Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

03
Jan 19

Todos os encarregados de educação e todos os estudantes ouvem falar sobre o conceito de Rendimento Escolar muitas vezes e por razões, até, diferentes. Mas, quando nos referimos a rendimento escolar ou académico, estaremos todos conscientes do seu significado e definição? Claro está que, falar sobre este conceito implica reflexão, análise e discussão.

Nas escolas portuguesas o rendimento escolar espelha-se pelas avaliações dadas no final de cada período letivo, definem o aluno, implicam a passagem ou retenção de ano e limitam a entrada nas faculdades…

O Rendimento Escolar prende-se com a obtenção de resultados positivos na avaliação escolar de cada estudante, ao longo de um ano letivo. Assim, este conceito aponta para uma medida de análise sobre as capacidades do estudante, em adquirir e aprender os conteúdos escolares lecionados, medindo capacidades, competências, aptidões e estímulos educativos.

 

«São vários os fatores que incidem sobre o rendimento escolar. Desde a dificuldade própria de algumas disciplinas (ou cadeiras) até à grande quantidade de exames que podem coincidir nas mesmas datas, passando pela ampla extensão de certos programas educativos, são muitos os motivos que podem levar um aluno a apresentar um fraco rendimento escolar/académico». (In: http://conceito.de/rendimento-escolar: 2016).

 

São, por isso, múltiplos os fatores que podem desencadear alterações no rendimento escolar de crianças, jovens ou adultos e tornar difícil o apoio ao estudante!

Por estas variadas razões, os especialistas assumem que, para se manter um bom rendimento escolar, o estudante deve manter hábitos de estudo contínuos e uma elevada motivação na procura de novo conhecimento, mantendo o foco nos objetivos predefinidos.

 

E porque é bom refletir em conjunto, aqui fica o convite para escreverem o que entendem e como entendem este tema!!!???

Imagem relacionada

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 15:09

15 comentários:
Eu vou botar discurso... chamaste e eu obedeço!

Acho que já percebeste que considero o sistema de ensino português completamente obsoleto, injusto e nada benéfico para aquilo que deveria ser o seu objectivo (que não é) a real aquisição de conhecimentos e a formação académica da população.

O sistema de ensino português, como dizes e bem, está completamente assente na avaliação dos testes e resultados finais de cada período... não avalia, desta forma, os conhecimentos adquiridos pelos alunos. Um aluno pode (e é isso que a maioria, infelizmente, faz) estudar desalmadamente para o teste na véspera, chega lá debita tudo e no dia seguinte não se recorda de nada! Niente! Nadica de nada! Depois há o aluno que tem negativa no teste (e mesmo assim sabe mais do que o outro que teve 90% e no dia seguinte esqueceu tudo), até faz todos os TPC, até estuda, até nunca falta às aulas, até é chamado ao quadro e cumpre mas... teve negativa no teste! Que chatice! Chumba!

O sistema de ensino está a tentar formatar pessoas, a fazer os alunos engolirem matéria, não está minimamente preparado para a diferença, ensina de forma igual para todos, não estimula a aprendizagem, não dota os alunos de competências fundamentais como o trabalho em equipa, o traçar objectivos, a solidariedade, a resiliência, não premeia os cumpridores, os assíduos, os que têm uma boa atitude, os que se esforçam, os que trabalham... apenas premeiam as boas notas e castigam os incumpridores...

É frustrante, desanimador e preocupante...

Pronto! Já botei discurso... e não disse tudo!

amarquesademarvila a 3 de Janeiro de 2019 às 15:45

Gosto tanto destes discursos, trazem sempre muito de bom à reflexão a que convido!!!
Bem verdade, o ensino português mantém-se igual, na sua essência há anos e anos.... as mudanças que têm acontecido são poucas e pouco significativas, mas penso que o maior entrave à mudança é sempre a falta de financiamento e de mentalidades abertas....
Claro que ficou muito por dizer... já por cá escrevo há anos e muito me falta dizer/escrever!
Obrigada pela partilha!!!
Maribel Maia a 3 de Janeiro de 2019 às 16:53

Tens razão Marquesa. Nunca tinha visto as coisas dessa forma, mas é verdade.
Ainda há uns tempos contei aqui que a minha amiga tirava 16, 17, 18 no secundário e, no entanto, não se lembrava da história d' Os Maias do Eça de Queiroz, nem do que aprendeu sobre ela. Já eu, que tive um 11, lembrava-me de tudo.
Marta Elle a 3 de Janeiro de 2019 às 17:50

Pelo que me vou apercebendo, em conversas de professores e pais, há um grande desgaste da parte destes, porque o rendimento escolar fica muito aquem.
Os professores e pais não conseguem que seus alunos\educandos trabalhem e ponham à prova as suas capacidades reais. Falta de atenção, motivação... Em alguns, claro.
😘😘
Mariali a 3 de Janeiro de 2019 às 15:57

Sim, a escola, atualmente, não é motivadora nem traz sentido a muitos estudantes... e quando não faz sentido é difícil motivar... caberá a toda a sociedade incutir novo sentido ao ensino... para isso muito terá de mudar....
Obrigada pela partilha!
Maribel Maia a 3 de Janeiro de 2019 às 16:56

Excelente tópico! Sou estudante Universitário e, também eu, considero que o sistema de ensino Português está a falhar. Este não é o método mais eficiente para ensinar e preparar pessoas para o futuro. Ao longo dos anos tem-se verificado uma evolução em muitas áreas, mas na educação, pouco ou nada se mudou... Enfim, tem-se esperança!
Parabéns pelo post!
Gonçalo a 3 de Janeiro de 2019 às 21:09

Obrigada Gonçalo! Sim, como por cá se tem debatido, muito deve mudar no sistema de ensino, tanto a nível básico, como secundário e até mesmo nas universidades.... A forma de ensino e avaliação deveria ser repensada e adaptada!
Agradeço a partilha!
Maribel Maia a 4 de Janeiro de 2019 às 00:24

O sistema de ensino precisa de renovar os programas para cativar o aluno e melhorar o rendimento escolar.
Sofia a 3 de Janeiro de 2019 às 21:41

A melhor forma de obter resultados melhores é, sem dúvida, motivar e valorizar o ensino, mostrando-se que o conhecimento é a chave para a evolução!
Obrigada pela partilha! Beijinhos
Maribel Maia a 4 de Janeiro de 2019 às 00:26

Concordo que o aluno, para ter um bom rendimento escolar deve "manter hábitos de estudo contínuos e também uma elevada motivação pela procura de novo conhecimento". Mas, o que se nota é muita desmotivação por parte dos alunos e julgo que este factor leva a que não consigam os "hábitos de estudo contínuos".Atrevo-me até a dizer que são muito poucos os alunos que gostam de estudar e da escola. É urgente resolver este problema. Gostei do artigo, boa reflexão.
Luísa de Sousa a 3 de Janeiro de 2019 às 22:04

Faz todo o sentido o que escreve.... Quantos anos mais teremos de esperar para que toda a sociedade tenha vontade de investir verdadeiramente na educação e no ensino?
Obrigada pela partilha!
Maribel Maia a 4 de Janeiro de 2019 às 00:28

Eu tinha sempre bons resultados excepto no 8 º ano que não andava bem por vários motivos. Acho que os pais tem muita influência na nossa vida escolar, para o bem e para o mal.
CÉLIA a 4 de Janeiro de 2019 às 17:44

Sem dúvida, a base familiar e a saúde são grandes influenciadores dos resultados escolares! Beijinhos
Maribel Maia a 4 de Janeiro de 2019 às 19:22

Excelente Post é excelentes comentários.
Mas creio que o principal problema, está na falta de correlação existente, entre o ensino e as necessidades do país: o que origina, falta de objectivos, de interesse.
Também há uma falta de iniciação ao trabalho entre a juventude, porque se enraizou a convicção de que o trabalho infantil, é simplesmente exploração, quando no meu entender, é também uma escola da vida.
Enfim, um série de factores, que têm de ser estudados.
docarlos.blogs.sapo.pt a 4 de Janeiro de 2019 às 21:49

Mais um comentário muito importante! Trabalhar nas férias ou em part-time em parceria com o estudo é uma forma de crescimento incrível.... Concordo plenamente!
Obrigada pela partilha.
Maribel Maia a 4 de Janeiro de 2019 às 22:26

Janeiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
17
19

20
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram
@educarcomvida
blogs SAPO