Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Um legado injusto!

Como sabem, trabalho diariamente com crianças e jovens em diversas vertentes. Após estas assustadoras notícias vindas da europa de leste fica, em mim, uma enorme angústia!

O que eu pretendia deixar a estas crianças e jovens, não era um mundo repleto de poluição, de guerra, de extremismo, ou a falta de respeito e solidariedade… é o oposto que pretendo ensinar… era o oposto que eu lhes queria mostrar!

Hoje, sinto que os estou a trair… que estou a ‘remar contra uma maré forte’, porque não é isto que a minha sociedade lhes quer deixar!

Por tudo isto que está a acontecer, eu sinto a obrigação de lhes pedir desculpa… imensa desculpa!

ucrania.jpg

 

 

Os professores também recebem cartas de incentivos… dos seus alunos

É verdade, os professores também são agraciados pelos seus alunos… não são todos, obviamente, mas alguns conseguem cativar as emoções da grande maioria dos seus alunos e por isso, em momentos especiais recebem presentes, tantas vezes simples, mas de enorme significado. Muitas vezes, a turma combina oferecer flores, ou outro objeto simples… combinam-se lanches em lições 100, combinam-se atividades de despedida…

Outros professores são autênticas fontes de inspiração, tornam o aluno tão motivado pela disciplina que este decide escolher essa área como profissão futura… passam a adorar matérias que, anteriormente, detestavam.

Gestos simples, partilhados por professores e alunos que demonstram que a escola não é apenas lugar de trabalho ou de formação, é lugar de troca de afetos, de desenvolvimento de personalidades, onde pessoas sensíveis trocam afinidades, emoções e sentimentos.

Não são apenas os alunos que aprendem e crescem dentro da escola, são também os professores, pais e todos os profissionais, que aprendem e que amadurecem… Num contacto mutuo que pode trazer tanto de belo e de autêntico como só a educação permite!

aula.jpg

 

Unhas de gel em crianças e adolescentes…. sejamos ponderados…

Agora a moda são as unhas de gel, gelinho e tantas outras ofertas de manicura… não sou nada entendida nesta área e, neste momento, os meus leitores habituais, já devem estar a pensar porque lhe deu para escrever sobre isto?!?!

A resposta é simples, porque cada vez mais vejo raparigas a usarem ou a querem usar estes produtos e, portanto, parece-me um tema para debater com vocês, já que educar é também definir o que estará, ou não, de acordo com a idade.

Já conheci meninas que, no 7º ano de escolaridade, usavam unhas de gel com alguma frequência, provavelmente o leitor/a até conhece casos de idades iguais ou inferiores.

Queria apenas deixar um pequeno alerta sobre este tema, não querendo debater muito os malefícios que isto pode causar a crianças/adolescentes, mas queria alertar para a necessidade de proteger a saúde destas meninas que, ainda em crescimento dificilmente entendem que os problemas poderão surgir anos mais tarde e que o melhor caminho é a prevenção…

Não me querendo pronunciar sobre a idade certa para usar estes e outros produtos estéticos, apenas quero alertar as famílias que, investiguem, mantenham-se alerta e expliquem os possíveis malefícios às crianças e, se permitirem este uso, que seja numa ocasião especial, para uma festa… e nada mais…

familia.jpg

 

Vais para explicações escolares? O que precisas de levar:

Por vezes o estudo autónomo não produz os efeitos desejados e algumas famílias optam por definir algumas horas para explicações individuais ou em grupo. O melhor momento para definir esta opção deverá ser no início do ano escolar, de forma a que estas gerem os efeitos desejados, num trabalho contínuo e adaptado às características de cada aluno.

Se o estudante vai iniciar explicações a uma ou mais disciplinas deve:

  • Ter um caderno que o acompanhe sempre, onde irá fazer apontamentos, anotar informações e fazer exercícios que depois apoiaram o estudo;
  • Levar sempre o manual e o livro de exercícios para todas as explicações, para poder rever matéria e tirar dúvidas;
  • Levar o caderno diário da disciplina, para rever apontamentos e perceber qual a matéria já lecionada e sumariada;
  • Levar o material de escrita necessário e, sempre que se justifique algum material necessário, como máquina de calcular, régua, esquadro…
  • Outros materiais de escritório habituais, como sublinhadores, post its, que poderão ser utilizados com orientação do explicador;
  • Fichas de avaliação recebidas para serem analisadas em explicações;

 

Este apoio ficará sempre mais facilitado se o aluno estudar antes, anotar as suas dúvidas e levar para trabalhar com o explicador.

explicações.jpg

 

Canetas coloridas, sublinhadores e post its…

Tenho de admitir que fico deslumbrada com as superfícies comerciais que vendem material de escritório, posso ficar tempos infinitos a analisar canetas, lápis, borrachas, afias….. e tanto mais… neste pequeno mundo tão colorido!!!

Sei que, a maioria dos estudantes também valoriza bastante estes objetos, gostam de escolher o material escolar, de acordo com preferências e modas.

É muito bom que um estudante tenha sempre o seu material organizado e cuidado, que tenham canetas ou sublinhadores coloridos, para ajudar a organizar o caderno diário e os apontamentos… que tenham o material solicitado pelos professores em bom estado e que o saibam usar adequadamente… que tenham post’its e outros objetos que ajudem na organização dos momentos de estudo, anotações e tantas outras necessidades.

Estes produtos podem ser muito caros, principalmente, quando as famílias têm vários estudantes em casa… é necessário fazer uma boa gestão destes, tanto no momento da compra, como no seu uso adequado. A família deve exigir a responsabilidade perante todo o material escolar e ir controlando o sua correta atualização, porque muitas vezes eles perdem, estragam e desvalorizam, sem reconhecerem o valor dos objetos com que trabalham diariamente.

material escolar.jpg

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Blogs Portugal