Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Dia 9: Como estudar Desporto?

Etapa 1: Conhecer a importância do desporto

Etapa 2: Realizar estudos teóricos

Etapa 3: Incentivar a prática de uma modalidade específica.

 

Cá está mais uma disciplina daquelas que muitos ignoramos, ou tratamos como menos importante na avaliação. Contudo, quanto mais cedo, nas nossas vidas aprendermos que viver de forma saudável e valorizar a realização de atividade física diariamente e corretamente, melhor! E se, em crianças não dávamos grande importância aos conhecimentos adquiridos na disciplina de educação física, certo é que, agora em adultos, andamos à procura de melhorar a nossa condição física, andamos à procura de dicas sobre desporto e aconselhamo-nos, muitas vezes, no ginásio. Se assim é, porque não incutirmos esta importância e responsabilidade aos mais novos? Para além disso, uma forma muito prática e rápida de aprendermos a trabalhar em grupo é através dos desportos de equipa.

Alguns professores realizam, nas suas aulas testes teóricos e portanto a matéria deve ser estudada e memorizada, a pesquisa informática auxilia bastante este estudo.

Por fim, aos estudantes que desejarem participar em mais algum desporto, para além das fronteiras da escola, deve ser incentivado, pois trará muitos benefícios físicos e mentais.

A realização de atividade física em família promove uma vida emocional e física bastante saudável.

ed_fisica.jpg

 E pronto... tarefa cumprida... nove dias, nove disciplinas.... espero que tenham gostado desta mini-maratona de estudo?!?!... Para a semana cá estarei com outros temas diferentes, neste vasto mundo chamado de Educação! Obrigada aos, assíduos, leitores e aos enriquecedores comentários!

Dia 8: Como estudar História?

Etapa 1: Ler e interpretar

Etapa 2: Resumir

Etapa 3: Elaborar cronogramas

 

Esta disciplina apresenta-se com uma mais valia importante: a História da Humanidade será sempre a mesma, portanto de ano para ano letivo, vai sendo lecionada a mesma História, vai sendo é mais aprofundada conforme se vai avançando de ano letivo. Assim sendo, se o estudante conseguir memorizar e interpretar os acontecimentos que foram mais importantes a nível Nacional e Mundial ao longo do Tempo, facilmente vai melhorando os seus conhecimentos ao longo dos anos.

A primeira etapa deve ser concretizada diariamente, ler e interpretar, fazendo-se assim os resumos, procurando realiza-los pelas próprias palavras, tentando não copiar muita informação.

Para finalizar, como as datas históricas são importantes para nos localizarmos no tempo e no espaço, torna-se importante realizar um cronograma que passará a ser um organizador de memória.

historia.jpg

 

Dia 7: Como estudar Artes?

Etapa 1: Incentivar ao estudo

Etapa 2: Promover momentos

Etapa 3: Visitas culturais.

 

Muitas vezes, com receio de que os estudantes não valorizem outras disciplinas, não incentivamos tanto o ensino das Artes, as lecionadas na escola são a Música e as Artes Plásticas, contudo se ouvirmos os especialistas em áreas neurológicas, estes defendem o quanto se torna complexo e imprescindível para o cérebro desenvolver competências nestas áreas, já que estimulam várias zonas do cérebro em simultâneo.

Por esta razão, e porque não são disciplinas menores, o incentivo ao estudo deve permanecer sempre, a conquista das boas avaliações deve ser um objetivo também nestas disciplinas. Em casa, a promoção de momentos de criatividade e de imaginação partilhados em família e/ou com amigos, deve também ser uma constante, certamente irão passar momentos alegres e divertidos e, em simultâneo, estão a desenvolver competências importantes em quem cresce.

E por fim, sempre adaptado às capacidades financeiras de cada um, assistir a momentos culturais, todos eles são uma Expressão Artística, digna de ser contemplada, refletida e discutida. 

ed_visual.jpg

 

Dia 6: Como estudar Línguas Estrangeiras?

Etapa 1: memorizar vocabulário

Etapa 2: ler e escrever regularmente

Etapa 3: compreender as regras gramaticais

 

Ao longo do percurso escolar, os estudantes têm várias línguas estrangeiras disponíveis como opções de escolha, as mais comuns são Inglês, Francês, Espanhol, sendo que o Inglês é aquela que, por norma, está presente em mais anos letivos. O início do estudo uma nova língua realiza-se sempre por um mesmo caminho, adquirir novo vocabulário que deve ser memorizado rapidamente e por temas e de seguida, porque cada Língua tem as suas regras gramaticas específicas, umas mais fáceis de aprender do que outras, têm de ser relembradas e consolidadas com contínuos exercícios de escrita  e interpretação.

Como aprender uma nova língua exige grande exercício de memorização, apelar para apoios audiovisuais (vídeos, imagens, recortes) tornam-se estimulantes deste processo, por vezes interpretado como aborrecido.  

lingua_estrangeira.jpg

 

Dia 5: Como estudar Ciências da Natureza?

Etapa 1: memorizar conceitos

Etapa 2: fazer desenhos da matéria

Etapa 3: ensinar aos outros

 

Esta disciplina é para muitos estudantes de grande motivação e interesse e para outros, motivo de dúvidas e de desinteresse… esta forma de entender a disciplina pode apoiar ou condenar o seu estudo e compreensão e portanto, o incentivo por parte dos encarregados de educação é verdadeiramente importante.

O estudo diário das Ciências da Natureza implicam perceber e decorar conceitos novos, logo, uma forma fácil de memorização pode ser passar por fazer desenhos da matéria a estudar para, no passo seguinte, a explicar ao colega, ao Enc. de Educação, ao Explicador, etc. A realização de estudo em grupo pode também ajudar na memorização e compreensão da matéria, se o grupo de estudantes estiver a estudar o mesmo.

ciencias.png

 

Dia 4: Como estudar Matemática?

Etapa 1: estudo ininterrupto,

Etapa 2: memorizar regras,

Etapa 3: realizar exercícios e problemas.

 

A especificidade da Matemática prende-se, principalmente, com o facto de que esta depois de aprendida não mais deve ser esquecida, porque perdendo-se conhecimentos bases, em anos letivos anteriores, depois torna-se cada vez mais difícil voltar a encontrar a linha condutora do conhecimento. Neste sentido o primeiro passo deverá ser o estudo diário e até mesmo em tempo de férias.

Deve-se ter especial atenção a todas as regras que vão sendo adquiridas ao longo do ano letivo, esquecendo qualquer uma delas implica um erro de raciocínio que coloca em causa resultados verdadeiros. Portanto os estudantes devem ter nos seus apontamentos as regras de forma destacada, até serem devidamente memorizadas.

Para o dia a dia impõe-se fazer muitos e muitos exercícios, podem até ser os mesmos das aulas, realizados individualmente para se certificarem que não existem dúvidas. Finalmente, é obrigatório estarem atentos à correta interpretação dos problemas matemáticos, pois estes são ‘um problema’ para os estudantes.

 

Na próxima semana continuarei com mais disciplinas... venha visitar!

matematica.jpg

 

Dia 3: Como estudar Português?

Etapa 1: Ler diariamente;

Etapa 2: Escrever, resumir, interpretar e recriar textos;

Etapa 3: estudar gramática (com recurso a exercícios)

 

Esta é uma disciplina com grande contrassenso, a maioria dos estudantes, do nosso país, expressa-se na língua Portuguesa, no entanto, apresentam muitas dificuldades no momento de serem avaliados por esta disciplina.

O mais importante para adquirir competências nesta disciplina, todos sabemos qual é e muitos ignoramos: a leitura… ler livros, revistas, jornais, deve ser prática diária de casa, quer para pais quer para filhos, assim se incutem hábitos.

O passo seguinte é, sem dúvida, aprimorar a escrita, desenvolver a criatividade e a imaginação, para mais facilmente conseguir escrever, interpretar, criar, recriar, transformando ações, pensamentos e sentimentos em palavras.

A última etapa e não menos importante é o estudo da gramática. Todos sabemos que a nossa gramática não é fácil e que existiram alterações recentes. Vieram também alterações ao acordo ortográfico bastante evidentes, que requerem memorização e exercícios constantes.

Banner - Lingua portuguesa.png

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D