Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Como estudar com internet?

Parte II

Se no Post anterior escrevi sobre a utilização da internet para realizar um trabalho escolar, hoje venho dar continuidade ao mesmo tema, mas direcionando-o para o estudo individualizado e a procura de informação, ou o retirar de dúvidas escolares.

Para estudar a internet pode ser uma ajuda fornecendo-te:

  • Vídeos explicativos de um dado tema;
  • Vídeoaulas;
  • Pequenos documentários;
  • Explicações em slides, com exemplos;
  • Resumos de matérias que sairá nos testes;
  • Exercícios em PDF ou online, com as respetivas soluções;
  • Exames nacionais de anos anteriores para treino.

Nunca te esqueças de selecionar a informação que procuras e avaliar a fonte/site sobre a sua credibilidade. Para além disso, nunca ligues as tuas redes sociais enquanto estudas com o computador, pois já sabes que te vais distrair….

bons alunos (1).jpg

 

Quando a sua criança é ansiosa!

Existem crianças que tornam-se muito ansiosas quando se aproxima o momento das avaliações… isto tem tendência para acontecer, logo nos primeiros anos de escola. Na maioria das vezes, com o crescimento e desenvolvimento essas ansiedades e aflições vão ficando para trás, deixando de existir.

Não são atitudes milagrosas, mas posso deixar algumas pequenas orientações, para melhor ajudarem a criança a controlar estes sentimentos ansiosos:

  • Estude com ela a matéria para o teste as vezes que sentir serem necessárias, no final confirme que está tudo percebido e memorizado e por isso está na hora de relaxar e brincar.
  • Controle o estudo, para que não haja bloqueios de memória pelo stress e ansiedade;
  • Não prive algumas situações, só para a poupar ao stress, porque faz parte do crescimento e desenvolvimento;
  • Não deixe que a sua ansiedade ou insegurança se reflita, as crianças têm sempre a intenção de copiar os hábitos, mesmo sem que vocês se apercebam disso;
  • Existem palavras que são mágicas, porque incentivam e dão segurança…há que explicar que até falhar faz parte da vida;
  • Nunca menospreze os sentimentos da criança e mantenha a atenção, em alguns casos poderá ser necessário a intervenção de um profissional.

desenvolvimento.jpg

 

Janeiro:

um ‘saltinho’ à escola!

O ano civil é novo, mas o ano escolar já começou há muito, por isso chega o momento de deixar o quentinho da lareira, para dar lugar às cadeiras da escola. Por esta altura já a família sabe os resultados escolares de quem estuda, assim, devem todos refletir, em conjunto, se são os valores desejados, se o empenho no estudo é o necessário e se os métodos de estudo estão a funcionar como desejado.

Para ajudar nesta reflexão e na tomada de decisão devem sempre reunir com o/a Diretor de Turma do/a aluno, no sentido de escutarem o feedback sobre o percurso escolar e ajustarem decisões. Agora é proibido adiar decisões!

 

janeiro.jpg

 

 

A indisciplina acarreta más notas escolares!

Quantas vezes os professores referem que o estudante poderia obter melhores resultados escolares se apresenta-se um melhor comportamento em sala de aula? Se isso é uma preocupação sua, enquanto encarregado de educação, então aqui ficam algumas dicas para procurarem incentivar ao bom comportamento escolar, dentro e fora da sala de aula.

  • Converse sobre as regras de comportamento;
  • Marque uma reunião com o Diretor de Turma por Período e siga as suas instruções, se necessário for marque mais algumas, mostrando assim, que está atento e interessado no dia a dia do estudante;
  • Pergunte regularmente, ao estudante, como decorre o seu dia a dia, a existência de conflitos ou dificuldades.
  • Compare e converse com o estudante sobre ambos os diálogos anteriores;
  • Acompanhe e exija a realização dos trabalhos de casa e de estudo diário;
  • Ofereça um pequeno reforço positivo sempre que forem cumpridas metas comportamentais, incentivando à melhoria e à autossuperação;
  • Não compare o estudante com colegas ou irmãos, nem aponte críticas constantes aos maus comportamentos;
  • Mantenha um ambiente familiar tranquilo, com afetos, apoio e atenção;
  • Comece esse controlo no primeiro ano escolar e mantenha-o ao longo de todo o percurso, até à faculdade.

Aí por casa, quais as vossas estratégias, relativamente a este tema???

comportamento (1).jpg

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D