Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

27
Fev 19

O bom comportamento em sala de aula é também imprescindível, não só para se obterem bons resultados, mas também um excelente momento de aprendizagem para desenvolver valores sociais importantes, tais como o respeito, a responsabilidade ou a amizade. Para tal, o meu desafio aqui fica, imprimam o documento em anexo, que ditam as principais regras e valores de comportamento dentro de uma sala de aula e que fazem parte de dos Regulamentos Internos Escolares, conversem com o vosso educando sobre cada uma das regras e relembrem o quanto importante será que ele procure seguir tais comportamentos, com civismo e responsabilidade!

Mais uma vez, se considerar que as regras tendem a ser esquecidas, facilmente, pelo seu estudante, mantenha o documento impresso em lugar visível…

Boa conversa!

O comportamento adequado na sala de aula.pdf

 

comportamento escolar.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 10:49

25
Fev 19

Quantas vezes os professores referem que o estudante poderia obter melhores resultados escolares se apresenta-se um melhor comportamento em sala de aula? Se isso é uma preocupação sua, enquanto encarregado de educação, então aqui ficam algumas dicas para procurarem incentivar ao bom comportamento escolar, dentro e fora da sala de aula.

  • Converse sobre as regras de comportamento;
  • Marque uma reunião com o Diretor de Turma por Período e siga as suas instruções, se necessário for marque mais algumas, mostrando assim, que está atento e interessado no dia a dia do estudante;
  • Pergunte regularmente, ao estudante, como decorre o seu dia a dia, a existência de conflitos ou dificuldades.
  • Compare e converse com o estudante sobre ambos os diálogos anteriores;
  • Acompanhe e exija a realização dos trabalhos de casa e de estudo diário;
  • Ofereça um pequeno reforço positivo sempre que forem cumpridas metas comportamentais, incentivando à melhoria e à autossuperação;
  • Não compare o estudante com colegas ou irmãos, nem aponte críticas constantes aos maus comportamentos;
  • Mantenha um ambiente familiar tranquilo, com afetos, apoio e atenção;
  • Comece esse controlo no primeiro ano escolar e mantenha-o ao longo de todo o percurso, até à faculdade.

Aí por casa, quais as vossas estratégias, relativamente a este tema???

comportamento (1).jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 11:01

22
Fev 19

8.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:20

21
Fev 19

 A atividade física e a prática desportiva assume primordial importância no desenvolvimento da motricidade global assim como, apoia um quotidiano de vida mais saudável física e mentalmente. Portanto, nunca é demais lembrar os benefícios essenciais de quem está a crescer com a prática do desporto:

  • Melhora a saúde;
  • Aprendizagem de regras de cooperação e de competição saudáveis;
  • Desenvolve capacidades físicas e cognitivas;
  • Promove o contacto e a criação de vínculos com outras crianças e jovens;
  • Desenvolve a capacidade de reflexão e de tomada de decisão.

Resultado de imagem para crianças a brincar

(imagem retirada da net)

publicado por Maribel Maia às 10:36

20
Fev 19

Para o desenvolvimento da motricidade, os educadores poderão ter um papel fundamental no incentivo e na promoção de tais capacidades. Antes mesmo da criança entrar na idade escolar, os infantários desenvolvem variadas atividades para promoção de ambas as formas de motricidade, que depois serão continuadas na escola através da escrita (motricidade fina) ou da educação física (motricidade global).

Contudo, em casa, as famílias poderão também auxiliar este trabalho, realizando com as crianças atividades simples e facultando tarefas simples que desafiem estas capacidades motoras:

  • Brincadeiras ao Ar livre, que permitam correr, saltar, brincar ao Faz de Conta e de forma descontraída, apoia também uma relação de confiança consigo própria e com a família; (Motricidade Global)

 

  • Tarefas diárias, permitindo que a criança procure ser autónoma nas tarefas simples, como alimentação, higiene, arrumação e organização; (Motricidade Fina)

 

  • Participação em atividades desportivas, sejam atividades individuais ou coletivas, desde que motivadoras para a criança, promove maior coordenação motora e também estimula um estilo de vida mais saudável; (Motricidade Global)

Resultado de imagem para crianças a brincar(imagem retirada da net)

publicado por Maribel Maia às 11:01

19
Fev 19

Como sabemos, nos primeiros anos de vida de um bebé, a sua contínua experiência com o seu próprio corpo em conjunto com os estímulos exteriores, através da interação com objetos e com o toque promove a maioria das suas descobertas, interpretações e aquisições sobre o mundo que os rodeia.

Ao longo do crescimento, as brincadeiras, as correrias e as curiosidades apoiam um desenvolvimento saudável e confiante.  

Aqui, torna-se importante perceber que existem dois conceitos complementares de Motricidade:

A motricidade global:  refere-se ao controlo corporal na totalidade, que exigem coordenação motora, postura, precisão, agilidade, ritmo, fluidez de movimentos e capacidades musculares, nas tarefas diárias mais comuns ao ser humano, como caminhar, saltar, correr, etc.

