Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

23
Abr 19

Quando a sociedade refere que na Educação deve trazer em si uma Igualdade de Oportunidades, não se assume apenas que, todas as crianças tenham acesso à escola pública.

Quando refletimos sobre Igualdade de Oportunidades devemos aceitar cada criança/estudante como um ser único, que necessita de cuidados específicos que lhe permita ter o mesmo nível se sucesso escolar, independentemente do seu contexto social e familiar, das suas limitações físicas/psicológicas, do seu desenvolvimento emocional e das capacidades financeiras do seu encarregado de educação.

Por esta razão, não chega permitir que todas as crianças possam ir à escola, é necessário também proporcionar-lhes meios para que este acesso ao ensino e à educação seja igual e que as barreiras e entraves existentes sejam minimizados diariamente, por uma escola que se quer Inclusiva.

Seguindo esta linha de reflexão que sempre me acompanha, já aqui apresentei  o conceito de Necessidades Educativas Especiais, este ano revisto e alterado e que, de forma legislativa, procura ser um apoio a estudantes que precisem de apoios especiais que lhes garantam o mesmo nível de aprendizagem, desenvolvimento e oportunidade.

Como nunca será demais lembrar este Tema tão primordial, mesmo em tempo de férias escolares, fica aqui uma pequena reflexão que distingue:

Igualdade de Acesso VS Igualdade de Oportunidades

Imagem relacionada

(imagem retirada da internet)

publicado por Maribel Maia às 10:53

16 comentários:
Tema muito pertinente e exige muita reflexão.
Luísa de Sousa a 23 de Abril de 2019 às 11:24

Exige também que a escola continue a trabalhar arduamente para esta efetiva inclusão!
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 13:50

Por vezes, o próprio sistema e os profissionais não estão preparados para a inclusão, e para a satisfação das diferentes necessidades de cada um.
marta-omeucanto a 23 de Abril de 2019 às 11:26

É verdade, é muito difícil para a instituição escola e para os seus profissionais, tratarem todos os alunos de forma diferenciada, se são tantos e as turmas tão grandes!
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 13:51

A INCLUSÃO é fundamental... mas, infelizmente (demasiadas vezes), tão "difícil" de implementar...
MJP a 23 de Abril de 2019 às 11:40

Pois, até porque a quantidade é, muitas vezes, inimiga da qualidade... Muitos alunos por turma, programas de ensino muito extensos, ensino apenas para algumas disciplinas, sem tempo nem espaço para outras formas de educação e formação...
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 13:55

É verdade.
Ainda há crianças que têm dificuldade em ir à escola por falta de mobilidade, ou falta de meio de transporte, etc.
Marta Elle a 23 de Abril de 2019 às 15:08

Situações simples, ou mais complexas, que devem ser sempre analisadas individualmente...
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 15:09

Falta-nos cada vez mais a sabedoria de saber analisar e investir nos problemas que afectam a nossa sociedade! No que toca ao ensino deveria ser regra primordial esse investimento, tanto nas condições como no aspecto humano!
Investir é evoluir...
C.C. a 23 de Abril de 2019 às 17:39

Sem dúvida... a falta de investimento na educação e no ensino não trará nada de bom para as futuras gerações!!!
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 17:49

Por esse mesmo motivo, sempre que um professor diz que as crianças, para ele, são todas iguais, eu costumo querer saber como é que ele faz...
Mariali a 23 de Abril de 2019 às 18:59

Percebo que os professores não possam nem devam fazer distinções entre alunos... mas claro, as crianças são diferentes, têm ritmos de aprendizagem diferentes e competências muito diversas, isso também deve ser levado em conta... muito embora seja difícil fazê-lo, num contexto atual de, quase, trinta alunos em sala de aula...
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 19:36

Há tanta coisa que ainda tem de mudar e por isso é bom que se reflicta e se fale.
CÉLIA a 23 de Abril de 2019 às 19:01

Claro, aprendo imenso ao refletir, em conjunto com vocês, neste cantinho...
Maribel Maia a 23 de Abril de 2019 às 19:37

Há ainda tanto a fazer pela inclusão, não basta passar para o papel, é preciso dar meios aos profissionais, mais mais humanos, mais e melhores e adaptados meios materiais, melhores temáticas de ensino!
A rapariga do autocarro a 25 de Abril de 2019 às 09:28

Verdade, é necessário investimento... pessoal e financeiro.. para melhorar as escolas e a educação... Mas nem sempre são essas as prioridades... nem sempre chega...
No entanto, é sempre bom refletir, lembrar!!!
Maribel Maia a 25 de Abril de 2019 às 10:48

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
16
18
20

22
24
25
27

30


arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO