ficam:

  • Exija respeito e autonomia;
  • Não permita que falte às aulas ou que chegue atrasado;
  • Guarde a hora de jantar para uma conversa em família, onde todos explicam como foi o dia;
  • Vá às reuniões de escola e marque reuniões com o diretor de turma sempre que considere necessário;
  • Peça para que lhe explique alguma matéria nova aprendida na escola;
  • Oriente para a realização dos TPC’s e para a organização de estudo para os testes;
  • Analise as fichas de avaliação e conversem sobre elas;
  • Promova a leitura e a cultura, dando o exemplo;
  • Estimule para as amizades e para as atividades extra escolares;
  • Controle os tempos em frente aos ecrãs;
  • Escute todos os detalhes de uma situação e converse calmamente, antes de definir um possível castigo ou recompensa.

 

Mais alguns conselhos para acrescentar?

família.jpg

 

Tens de mudar de escola!

Podem ser pelas mais variadas razões mas, por vezes, as crianças ou jovens têm de se adaptar a uma mudança de escola e isso, implica perderem os colegas de vários anos, os professores e muito do que o fazia sentir seguro.

Em algumas situações nada há a preocupar, porque o estudante já é crescido, foi a opção dele e adapta-se com facilidade. Como existem casos muito variados, deixo aqui pequenas orientações, que poderão sempre ajudar:

  • Façam um primeiro (re)conhecimento da escola, com poucas pessoas e com tempo antes de começarem as aulas;
  • Se necessário, reúna com o diretor de turma e esclareça as suas inseguranças, as vezes que considerar necessário;
  • Crie momentos de convívio fora da escola para os novos colegas, como um lanche ou uma festinha;
  • Converse com o estudante, para perceber se tudo corre bem;
  • Inscreva-o numa atividade extracurricular oferecida pela escola e da qual ele goste;
  • Não tenha a tentação de estar sempre a ligar para saber se está tudo a correr bem;
  • Esteja atento/a nos primeiros dias às mudanças e às conversas, para aferir se tudo está a correr bem…

Boas aulas!

regresso (2).jpg

 

Já vai para o 5º ano, está tão crescido!

O final do 4º ano foi um acontecimento, foi a alegria do caminho realizado e a choradeira de quem deixa bons momentos… Só de pensar no 5º ano, na nova escola, nos vários professores e disciplinas… tudo assusta! Bem, cá ficam as dicas:

  • Se a criança for para a nova escola com a maioria dos colegas de 4º ano já é uma excelente ajuda;
  • Dias antes leve a criança a conhecer a escola, os blocos, os funcionários e todos os lugares necessário, se conseguir leve um colega de turma também;
  • Se tiver amigos ou familiares com estudantes nessa escola, peça-lhes para que a criança possa solicitar ajuda ou conselhos;
  • Converse com a criança, motivando-a e apoie nas dificuldades da primeira semana, como organizar a mochila, as disciplinas, etc…
  • Muitas famílias oferecem um telemóvel ao estudante, neste ano letivo, não existe essa necessidade nem caiam na tentação de estarem-se constantemente a ligarem-se para saber se está tudo bem, isto não promove a autonomia da criança! 

Bom ano!

regresso (1).jpg

 

Parece que ainda ontem nasceu e já vai para o 1º ano!

Pois então, se é esta a sua situação, as preocupações são mais que muitas sobre a integração da criança e o desenvolvimento de novas rotinas.

Se existem crianças que rapidamente se adaptam a estas diferenças, outras há que demoram meses até se sentirem seguras. Para ambos os casos, deixo várias propostas, procure adaptar à necessidade da criança.

  • Caso a criança vá com colegas de infantário/pré para a escola, toda a integração deverá ser mais fácil, procure deixá-lo na escola acompanhado pelo melhor amigo;
  • Dias antes de começar a escola, vá com ele conhecer a sala, o recreio, os funcionários e apresente-os, para que a criança se sinta mais segura;
  • Não se mostre nervoso/a ou preocupado/a, vai deixar a criança ainda mais aflita;
  • Converse sobre o assunto com entusiasmo e alegria;
  • Não fique muito tempo na escola, mas também não se atrase para ir buscar;
  • Esteja atento/a nos primeiros dias às mudanças e às conversas, para aferir se tudo está a correr bem…
  • Se está com dúvidas sobre o material escolar a comprar, saiba que a própria escola fornece essa lista, no entanto, como orientação, pode ler este Post

Bom ano!

regresso.jpg

 

Horas e horas de estudo… será que resultam?

Diálogo entre mim e um/a estudante de 2ºciclo:

«Estudante: _ Podemos fazer um jogo sobre a matéria, ou assim?

Eu: _Porquê?

Estudante: _Foram testes a semana toda, estou cansado/a! Já não quero estudar mais… na segunda foi teste de ciências, na terça tive de me preparar para o teste de matemática, na quinta foi teste de inglês…. Já não consigo mais…»

 

Quando converso com os pais sobre as horas de estudo diárias que complementam os estudos na escola, seja em explicações ou em apoio a uma ou mais disciplinas, eu sublinho sempre que, na minha opinião, mais de duas horas diárias torna-se demasiado saturante para qualquer estudante, seja do 1º ciclo ou do nível secundário.

Na minha opinião, não podemos exigir um elevado grau de concentração e memorização durante mais de duas horas seguidas e, em termos práticos, quem desenvolve este trabalho com os estudantes percebe o aumento da saturação, das dificuldades e do cansaço ao longo deste período de tempo, mesmo para um estudante que não tenha tido um dia de aulas longo e/ou cansativo, a produtividade vai diminuindo muito naturalmente.

Percebo perfeitamente quando os pais, após uma manhã de aulas, deixam os estudantes uma tarde inteira no ATL, para que ele faça os TPC’s e depois estude… muitas vezes tudo isso perfaz mais de 4horas em frente aos livros escolares, com um pequeno intervalo pelo meio… considero esta situação demasiado cansativa e pouco proveitosa, que torna os estudantes desmotivados e aborrecidos quando isto permanece semana a semana.

Compreendo o desejo das boas avaliações e o interesse em se obter bons resultados escolares, contudo se as rotinas forem, efetivamente, bem geridas e estruturadas, talvez não tenhamos necessidade de estudantes tão desinteressados pelo estudo e com tão pouco tempo para serem crianças e jovens!

HPIM2059.JPG

 

 

Dicas para teres boas notas!

Penso que este blogue é mais conhecido pelas dicas e orientações educativas, principalmente, para os dias de estudo.

Como as fichas de avaliação estão aí, e serão os últimos testes antes do final deste 2º período, cá ficam mais umas propostas para todos os/as estudantes:

dicas estudo (2).jpg

 

Em anexo, para imprimirem:

dicas estudo (3).jpg

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D