A motricidade Fina: refere-se ao controlo de movimentos menores mas que exigem maior precisão, poderão ser eles, coordenação olho-mão e destreza na manipulação de objetos. Estes movimentos centram-se na movimentação de: mãos, dedos e braços para a realização de variadas atividades.

Resultado de imagem para motricidade(imagem retirada da net)

publicado por Maribel Maia às 11:04

18
Fev 19

Ao longo do crescimento, desde bebé até jovem, vamos aprendendo novas capacidades motoras, vamos melhorando a coordenação, o equilíbrio, a forma de manuseamento de objetos, etc. Estas capacidades são parte integrante de um desenvolvimento saudável e não devem ser esquecidas ou descuradas pelos educadores.

Para melhor introduzir este tema, aqui ficam umas globais características do desenvolvimento físico, de acordo do as faixas etárias:

 

Dos 0 aos 6 meses

  • Processo de fortalecimento gradual dos músculos e do sistema nervoso,
  • Controle completo da cabeça por volta dos 4 meses,
  • Pelos 4 meses o controle das mãos é mais fino, sendo capaz de segurar num brinquedo, 

 

Dos 6 aos 12 meses

  • Capaz de se sentar direito sem apoio e de fazer as primeiras tentativas de se pôr de pé,
  • A partir dos 8 meses, consegue arrastar-se ou gatinhar,
    • A partir dos 9 meses poderá começar a dar os primeiros passos,

 

Do 1 aos 2 anos

  • Começa a andar, sobe e desce escadas, sobe os móveis, mas com o equilíbrio bastante instável,
  • Melhoria da motricidade fina devido à prática - capacidade de manipular um objeto,

 

Dos 2 aos 3 anos

  • Capaz de saltar ou saltar de um pé para o outro quando está a correr ou a andar,
    • É mais fácil manipular e utilizar objetos com as mãos, como um lápis de cor para desenhar ou uma colher para comer sozinha; 

 

Dos 3 aos 4 anos

  • Grande atividade motora: corre, salta, começa a subir escadas, pode começar a andar de triciclo;
  • É capaz de comer sozinho, 

 

Dos 4 aos 5 anos

  • Grande atividade motora, com maior controle dos movimentos; 
    • Consegue escovar os dentes, pentear-se e vestir-se com pouca ajuda; 

 

Dos 5 aos 6 anos

  • A preferência manual está estabelecida; 
    • É capaz de se vestir e despir sozinho; 
    • Assegura sua higiene com autonomia;

 

Nos próximos artigos iremos continuar a refletir sobre este tema: a motricidade.

moticidade global.jpg

(imegem retirada da net)

 

publicado por Maribel Maia às 10:40

15
Fev 19

7.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 12:32

13
Fev 19

Alguns pais conhecem já o conceito de Autismo, no entanto, quando de fala sobre Síndrome de Asperger, nem todas as pessoas conseguem perceber as especificidades desta perturbação.

Assim, de forma ligeira explicarei em que consiste o Asperger, para poder retirar algumas dúvidas iniciais, sendo que, um profissional qualificado poderá realizar uma explicação mais pormenorizada e centrada em cada caso específico.

O Síndrome de Asperger é identificado como uma perturbação neurocomportamental que poderá ter um conjunto de fatores neurobiológicos que afetam o desenvolvimento cerebral. Este Síndrome presenta-se com algumas proximidades ao Autismo, no sentido em que influencia as interações sociais, o nível comunicacional e também o comportamento.

 

Os primeiro sinais de alerta poderão surgir, de forma mais clara, a partir dos 3 anos e podem ser reconhecidos em algumas situações, tais como: «dificuldades em estabelecer contacto ocular; interpretação literal da linguagem; sentido de humor apurado; dificuldades em entender e expressar emoções; falta de coordenação motora; ilhas de talento em áreas de interesse específico, entre outros.» (in: Prevenir:2016). Mais características deste Síndrome na imagem, em anexo.

O diagnóstico precoce será uma mais valia para um futuro tratamento e baseia-se na avaliação de um conjunto de critérios comportamentais definidos pelos profissionais especializados.

asperger sintomas.jpg

 

 

Para quem desejar saber mais sobre este assunto poderá visitar a página: www.apsa.org.pt/

publicado por Maribel Maia às 11:51

11
Fev 19

E passa-se um mês após o período letivo e os estudantes começam a olhar para o calendário a contabilizar os dias que têm testes… ou os dias em que não têm testes, já que estes apresentam-se todos quase em simultâneo.

Depois são dias e noites de estudo em contagem decrescente, para mais umas semanas sem avaliações.

Na minha opinião, parece-me pouco produtivo quando existem mais de dois testes por semana. Compreendo que os professores têm as suas limitações nesta área, passando-se a exigência totalmente para o aluno que deve trabalhar arduamente em algumas semanas.

Para minimizar esses stresses, lembro que é muito importante organizar o estudo antecipadamente, utilizando uma agenda constantemente atualizada.

Para além disso, os resumos da matéria devem ser realizados ao longo das semanas de estudo, porque não se estuda apenas um a dois dias antes do teste!

Por aí, opiniões sobre este tema?

HPIM2135.JPG

 

publicado por Maribel Maia às 12:06

Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
23

24
26
28


arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds
pesquisar
 
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO