Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Educação Inclusiva – A lei vai mudar este ano letivo!

Para o próximo ano letivo, serão introduzidas nova medidas educativas propostas pelo atual Governo, no que diz respeito à Educação Inclusiva, través do Decreto de Lei nº 54/2018 de 6 julho - O Programa do XXI Governo Constitucional.

Estas medidas propõe novas formas de apoio aos estudantes com necessidades especiais, muitas são as propostas de ação que se aconselham nesta nova legislação, assumem-se novas técnicas, apoios multidisciplinares e várias estratégias para toda a comunidade educativa!

 Para já está apenas decretado, ainda não está em execução, as escolas estão de férias… não tarda esperamos que passe da teoria à prática, neste próximo ano letivo… esperemos que se traduza em resultados positivos!

Ficamos a aguardar…

Se pretender ler toda a legislação pode consultar o site da Direção Geral de Educação, pode também ler o Manual de Apoio à Prática, que aqui deixo, em anexo!

Manual de Apoio _340_2018.pdf

Medidas Inclusivas.jpg

 

As vossas crianças e jovens continuam a usar o telemóvel?

Por cá já escrevi sobre a importância das tecnologias para quem cresce e aprende, e defendi também o quanto moderado esta utilização deverá ser…

Se, em tempo de aulas, os estudantes devem deixar os telemóveis e afins porque têm de estudar e frequentar outras atividades, durante estas longas férias a tentação de se agarrarem a estes equipamentos deve ser mais forte e presente!

Acredito que o uso destes objetos deva ser alvo de muito diálogo e negociação constante nas famílias. Que mais poderá querer um estudante fazer, em casa, para além de ver TV, ou usar PC/telemóvel/tablet? Conseguem eles divertirem-se com outras coisas? Terão de sair de casa para não utilizar estes equipamentos?

A maioria dos profissionais aconselha uma média de 2h diárias de utilização, para a maioria das idades… tenho uma pequena ideia de que isso não consta na maioria das casas…

Querem partilhar a vossa experiência? Como é a negociação aí em casa?

Obrigada pela partilha!!!

 

Imagem relacionada

 

(imagem retirada da internet)

Antes de sair de casa…nestas férias!

Estamos em pleno verão e ficar em casa com crianças ou adolescentes não é a melhor solução, vamos procurar a sombra de uma árvore num jardim, ou um lugar para estender a toalha na praia. Contemplar a natureza é palavra de ordem… lembrem-se apenas destas pequenas coisas antes de saírem de casa:

  • Protetor solar;
  • Pequeno kit de primeiros socorros;
  • Óculos de sol;
  • Roupa confortável;
  • Garrafa de água;
  • Pequeno lanche;
  • Um livro/revista;
  • Um brinquedo;
  • Uma manta ou toalha;
  • Um jogo;
  • Desligar o telemóvel;
  • …. (o que mais levam sempre?)

Divirtam-se!!!

 

Resultado de imagem para crianças no parque(imagem retirada da internet)

 

Estudar em férias também é preciso!

É verdade que a maioria dos estudantes não querem estudar nas férias, querem brincar, descansar e divertir-se. Penso que, nestas férias que são tão longas, existe tempo para tudo.

No entanto, este estudo deve ser adaptado à necessidade de cada estudante e ao ano letivo, até porque alguns estudantes trazem trabalhos escolares para férias e não é nada pedagógico que os façam de uma só vez, ou no início ou no final das férias.

O que mais importa é que guardem alguns dias para o estudo. Para tal podem comprar livros de estudo em férias, que as editoras colocam à venda. Podem fazer uma pequena lista de livros para ler. Escolher algumas fichas de estudo retiradas da internet, fazer um trabalho escolar sobre uma matéria. Podem solicitar a escrita de textos e composições, e charadas matemáticas.

Deve ter-se sempre em atenção que, se alguma disciplina não ficou muito consolidada no ano anterior, no verão esta situação pode ser melhorada para que o próximo ano letivo seja um sucesso!

images.jpg

(imagem retirada da Internet)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D