Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Quais os melhores brinquedos?

Porque estamos próximos do Dia da Criança, a escolha de brinquedos para as crianças deve ser algo importante e reflexivo. Os brinquedos devem levar as crianças a desenvolverem capacidades imaginativas, criativas e de grande fantasia.   Para ajudar a comprar os brinquedos adaptados a cada idade, pode seguir por esta proposta padronizada, como orientação:

0 - 5 anos: o brinquedo deve ser um calmante. Pode optar por objetos coloridos com sons ou músicas.

6 meses - 1 ano: brinquedos que estimulam a curiosidade sobre o meio envolvente. Pode optar por brinquedos de encaixar, de empilhar, flutuantes, ou com sons.

1 - 2 anos: os brinquedos devem auxiliar no desenvolvimento da concentração e da motricidade fina. Brinquedos com diferentes texturas, ilustrações, puzzles, com botões para pressionar, ou com rodas.

2 - 3 anos: os brinquedos devem estimular a imaginação e a criatividade.  Pode optar pelas pinturas, réplicas de objetos ou animais, bolas, baloiços.

3 - 4 anos: os brinquedos mais próximos dos desejos das crianças são os que representam o dia a dia das crianças. Para além das réplicas de objetos quotidianos, pessoas e animais, pode incluir triciclos, bicicletas, casas de bonecas, oficinas de ferramentas, jogos simples, plasticina e livros ilustrados.

4 - 6 anos: aumenta o estimulo da fantasia e da imaginação, que pode ser auxiliado com os brinquedos corretos. Os brinquedos podem ser, dinheiro de brincar, meios de transporte, caixa registadora, cidades de brincar, instrumentos musicais, jogos, etc.

6 - 9 anos: já em idade escolar, as crianças estão ainda muito dedicadas à brincadeiras de faz-de-conta e do imaginário. Pode optar por livros, jogos de tabuleiro, corda, patins, bicicleta, equipamentos desportivos, meios de transporte em peças para montar e legos.

9 – 12 anos: nesta idade as crianças entram na fase da adolescência e preferem ser elas a escolher as diversões, deve haver uma continuidade no despertar do raciocínio e da criatividade. Pode escolher entre livros, jogos de mesa, caixas científicas, equipamentos desportivos ou material eletrónico.

brincar e aprender.jpg

 

Como organizar uma Bibliografia?

A grande maioria dos estudantes, ao longo dos anos escolares, deparou-se com os problemas práticos da construção de um Trabalho Escrito, para várias disciplinas.

Já por cá escrevi algumas dicas sobre a construção destes Trabalhos. Hoje, venho escrever sobre a última página desses Trabalhos, a Bibliografia.

A Bibliografia é algo imprescindível nestes Trabalhos, pois é importante realizarmos pesquisas sobre a informação que queremos apresentar, discutir e/ ou refletir.

Embora alguns estudantes procurem ignora-la ou simplesmente esquecem-se do quanto ela é importante, não o devem fazer. Torna-se necessário apresentar citações entre aspas, com o nome, mencionar lugares de onde foram retiradas informações importantes.

Assim, a Bibliografia deve:

  • Organizar-se por ordem alfabética;
  • Ter o último nome do Autor em primeiro lugar, em maiúsculas;
  • Ter o título da Obra (em itálico)
  • Local da publicação;
  • Editor;
  • Data;

Por exemplo:

ROSNAY, J. (1977) As Origens da Vida. Do Átomo à Cédula, Coimbra: Livraria Almedina.

 

Para os Trabalhos Universitários, a Bibliografia deve seguir os requisitos de forma rigorosa, para tal, podem consultar, por exemplo, as Normas da APA (American Psycological Association), como orientação.

pesquisa.jpg

 

Estudar com a escola na TV

Diálogo entre mim e um/a estudante de 1º ciclo:

Eu:_ Gostaste das aulas da telescola?

Estudante: _ A de Português quase era para dormir, mas a de Matemática até gostei…»

 

Alguns pais das crianças e jovens de hoje foram alunos da telescola, mas essa forma de ensino em nada se comparava à telescola dos dias de hoje.

A telescola dos dias de hoje, entra na casa de cada aluno, oferece um conjunto de matérias para dois anos letivos simultâneos, por vezes até mais e esta é a resposta do Governo para que os estudantes continuem a aprender tendo de ficar em casa.

Esta não é a única forma de aprendizagem, cada escola adotou outras medidas complementares de ensino, todas continuam a enviar trabalhos para o email e outras incluem vídeo aulas através da internet, para além disso, os alunos são convidados a realizarem trabalhos como complemento à avaliação.

No entanto, as matérias dadas através desta telescola não está em consonância com a matéria lecionada pelas escolas, o que traz um grande desfasamento entre esta formação e está a levar algumas escolas ao não incentivo da atual telescola.

Para todos os alunos que assistem diariamente à telescola, aqui ficam algumas orientações:

 

  • Assiste às aulas de preferência sozinho;
  • Retira toda a distração das proximidades, como por exemplo o telemóvel;
  • Responde às perguntas em voz alta;
  • Não te preocupes em escrever tudo, algumas propostas de TPC’s passam muito rápido... Para os que têm tv cabo, voltam atrás no final;
  • Anota as dúvidas no caderno e depois retira-as com a família ou com o teu professor;
  • Nos intervalos não fiques sentado, faz alongamentos e caminha um pouco;
  • Procura concentrar-te e estar atento, o melhor que conseguires…

 

E aí em casa, já desenvolveram novas estratégias para esta telescola?

estudoemcasa-partilha (6).jpg

 

Alunos de 11º e 12º voltam às salas de aula!

É já nesta segunda feira que os alunos de 11º e 12º anos voltam a sentar nas cadeiras das salas de aula, para iniciarem o 3º Período, de forma presencial. Até agora os seus estudos foram realizados em casa, através de vídeo aulas, estudo individual e trabalhos de pesquisa.

Mas, ainda falta mais de um mês para acabarem as aulas e estes alunos têm de estar preparados para realizarem os Exames Nacionais, estes Exames são de grande influência para quem pretende dar continuidade aos estudos no ensino superior, o que exige muito estudo e concentração.

Assim, neste período curto de tempo, estes estudantes terão de aproveitar as aulas presenciais para tirarem dúvidas sobre as matérias, deste ano letivo e dos anos letivos anteriores, para além disso têm de ter todos os cuidados de saúde necessários, pois a possibilidade de contágio por COVID – 19 ainda é uma realidade. Tudo isto pode despertar uma maior ansiedade e nervosismo a alunos, famílias e professores e que deve ser gerida da melhor forma possível.

Portanto, para os estudantes que hoje voltam às aulas e para as suas famílias, aqui ficam mais algumas dicas:

  • Escolhe muito bem os Exames Nacionais a que te propões e de acordo com o que pretendes no futuro, eles podem permitir ou impedir o acesso a determinados cursos universitários;
  • Faz uma tabela com toda a matéria já estudada e define a que mais precisa de revisão;
  • Elabora uma lista de dúvidas e questões para serem esclarecidas nas aulas;
  • Mantém-te atento nas aulas, como serão poucas, aproveita-as ao máximo;
  • Adquire os livros de preparação para exame, se sentires necessidade de mais resumos ou de mais exercícios;
  • Elabora um plano de estudos para realizares em casa e cumpre-o sempre;
  • Recorre a explicações individuais se sentires dificuldades no estudo.
  • Respeita as regras de distanciamento físico, para te protegeres e protegeres os teus colegas;
  • Presta atenção às novas orientações/regras que terás de seguir e mostra-te responsável;
  • Quando chegares a casa deixa o calçado à porta, coloca a tua roupa para lavar e toma um banho;
  • Cuida da tua alimentação, exercício físico e horários de sono, é fundamental para aprenderes e memorizares com facilidade;

Votos de um Bom Regresso, para todos/as!!! Sempre em segurança!!!

ensino (1).jpg

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D