Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Dia Internacional dos Blogs...

...31 de agosto

Hoje é o nosso Dia… o dia de quem escreve e partilha o que lhe está na alma e na essência!

É o Dia dos Blogs de moda, de alimentação, de desporto, de leitura, de cultura, de educação, de lifestyle, de tantos e tantos outros temas… é o dia dos Blogs que têm gente dentro… gente generosa que partilha experiências, pensamentos, emoções, quotidianos e saberes… para que os seus leitores se identifiquem, reflitam, comentem, sintam, aprendam…

A todos os Blogs e a todos/as os/as bloggers: os meus Parabéns!

Sintam o meu abraço virtual repleto de boas energias!

blog.JPG

P.S.: Em imagem, partilho parte do meu espaço de escrita neste blog: Educar(Com)Vida.

O blogue anda por aí...

Este blogue continua Com muita Vida... e cada vez mais se materializa.... 

_20190501_123129.JPG

 

JOGOS PEDAGÓGICOS: Fazer amoeba/slime

Alguns jogos que podem ser divertidos e educativos em simultâneo, podem educar para as emoções, podem melhorar o desenvolvimento físico, podem exercitar capacidades intelectuais. Por estas razões, hoje traga-vos uma proposta de uma atividade pedagógica que pode ser realizada em famílias e/ou por educadores/as.

A amoeba ou slime é uma massa viscosa e fácil de moldar que melhora e apoia no desenvolvimento das capacidades criativas, ajuda na motricidade fina e promove algum relaxamento aquando do seu uso.

Estas amoeba ou slime pode ser comprado, ou feito de forma caseira:

Como fazer amoeba:

1 pacote pequeno de bicarbonato de sódio ou boráx

1 tubo de cola branca normal

Tinta guache da cor que pretender

Água mineral

  1. Num recipiente de vidro verta a cola branca. A quantidade irá depender de quanta amoeba pretende fazer.
  2. Num copo com 150 ml de água, adicione 3 colheres de sopa de bicarbonato de sódio ou boráx até diluir bem.
  3. Despeje a tinta de guache no recipiente com a cola branca, até que atinja a tonalidade cor desejada.
  4. Pegue no copo de água com bicarbonato de sódio ou boráx e verta, aos poucos, no recipiente de cola branca e mexa.
  5. Quando a mistura descolar do recipiente e das mão, está a chegar ao ponto certo… a amoeba. Está pronta!

(Este é um método de amoeba retirado da internet, lá poderá encontrar outros de acordo com os gostos da pequenada)

Aproveitem estas férias para colocar ‘mãos à obra’!!!

jogos pedagogicos (4).jpg

 

 

A minha experiência...

Quem assiduamente lê este blogue conhece o meu agrado pelas explicações individuais, a tentativa de ensinar a todas as crianças como se fossem uma só, já acontece nas escolas deste país e não será, de todo, a forma mais eficaz de ensino/aprendizagem!

Por isso eu pretendo fazer um apoio ao estudo diferenciado,  mesmo com estudantes da mesma turma, estudar a mesma matéria é algo bem diferente, isto porque os estudantes são diferentes, têm gostos, dúvidas e curiosidades diferentes, têm capacidades e competências  diferentes de aprender…

Logo, só será produtivo aprender se assegurarmos que, através destas diferenças possa existir uma mesma aquisição de conhecimentos… isso exige um trabalho individual e personalizado, onde o educador/pedagogo deverá estar sempre a avaliar os seus métodos e a refletir sobre as suas técnicas!

explicações.jpg

 

O amigo imaginário: quando e porquê?

Por cá já escrevi sobre a importância do brincar para as crianças, pois dessa forma elas aprendem a conviver e a lidar com situações reais diárias, desenvolvendo novas conexões cerebrais, novos comportamentos e diferentes emoções.

Em paralelo com estas brincadeiras de faz de conta, pode surgir a existência de um amigo imaginário, ou seja, alguém presente na imaginação da criança que não existe verdadeiramente, mas que nestas brincadeiras participa e está presente muitas vezes, este amigo imaginário poderá ser uma, ou mais pessoas, ou até um animal.

A presença deste amigo imaginário pode ocorrer pelos 3 anos e desaparecer, naturalmente, pelos 6 anos de idade, esta forma de imaginação surge como um apoio à criança, no combate ao stress e à solidão, uma vez que, este se torna uma presença segura, em momentos de maior medo, fazendo a criança sentir mais segurança e conforto, em algumas situações.

Por estas razões as famílias não devem ficar preocupadas com tal situação, podem até utilizar este amigo imaginário para melhorar a comunicação de sentimentos e ansiedades, perguntando o que o amigo diz ou sente… para além disso, não se deve ridicularizar ou desmentir a existência, devem respeitar o tempo para que tal existência se desvaneça…

crianças (1).jpg

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D