Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

As vídeo aulas ajudam a estudar?

Cada vez mais se utiliza a internet para tudo… para comunicar, para brincar, para divertir… também podemos usá-la para estudar! Existem documentários muito explicativos, existem fichas para imprimir, exercícios para fazer online e também existem as vídeo aulas.

Estas vídeo aulas são a gravação de uma aula sobre uma determinada matéria em vídeo, que podem ser facultadas pelo próprio professor da disciplina, como podem ser pesquisadas, livremente, na internet. Os formatos podem ser variados, desde a voz/imagem de um professor, esquemas interativos, fotografias/imagens, ou mesmo uma junção destas várias opções.

Ao utilizar este método de ensino à distância, o estudante pode tornar-se mais autónomo na procura de conteúdos a estudar e tem mais um recurso didático para a fixação de conteúdos.

Aprender com este método pode ser mais simples e motivador! Não podemos olhá-lo como um único recurso à aprendizagem, mas sim como um bom complemento a esta. Portanto, sempre que surgir alguma dificuldade em aprender determinada matéria, os estudantes, podem recorrer a estas vídeo aulas como mais uma ajuda e apoio ao estudo.

pesquisa.jpg

 

O vestuário, a escola e os jovens…

Antes de mais vou partilhar duas conversas entre mim e jovens estudantes:

Diálogo entre mim e estudante de 3º Ciclo:

«Estudante: _ Hoje um colega meu foi obrigado, pela professora, a tirar os calções e vestir calças.

Eu: _ Porquê?

Estudante: _ A professora disse que não era adequado estar na sala de calções…

Eu: _ Eram curtos?

Estudante: _ Não eram abaixo do joelho… »

               

Diálogo entre mim e estudante de secundário:

«Estudante: _ Parece que o meu colégio vai ter uniforme…

Eu: _ Nos colégios até é uma prática normal…

Estudante: _ Pois, mas tenho colegas que dizem que se acontecer mudam-se….»

 

Pronto, já perceberam que este Post será uma reflexão sobre a roupa que os jovens usam… com estes diálogos surgem-me várias questões sobre o tema que gostaria de partilhar e juntar à vossa opinião!

Uma forma de mostrar o nosso gosto e também a nossa identidade é a forma de vestir, será castrador o uniforme escolar??? No entanto, existem profissões  em que é imperativo e facilitador esta uniformização, também será castrador???…

No entanto, definir o que é mais ou menos adequado vestir é também uma aprendizagem para o futuro, é uma marca social que não podemos ignorar! Mas, muitas vezes, ouvimos as críticas, principalmente às raparigas, porque têm uma roupa mais ousada ou uma maquilhagem mais irreverente… ???? Ou aos rapazes com as calças a caírem e rasgos por todo o lado….

Eu, pessoalmente, assumo que respeito a forma de vestir de cada criança e jovem, mas também compreendo que alguma educação vinda da família, nesse sentido, seja essencial…

Por aí? Opiniões? Experiências? Agradeço o apoio e a partilha nesta reflexão…

jovens adolescentes.jpg

 

Um novo desafio em blog alheio…

Fui desafiada pelo Blog de AlGo para sugerir uma música, neste início de ano.

 

Querem ouvir a minha escolha?? Visitem aqui… E digam-me se gostaram da partilha!!! 

Agradeço, mais uma vez, o convite!

 

 

Socorro!!! Tenho muitos testes para a semana!

Muitos são os estudantes que se sentem desorientados e desorganizados, principalmente, quando têm muitas avaliações seguidas. Para esses, ‘o mundo não está perdido’, deixo aqui algumas dicas de apoio e ‘salvação’.

  1. Começa por tomar decisões duas semanas antes do primeiro teste;
  2. De seguida, numa folha, anota todos os dias e horas em que poderás estudar, para que seja o teu cronograma de estudo. Podes seguir o que deixo, em anexo, como exemplo;
  3. Reflete sobre as disciplinas a estudar: quanto tempo para cada e qual a urgência, de acordo com as datas de testes;
  4. Anota tudo isso, tentando intercalar um pouco as disciplinas, para não ficar demasiado cansativo;
  5. Por fim, define o que é necessário estudar: quais os exercícios a resolver, quais as páginas a resumir, qual a matéria a rever…

Por mais que não tenhas vontade, cumpre rigorosamente o teu cronograma. Por isso, não faças um que, há partida, já sabes não irás concretizar!

Se fores tendencialmente preguiçoso/a, pede ajuda a um adulto que te apoie na realização e concretização deste plano!

Bom estudo!

Disciplinas e datas de testes.pdf

datas testes.jpg

 

Este ano tenho Exames Nacionais, quando começo a estudar?

Existem anos contemplados com a realização de dois ou mais Exames Nacionais, no 9º ano e depois no secundário. Os exames nacionais são uma realidade e um grande desafio porque influenciam avaliações e determinam entradas no ensino superior.

Por esta razão o estudo deve iniciar-se com antecedência e, de acordo com as características, e necessidades de cada estudante.

Se o estudante tem, por hábito, receber boas avaliações da disciplina, ao longo do ano, certamente que começar o estudo no início do 3º Período será suficiente para manter os bons resultados. Torna-se imprescindível rever toda a matéria, retirar dúvidas e realizar exercícios de exames anteriores como forma de análise de conhecimentos.

Se o estudante não obtêm bons resultados à disciplinas e/ou apresenta muitas dúvidas sobre grande parte da matéria, então o melhor, será iniciar um estudo já no 2º Período. Relembro que, em vários casos, optar por um apoio escolar extra pode ajudar na melhoria de resultados, principalmente nestas situações, ou em situações em que o estudante já não tenha contacto com a disciplina há algum tempo.

Para os estudantes que necessitam de resultados de excelência, com avaliações próximas dos valores máximos, o estudo também deve ser bastante aprofundado, deve iniciar-se logo no início da aprendizagem da disciplina e um apoio extra escolar também poderá ser uma mais valia.

Recordo que, embora as aulas sejam interrompidas primeiro, para os alunos candidatos a exames nacionais, não será essa(s) semana o suficiente para memorizar e recordar matérias escolares de um ou mais anos letivos, com o sucesso pretendido.

exames nacionais.jpg

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D