Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Técnicas de memorização e aprendizagem, para a escola.

Para obteres bons resultados nas fichas de avaliação, certamente, existe muita matéria para entender e outra para memorizar. Quando pensas nisso ficas logo numa ansiedade, porque achas que o teu cérebro não será capaz de organizar e guardar tanta informação… não… não penses dessa forma… é claro que consegue… tudo depende de ti e do teu empenho.

Para te ajudar neste processo de aprendizagem e memorização, aqui ficam algumas dicas muito importantes, toma nota:

 

  • Quando aprendes uma nova regra, deves sempre aplicá-la muitas vezes, em exercícios diferentes, só assim irás consolidar essa memorização;
  • Escreve uma pergunta para cada objetivo a saber, depois pede a alguém que te faça a pergunta e procura responder corretamente;
  • Repete os conceitos e palavras chave várias vezes, todos os dias, ao longo de vários dias;
  • Tira dúvidas, nunca irás memorizar uma resposta ou regra se não a conseguires entender;
  • Quando sentires que estás a ficar mentalmente confuso, está na hora de fazer uma pausa ou estudar outra disciplina, porque o teu cérebro já não está a conseguir memorizar mais e confunde informação básica;
  • Não estudes com pensamentos negativos ou de inferioridade, o nosso cérebro é capaz das coisas mais fantásticas, acredita sempre!

metodos estudo.jpg

 

Jogo da glória das tarefas domésticas:

Penso que, a grande maioria das pessoas conhece o habitual Jogo da Glória onde, casa a casa se vai passando, até que os jogadores ganham quando são os primeiros a chegarem à Meta… Pois bem, hoje, partilho um jogo parecido com esse!

É bastante fácil, basta imprimirem (a cores) o documento que partilho, colocar em fácil acesso para toda a família, depois é só seguirem os passos:

  dia após dia, o/s jogador/es andarão apenas um número e farão as tarefas domésticas propostas. Claro está, sempre que a tarefa não for cumprida existe uma punição que será permanecer na mesma ‘casa/número’…

 se a tarefa for cumprida, o jogador avança, ficando cada vez mais próximo da ‘Glória’…

  ganha quem cumprir todas as tarefas nos 37 dias propostos, sem ficar retido por tarefas a cumprir…

 realizem o jogo as vezes que considerarem necessárias, pois irá ajudar na avaliação do desempenho dos jogadores….

 Pode criar uma recompensa para quando a criança conseguir cumprir todas as tarefas nos 37 dias propostos…

 Para que tudo siga sem desrespeito pelas regras, escolham um bom árbitro, entre a família!

Este jogo da glória das tarefas domésticas tem como objetivo apoiar as famílias que pretendam desenvolver mais responsabilidade e autonomia nas tarefas diárias e que sintam necessitar de uma nova abordagem, mais motivadora e diferente das habituais.

Partilhar as tarefas domésticas, em família, ajuda no desenvolver da autoconfiança, independência e solidariedade… muitas competências fundamentais para quem cresce encontram-se nestes simples desafios básicos!

Aqui está o documento em PDF: Jogo glória.pdf

foto jogo glória.jpg

 

Contextualizando de cada Período/Semestre Letivo:

Neste momento, algumas escolas, mantêm as interrupções letivas divididas em três períodos letivos, no entanto, cada vez mais surgem a divisão em apenas dois semestres. Para mim, tanto uma, como outra forma de interrupção têm as suas especificidades e as suas características, nem sempre assumida a mudança como uma melhoria. Por cá já escrevi sobre isso, podem ler aqui.

Claro que, para as famílias que estão habituadas aos Períodos, podem sentir maior dificuldade em perceber o que muda, na prática, com a chegada dos Semestres. Por isso, para além daquilo que já foi debatido nesse artigo, partilho mais algumas reflexões.

Primeiro, por período letivo:

Cada Período escolar tem uma forma de avaliação quantitativa com respetivas análises qualitativas.

1º Período: momento de adaptação, aos novos professores e colegas, às matérias e, por vezes, também à escola… com todas estas adaptações, as avaliações nem sempre são as esperadas e muitas vezes os professores favorecem um pouco as notas, procurando incentivar o aluno a empenhar-se mais para manter a avaliação positiva.

 

2º Período: deve ser o ‘tudo ou nada’, a adaptação deve estar mais do que concretizada, portanto, se existem notas a melhorar, o esforço e dedicação deve ser realizado agora, com a maior consciência possível de que o tempo está a passar bem rápido. Se existem exames nacionais para fazer, está na altura ideal para começar um estudo extra e essa preparação!

 

3º Período: toda a dedicação realizada anteriormente agora reflete-se, só falta um pouco mais de empenho e as avaliações irão corresponder à luta travada. Se até aqui existiu preguiça e más avaliações, agora é muito difícil superar, mas pode-se sempre tentar… neste período distinguem-se, muito bem, os alunos que sentem a aflição de um ano muito mal aproveitado e os alunos que assumem o seu empenho até à ultima avaliação com o sentido de dever cumprido!

Agora por  semestre letivo:

Cada semestre tem dois momentos de avaliação, um quantitativo e um qualitativo.

Primeiro Semestre: decorre entre setembro e janeiro, e, se no primeiro mês, tudo decorre de forma mais calma, em dezembro os alunos estão em plenas avaliações, o que faz com que as férias de Natal tenham de ser aproveitadas para colocar as matérias em dia e para estudar. As avaliações de final de semestre devem fazer o aluno refletir no seu empenho e definir novas estratégias, caso seja necessário.

Segundo Semestre: decorre entre fevereiro e junho, se no início os alunos ainda estão focados em obter bons resultados escolares, lá para maio já apresentam tanto cansaço que até se desmotivam um pouco, nos estudos. Estas avaliações de final de semestre são tão importantes como as avaliações do Primeiro semestre, portanto cabe ao aluno manter-se dedicado aos estudos. Para alguns, o fim do semestre significa o início dos exames nacionais, ou seja, é preciso encontrar um incentivo extra, focado nos anseios profissionais, para enfrentar, da melhor forma, as avaliações que se seguem!

semestres (1).jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Blogs Portugal