Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Para alguns estudar é fazer os TPC’s…

Quantas vezes os pais, em casa, dizem ao estudante:

“_Vai estudar!

 Resposta: _ Não tenho nada para estudar!

_ Nem trabalhos de casa, nem testes?

_ Já fiz os TPC’s e não vou ter teste…”

 

Sobre esta conversa eu posso assumir, pela experiência com estudantes, que estas respostas nem sempre são de todo verdadeiras… ou porque se esqueceram do trabalho de casa de uma qualquer disciplina… ou porque o ‘não vou ter teste’ significa apenas que não há nenhum teste marcado para o dia seguinte e que não faz a mínima ideia de quando serão os próximos, ou mesmo, porque consideram desnecessário estudar dias antes do teste. Portanto, eu aconselho a que, quando eles respondem que não existe nada que tenham de estudar deve-se perceber o quanto correta está tal afirmação, através de uma conversa mais longa ou mesmo ir verificar os cadernos para rever datas de testes ou trabalhos esquecidos.

Contrariamente a isto, se assim se confirmar que, não existe a necessidade de realizar um estudo específico, mas considerando que para o educador é importante aquele momento de estudo, deixarei, no Post seguinte algumas propostas de estudo a solicitar.

 

images.png

 

Quando eles dizem que a culpa é do professor!

Diálogo entre mim e um/a estudante de 3º ciclo:

 

«Eu:_ …e estás a perceber esta matéria?

Estudante: _ Não, a stora não explica em condições e depois se nós perguntamos qualquer coisa, ela não liga nenhuma… nem tira dúvidas nem nada… e passa a aula a falar da vida dela..»

 

Quantas vezes ouvi reclamações dos estudantes relativos ao professor X ou Y, eu mesma também já considerei professores como estando muito longe da pedagogia que eu considero ideal, no tempo em que andava a estudar… e tive dezenas de professores/docentes, até ao final do meu Mestrado!

Mas, a discussão sobre o que eu considero como pedagógico, ou não, não é pretensão minha faze-lo aqui, neste Post. O que pretendo é orientar os educadores no momento em que ouvem as críticas a um determinado professor, estas orientações baseiam-se na minha forma de agir e dialogar com os estudantes. Assim:

  • Ouço com atenção e interesse todas as reclamação sobre qualquer que seja o professor, pois os estudantes devem sentir que valorizamos o que dizem.
  • Explico-lhes que, ao longo do percurso escolar, irão encontrar muitos professores de quem não gostam e por isso têm de aprender o mais rápido possível a lidar com isso.
  • Não incentivo estas críticas, referindo que todos temos o direito de ser diferentes e de sermos aceitos nessa diferença.
  • Temos de ter a capacidade de estudar sozinhos, de procurar desenvolver o conhecimento de determinada matéria com a ajuda de outros métodos, para além do professor.
  • Nunca podemos desistir de determinada disciplina apenas porque o professor não explica de forma a que eu entenda.

 

Aguardo por experiências pessoais que gostariam de partilhar comigo e com os leitores, sobre este assunto que, certamente, já vivenciado por todos nós.

aluno.jpg

 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D