Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Quando procurar apoio pedagógico?

Aos explicadores/educadores chegam, por vezes, estudantes que, estando com dificuldade em uma ou mais disciplinas, recorrem a este apoio em vésperas do(s) teste(s). Nada mais difícil para um educador do que conseguir em uma ou duas horas orientar e explicar dias, semanas, de matéria de determinada disciplina.

O historial da estudante deve orientar a necessidade de recurso ao apoio educativo, seja com base no ano letivo anterior, ou com base nos primeiros testes do período, cabe portanto, ao encarregado de educação em diálogo com o explicador/educador definir o plano de apoio mais adequado.

Estes podem procurar apoio escolar para os estudantes, não só quando existem resultados negativos no aproveitamento escolar, mas também quando se denotam boas capacidades de aprendizagem, passiveis de serem melhoradas.

Estudantes com necessidades educativas especiais devem ter um acompanhamento o mais individualizado possível, para que o educador possa adaptar os métodos de ensino às especificidades do estudante.

Reconhecido a necessidade de apoio a determinada(s) disciplina(s), este deve ser contínuo ao longo do ano letivo e de forma individualizada, educador – estudante, ou em grupo de dois ou três estudantes, no mesmo ano escolar.

Por vezes os resultados negativos estiveram já presentes em anos anteriores e, nestes casos, a utilização das férias para apoio escolar deve ser opção, para consolidar conhecimentos basilares ainda não adquiridos.

images (6).jpg

 

Estudar: passo a passo....

Muitas vezes os estudantes têm dificuldade em organizar o seu processo de estudo, com vista à avaliaçã. Se a organização do processo de estudo não for a mais equilibrada, os resultados poderão também não ser os esperados. Assim, a preparação para uma ficha de avaliação (teste) poderá passar pelas seguintes etapas:

 

1º - redigir resumos sobre a matéria a estudar;

2º - rever exercícios dos quais existiram dúvidas ao longo das aulas;

3º - responder a fichas do livro escolar, ou do livro de atividades;

4º - responder a perguntas realizadas pelo educador e/ou realizar fichas retiradas de outros livros ou da internet. Alguns livros escolares trazem um código que dá acesso a sites especializados da editora, com este material de apoio.

5º - rever a matéria através dos resumos realizados.

 

Nota: estes passos são, claramente, para serem realizados uma semana antes da data da ficha de avaliação (teste) nunca apenas no dia anterior! 

estudar11.jpg

 

Acordo ortográfico, para muitos um palavrão…

Já todos ouvimos falar sobre o novo acordo ortográfico, ainda permanecemos em fase de transição e não nos tem sido nada fácil, porque ‘pára’ não é ‘para’, mas agora temos de lhe ‘tirar pelo sentido’ e não podemos esquecer que cor-de-rosa mantém os hífens mas cor de laranja não… se nós adultos estamos com dificuldade em aceitar isto de bom grado, se os professores estão ainda em adaptação, os nossos estudantes não estão em melhor situação… as crianças que frequentam o 1ºciclo estão, sem dúvida melhor, pois não sentem o ‘antes e o depois’. Contudo, os de 3ºciclo e secundário sentem mais a necessidade de contrariarem o que já sabiam, para adquirirem novo conhecimento.

A este assunto relembro que não ocorreu apenas uma mudança de acordo ortográfico mas também uma mudança de gramática, na minha opinião, de aprendizagem mais complexa. Posso exemplificar através do estudo da Sintaxe, reconhecendo-se agora orações coordenadas e orações subordinadas, sendo que incluídas nas coordenadas estão as copulativas, adversativas e disjuntivas…   Inquietante?

Por estas razões, para quem apoia em casa os estudantes, no estudo diário, deve incentiva-los nesse estudo, é imprescindível para a disciplina de Português e transversal a todas as outras…

HPIM1654.JPG

 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Blogs Portugal