Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

11
Fev 19

E passa-se um mês após o período letivo e os estudantes começam a olhar para o calendário a contabilizar os dias que têm testes… ou os dias em que não têm testes, já que estes apresentam-se todos quase em simultâneo.

Depois são dias e noites de estudo em contagem decrescente, para mais umas semanas sem avaliações.

Na minha opinião, parece-me pouco produtivo quando existem mais de dois testes por semana. Compreendo que os professores têm as suas limitações nesta área, passando-se a exigência totalmente para o aluno que deve trabalhar arduamente em algumas semanas.

Para minimizar esses stresses, lembro que é muito importante organizar o estudo antecipadamente, utilizando uma agenda constantemente atualizada.

Para além disso, os resumos da matéria devem ser realizados ao longo das semanas de estudo, porque não se estuda apenas um a dois dias antes do teste!

Por aí, opiniões sobre este tema?

HPIM2135.JPG

 

publicado por Maribel Maia às 12:06

18 comentários:
Na noite antes do teste é preciso dormir!
A grande maioria dos jovens (a partir do 9 ano) fazem directas para estudar... chegam ao teste estão de tal forma cansados, que basta uma pergunta em que a memória falhe, lá se foram as 37 horas de estudo para o desconhecido.
Outra coisa, que se tem tornado norma até em idades baixas, é o tomarem calmantes, fortíssimos, quando vão para a escola e tem testes. As pessoas fica catatónicas quando alguma coisa diferente acontece (como terem uma aula antes do teste que corra mal), sem capacidade de reacção, para usarem o que sabem.
Nesse ponto não posso dizer nada, pois nunca estudei. O que aprendia nas aulas chegava e sobrava, entendendo o que era dado e tendo bons professores. Cheguei a ter semanas com 5 testes, um por dia. No 11 ano (creio que foi antes da páscoa) fiz 8 testes na mesma semana (devido ás greves de 1995) e no 12 fiz 2 exames finais (Português e Introdução ao Direito) no mesmo dia, com 2 horas de intervalo (mais 1 hora extra por ter acabado o exame de Português e sair na primeira oportunidade). A Português, só 18 anos depois a professora me puxou as orelhas de não ter ido pedir revisão da prova, para subir 0,1 na nota e subir 1 valor na prova (12 para 13). (Aluno mal agradecido que escapou da faca de 2 gumes. ) A direito tirei 11.
Andy Bloig a 11 de Fevereiro de 2019 às 13:11

Ficar horas a estudar, na véspera do teste é, realmente, um erro enorme! O ideal é estudar diariamente e nas vésperas rever conteúdos....
Beijinhos
Maribel Maia a 11 de Fevereiro de 2019 às 14:24

Parece-me que se os estudantes estiverem com atenção às aulas, fizerem os TPC's e estudarem com alguma regularidade os testes correm bem.
Uma coisa que já me aconteceu, enquanto estudante, e que não gostei nada, foi ter um teste no último dia de aulas.
Marta Elle a 11 de Fevereiro de 2019 às 13:14

Até porque, quem estuda só na véspera, dias depois já não se lembra de nada e as matérias são contínuas, de ano em ano... é importante esta memória a longo prazo...
Os professores devem dar os testes com tempo para o corrigir e entregar antes do final do período....
Maribel Maia a 11 de Fevereiro de 2019 às 14:26

Além de 3 a 4 testes por semana ainda têm as apresentações de trabalhos de grupo ou individual. A minha filha está no 11º ano e está aflitíssima, com testes, trabalhos e exames do fim do ano. O que lhe vale é que é muito organizada e vem estudando diariamente, além de que os trabalhos vêm sendo feitos assim que o professor dá o tema. Mas não se safam das apresentações em simultâneo com os testes.
Luísa de Sousa a 11 de Fevereiro de 2019 às 15:46

Na minha opinião, o 11º ano é o mais trabalhoso de todos... por vezes os professores ajudam nessa organização e tentam não marcar os testes muito próximos, outras vezes não se apresentam tão sensibilizados....
O facto de ela ser muito organizada irá ajudá-la na faculdade, quando tiver de gerir também muitas destas solicitações!!!
Maribel Maia a 11 de Fevereiro de 2019 às 16:27

Infelizmente, por departamento e/ou grupo disciplinar, somos obrigados a propor testes nas mesmas alturas, que se cruzam com os dos restantes grupos. Detesto. Costumo dar como exemplo, o facto de lecionar a melhor e a pior turma. Como posso utilizar os mesmos instrumentos de avaliação? Não entendo.
Todavia, antes da sumativa aplico a formativa e antes desta dou a matriz, que procuro seja o mais clara possível. No que diz respeito a matemática, procuro que todos os temas sejam abordados.
Quando aluno, sempre tive 2 a 3 testes no mesmo dia. Inclusive no superior. Mas naqueles tempos, apesar de muitos professores nem o serem, as matérias tinham sequência e num ano letivo tínhamos mesmo de aprender, por exemplo, a fazer equações. Agora, nas disciplinas que leciono, os capítulos aparecem sem sequência, de forma extensa … Sem comentários. Péssimo para alunos e para nós. Se até nós, de ano para ano, esquecemos alguns dos conteúdos...
P. P. a 11 de Fevereiro de 2019 às 17:17

Obrigada P.P., excelente testemunho sobre este tema!!! Fica claro que ainda há muito por fazer e melhorar nas nossas escolas!
Maribel Maia a 11 de Fevereiro de 2019 às 20:03

Eu lembro-me que andava sempre com os nervos em franja quando tinhas muitos testes na mesma semana, mas depois quando os fazia sentia tipo um alívio como quem diz: pronto já estou despachada!!
Mas nada melhor do que se usar métodos de estudo!
omeumaiorsonho a 11 de Fevereiro de 2019 às 22:00

É verdade, é um stress de semanas seguidas, mesmo os mais dedicados acabam por ficar desmotivados....
Maribel Maia a 12 de Fevereiro de 2019 às 00:41

Na escola doo meu filho, não é permitido mais de 3 testes por semana. Salvo raras excepções.
E eu concordo. Apesar da necessidade de estudo diário, sabemos que eles vão deixando tudo para os últimos dias...
A 3ª face a 12 de Fevereiro de 2019 às 00:23

Algumas escolas têm essa regra que me parece bem, o ideal seria apenas dois testes por semana, para que haja mais motivação para o processo de aprendizagem e memorização...
Maribel Maia a 12 de Fevereiro de 2019 às 00:43

Desconheço se os testes, existência e conteúdo, perdessem a regras legais, no entanto, considero necessário novas regras dos mesmos, tanto em conteúdo com menos matéria e em quantidade, com mais frequencia, e ainda, sem aviso prévio. Assim, obrigaria a estudos diários mas menos dolorosos, tal como a uma avaliação real contínua e até, à dispensa de exames com todos os inconvenientes que estes trazem.
docarlos.blogs.sapo.pt a 12 de Fevereiro de 2019 às 17:58

Na minha opinião, os testes deveriam ser um complemento à avaliação, mas não a única forma... Outras formas de avaliação são também importantes e desenvolvem outras capacidade....
Maribel Maia a 13 de Fevereiro de 2019 às 08:22

Na secundária chegava a ter 4 numa semana. Um exagero mas era assim...
CÉLIA a 12 de Fevereiro de 2019 às 18:16

Quatro são, realmente, um exagero. Por mais que haja motivação para estudar, o cansaço começa a imperar....
Maribel Maia a 13 de Fevereiro de 2019 às 08:24

Bom dia,
Eu não sou muito entendida neste assunto, no entanto considero que a educação não tem a consideração e preocupação devida da parte do governo, estão a semear as sementes do futuro, necessitando estas de todo o investimento necessário, pois são os nossos filhos e é o futuro do país. Não devem reprimir a imaginação e a criatividade (são crianças e é nesta faixa etária que existe a maior imaginação e criatividade, há que dar asas e limar arestas mas não reprimir). Além disso acho que deveria ser modernizado o ensino em Portugal, criar incentivos para motivar os alunos, estratégias de ensino inovadoras, enfim... não menosprezar as mentes do futuro. Concordo que as datas dos testes deveriam ser ponderadas de forma a não concentrarem os testes todos em 15 dias do mês.
Obrigada
Cumprimentos
Paisagemviva
paisagemviva2 a 15 de Fevereiro de 2019 às 10:05

Bom dia! Também concordo... A educação é fundamental para qualquer sociedade! Para além disso, em Portugal precisa de ser refletida e melhorada: mais valorização das artes e do desenvolvimento emocional e mais adaptada aos novos desafios.... Tanto há por fazer....
Maribel Maia a 15 de Fevereiro de 2019 às 10:24

Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
23

24
26
28


arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO