Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

18
Mai 18

Este documento pertence a uma base jornalística e tem como objetivo expor um ponto de vista ou um conjunto de ideias pessoais/grupo sobre um determinado assunto.

  1. título  - que expõe o tema a tratar;

 

  1. Introdução – um paragrafo que explica de forma geral o assunto que se irá discutir;

  

  1. Desenvolvimento – argumentação e explicação da opinião sobre o assunto, procurando-se sempre bases sólidas e credíveis para o leitor;

 

  1. Conclusão – um fechar das ideias discutidas.

arti opiniao.png

 

publicado por Maribel Maia às 09:58

17
Mai 18

A Dissertação é um domento muito solicitado na concretização de Mestrados e Doutoramentos, quantos de vocês leitores, já o concretizaram?!

Escrever este documento supõe realizar-se uma investigação teórica e metodológica sobre o tema que se pretende abordar, incluindo-se um trabalho de campo/empírico, no qual se utilizará a metodologia mais adequada à investigação proposta.

Em paralelo devem ser utilizadas algumas reflexões e referências a estudos já realizados por outros autores e investigadores e que possam servir de apoio, no decorrer do estudo do tema proposto.

 Após todo este trabalho, o autor deve compilá-lo de forma organizada, rigorosa e coerente, num documento escrito que deve seguir as seguintes normas:

       1.Título/ subtítulo – deve conter os conceitos de que tratará o documento de forma explicita;

 

  1. Autor – deve ser indicado o seu nome no início;

 

  1. Resumo – numa página deve ser escrito um resumo sucinto de todo o documento. Deve apresentar a sua tradução em Inglês e Francês;

 

  1. Palavras-chave – conceitos que orientam o tema a ser relatado;

 

  1. Conteúdo - deve conter a Introdução, o desenvolvimento e a conclusão, organizando-se por vários capítulos orientadores, apresentando-se reflexões teóricas, metodologias e trabalho todo o trabalho empírico, a conclusão deve defender a importância deste trabalho e os resultados obtidos;

 

  1. Referências - Trata-se da lista dos livros, artigos e outros elementos de autores utilizados e referenciados ao longo do artigo. A lista deve ser organizada pela ordem alfabética, podem ser seguidas as normas da APA como orientação.

 

  1. Anexos – todos os necessários/apoio à análise deste documento, embora não fundamentais.

trabalho_tese.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:49

16
Mai 18

Este documento pretende dar a conhecer um estudo científico desenvolvido pelo seu(s) autor(es). Deve ser sucinto e claro. Deve ter-se em conta que, a ciência possui uma terminologia técnica própria e vocabulário específico que deve ser atendido. Para a concretização de um artigo científico deve seguir-se as seguintes regras.

 

     1.Título – deve conter os conceitos de que tratará o documento.

 

  1. Autor – deve ser indicado o seu nome no início, se for mais que um autor, devem ser referenciados por ordem alfabética.

 

  1. Resumo e Abstract – em menos de uma página deve ser escrito um texto sucinto expondo o objetivo, a metodologia e os resultados alcançados. Deve apresentar a sua tradução em Inglês.

 

  1. Palavras-chave – conceitos que orientam o tema a ser relatado, até seis conceitos.

 

  1. Conteúdo - o autor deve fazer uma exposição e uma discussão à cerca das teorias que foram utilizadas de forma a esclarecer o problema encontrado, apresentando-as e relacionando-as com a dúvida investigada. Devem ser explicadas as metodologias de investigação utilizadas e finalmente os resultados obtidos.

 

  1. Referências - Trata-se da lista dos livros, artigos e outros elementos de autores utilizados e referenciados ao longo do artigo. A lista deve ser organizada pela ordem alfabética, podem ser seguidas as normas da APA como orientação.

 

art cienti_3.png

 

publicado por Maribel Maia às 11:09

15
Mai 18

Para a maioria dos trabalhos escolares solicitados, tradicionalmente, estes devem ser apresentados segundo os seguintes passos:

                                    

  1. Introdução: situa o tema que irá ser desenvolvido, deixando claro quais os objetivos que se seguem. Não deve ultrapassar uma página escrita;
  1. Desenvolvimento: aqui todo o ‘trabalho’ se desenrola, começando-se por explicar os conceitos, fundamentar as ideias, dividindo o grande tema em pequenos temas que se interligam de uma forma lógica, adiciona-se gráficos, imagens ou esquemas que fundamentem tal escrita. Finaliza-se com uma ou várias opiniões críticas ao assunto analisado, com opinião pessoal ou de outros autores;
  1. Conclusão: um pequeno resumo do que se aprendeu com este trabalho, enuncia novas questões que poderiam levar a outros estudos e explica porque este tema contribui para a disciplina em causa. Não ultrapassar uma página escrita;
  1. Bibliografia: para o “trabalho” foram consultados livros e sites na internet, na bibliografia devem ser todos mencionados por ordem alfabética.

trab escolar.png

 

publicado por Maribel Maia às 10:30

14
Mai 18

Ao longo da vida académica, serão solicitados, aos estudantes, vários documentos escritos que serão utilizados como métodos avaliativos. Se nos primeiros anos escolares são pedidos apenas pequenos trabalhos individuais ou em grupo, no ensino universitário outros documentos serão exigidos, como por exemplo, dissertações… assim sendo, de forma muito resumida enumerarei vários desses documentos, revelarei as suas principais características e distinções.

Assim, ao longo desta semana, o leitor poderá encontrar um texto diário sobre os seguintes documentos escritos: Artigo de Opinião, Dissertação/Tese, Artigo Científico, Trabalho Escolar.

Não deixem de visitar, comentar e acompanhar…Até amanhã!

escrever.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 11:18

10
Mai 18

Para rirmos um pouco… e porque a vida de educadores e estudantes precisa de muitos momentos de humor… cá ficam os grandes mandamentos do estudante….

 

  1. “O estudante sabe sempre a matéria; se não responde é para não inferiorizar o professor.
  2. O estudante será sempre um exemplo; para a sociedade.
  3. O estudante nunca se deixa dormir; o despertador é que não toca.
  4. O estudante nunca é posto fora da aula; é que a sua presença é necessária noutro local.
  5. O estudante nunca diz mal de um professor; faz uma crítica construtiva salientando os seus defeitos.
  6. O estudante nunca copia; recolhe dados.
  7. O estudante nunca reprova; renova a sua experiência.
  8. O estudante nunca conspira contra os professores; estes é que têm espírito de conspiração.
  9. O estudante nunca falsifica uma assinatura do encarregado de educação; apenas economiza a sua tinta.
  10. O estudante nunca bebe; saboreia.
  11. O estudante nunca fuma; estuda os efeitos nocivos do tabaco.
  12. O estudante nunca falta; não comparece por motivos de força maior.
  13. O estudante nunca chega atrasado à aula; perde o transporte.
  14. O estudante nunca apalpa as colegas; estuda as suas anatomias.
  15. O estudante nunca estraga o material escolar; testa sua resistência.”

ga810108.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:54

07
Mai 18

As dúvidas de muitas crianças e jovens na escola, passa por perceberem se são realmente inteligentes para responderem aos desafios que as várias disciplinas impõem.

A inteligência deve ser constantemente estimulada e desenvolvida, assim se melhoram capacidades e resultados, limitando, cada vez mais, esses medos diários de quem estuda e utiliza a inteligência como ferramenta imprescindível!

Por esta razão, aqui ficam umas pequenas dicas para melhorar a memória do estudante:

  1. Mantém um vida saudável, com uma boa alimentação, bom descanso e pratica desporto;
  2. Lê muito, tudo o que te agrade e desperte curiosidade, sejam livros, revistas ou jornais para aumentares o teu vocabulário;
  3. Conversa, dialoga e debate bastante, para dominares melhor as tuas capacidades linguísticas;
  4. Procura momentos de cultura, em viagens, exposições, museus, visitas de estudo, para aumentares os teus conhecimentos gerais;
  5. Participa em atividades extra curriculares como arte, desporto, música… que te motive e aumente as tuas capacidades;
  6. Faz amigos para aprenderes a partilhar ideias e a aceitar ideias e gostos diferentes;
  7. Mantém sempre um espírito positivo, mesmo em momentos que não correm bem, continua com o otimismo de que tudo vai melhorar;
  8. Sê persistente nos teus sonhos e objetivos, porque nada se alcança rapidamente e sem esforço;
  9. Estuda diariamente, para manteres e memorizares a matéria de forma mais fácil e organizada;
  10. Pensa sempre pela tua cabeça, formula as tuas próprias reflexões e pontos de vista, construindo sempre a tua própria opinião e fundamentando-a.

 

E bom trabalho!!!

Inteligencia.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 11:29

04
Mai 18

Volta e meia, por cá, deixo um Post diferente…hoje é mais um desses, venho responder a mais um desafio proposto pelo Chá das Cinco (blogue da nossa Diana), para um Sunshine Blogger Award!  

Aproveito para explicar que esta blogue Chá das Cinco, muito bem escrito pela Educadora Social - Diana, traz o Mundo visto pela sua opinião crítica e criativa… é um blogue pessoal que, embora novo, está a crescer, e espero, assim continue!

Agradeço a este Blogue pela nomeação e espero contribuir para esta dinâmica de interajuda blogosférica…

Cá ficam as minhas respostas:

  1. Porque criaste um blog?

 Após vários anos de experiência profissional na área da educação (crianças, jovens e adultos) senti que poderia dar um testemunho e espelhar uma experiência que ajudasse outros educadores/as (sejam profissionais ou encarregados de educação)… nesta linha de pensamento, este Blogue poderia ser uma forma fácil e facilitada para deixar a minha experiência e refletir sobre as minhas aprendizagens contínuas…. No fundo… queria apenas ajudar…

 

     2.Porque lhe deste esse nome?

Educar(Com)Vida tem um duplo sentido, primeiro é um ConVite a conversar e refletir sobre este vasto mundo chamado Educação… em segundo, mas não menos importante, Educar é Vida... é experiências.... é reflexão.... e é com esta Vida que quero que este Blogue exista…

 

  1. Onde queres chegar com o teu blog?

Como referi na primeira pergunta o objetivo é ajudar…dar dicas e orientações, refletir e conversar sobre educação com outras pessoas… partilhar a minha experiência e melhorar a minha prática educativa…

 

  1. Qual foi a melhor coisa que te aconteceu relacionada com o blog?

Sem dúvida esta partilha com o mundo virtual, com outros bloggers, a leitura mais ativa de blogs e estas simpatias que se criam entre esta comunidade Sapo!

 

  1. Preferes ficar sem telemóvel ou sem computador?

Hoje em dia ou telemóveis são, praticamente, pequenos computadores por isso o telemóvel faz-me muita falta no dia a dia…embora o computador seja, para mim, ferramenta de trabalho essencial…

 

  1. Qual é música da tua vida? Porquê?

Ui…. Essa é difícil, tenho algumas músicas que associo a momentos importantes…várias… posso referir várias músicas de Sting, por exemplo….

 

  1. Qual é o teu maior sonho?

Adoro viajar, conhecer, descobrir, aprender… e tenho sempre uma próxima viagem em mente como próximo sonho…

 

   8. Onde gostavas de estar neste momento?

Esta foi a resposta que ficou para o final…não me consigo ver noutro lugar que não aqui…e agora que o sol e a primavera começam a chegar, melhor ainda….

 

  1. O que te deixa mesmo feliz?

Ensinar… crianças, jovens, adultos… aprendo tanto enquanto ensino…. Que já nem me vejo a fazer outra coisa….

 

  1. Qual é o teu maior objetivo de vida?

Ficar na memória de quem cresce, como alguém que ajudou…compreendeu….incentivou… e fez sorrir…..

 

  1. Se tivesses que escolher um personagem Disney, qual serias? Porque?

Talvez o Mamute do filme  Idade do Gelo, sempre a tentar apaziguar birras… ahahahaha

 

 Regras do Sunshine Blogger Award:

Em que consiste este prémio? 

 

  • Agradecer à Blogger que te nomeou.
  • Responder às 11 perguntas que te foram dadas.
  • Nomear 11 bloggers e fazer-lhes 11 perguntas.
  • Colocar as regras e incluir o logótipo do prémio nopost. 

 

 Mais uma vez agradeço a nomeação e as perguntas que, muito me fizerem pensar e sorrir!

20984356_tRYDH.jpeg

Agora é a minha vez de colocar as questões, não posse deixar de as direcionar para o tema deste Blogue: Educação…. vamos lá:

 

  1. De onde veio esse gosto pela escrita?
  2. Porque decidiste partilhar essa escrita nesta Blogosfera?
  3. O que tens aprendido com o teu Blogue?
  4. Que profissão querias ter quando eras criança?
  5. O que a vida melhor te ensinou?
  6. Gostas mais de línguas ou matemática?
  7. Qual foi o/a professor/a que mais te marcou?
  8. Que formação ainda anseias tirar?
  9. Qual é o teu maior sonho?
  10. Quem foi a pessoas que mais te ensinou?
  11. Que jogos fazias em criança que, ainda hoje, conseguirias ensinar?

 

Pronto… agora é a minha vez de nomear…. e são tantos… peço desculpa se estou a repetir nomeações:

 http://apipocamafalda.blogs.sapo.pt

http://soulfeeder.eu/

http://querosermulher.blogs.sapo.pt

http://amarporinteiro.blogs.sapo.pt

http://pequenaseternidades.blogs.sapo.pt

http://seisemeiamor.blogs.sapo.pt

http://sopadeletras.blogs.sapo.pt

http://ninitahouse.blogs.sapo.pt

http://pensamentosdocoracao.blogs.sapo.pt

http://blueplanet.blogs.sapo.pt

http://ivonecordeiro.blogspot.com/

 

publicado por Maribel Maia às 10:00

02
Mai 18

Como já aqui referi, os métodos de estudo são vários e nem sempre eficazes para todos os estudantes do mesmo modo. Se alguns estudantes preferem realizar resumos, outros há que, percebem melhor a matéria realizando vários exercícios.

Se o segundo caminho for o melhor, aqui ficam algumas sugestões para realizar um estudo com base em exercícios:

  • Começar sempre pelos exercícios mais fáceis, procurando realiza-los corretamente, o mais rapidamente possível;
  • Realizar os mesmos exercícios concretizados em sala de aula que pareceram difíceis e que criaram algumas dúvidas;
  • Recorrer a outros exercícios retirados de livros de fichas ou da internet;
  • Realizar o máximo de exercícios apresentados no Manual Escolar;
  • Para cada matéria nova devem ser realizados, em média, uma hora de exercícios, desde os mais simples aos mais complexos;

 

Cada exercícios deve ser corrigido, no final, para tal deve recorrer às soluções, ao Explicador/a, ou ao professor da disciplina, tendo certeza de que, não se está a cometer erros de execução.

images (8).jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 10:54

30
Abr 18

Quando pensamos em ditados escolares, reportámo-nos há anos atrás, no nosso tempo de escola, quando a professora decidia ditar-nos um texto e tínhamos de o escrever em um único erro, com uma letrinha cuidada e sem pularmos das linhas imaculadas. Ao escrever sobre o assunto, algumas questões podem surgir aos leitores:

  • Mas afinal, hoje ainda se fazem ditados nas escolas?

Já no primeiro ano se iniciam os primeiro ditados, para auxiliar a memorização da correta escrita das palavras, algumas trabalhos de casa são para que os pais, em casa, realizem o ditado para o seu estudante e o corrija com ele. Como nos refere a investigadora Otília Costa e Sousa, « o ditado é uma das tarefas que permitem observar as zonas de dificuldades dos alunos, no que ao registo diz respeito. Ao observar as hesitações, as dúvidas e os erros, aluno e professor podem ter uma visão mais próxima do que está a ocorrer no processo de aprendizagem e quais as áreas da língua e/ou da escrita que causam mais problemas.» (2014)

  • Os ditados não são apenas estratégias de aprendizagem realizadas no 1º ciclo?

Os ditados são comuns em contexto sala de aula, no 1º ciclo, contudo, existem estudantes com características especificas e que podem necessitar que se continue a desenvolver estratégias de aprendizagens na escrita e na compreensão dos fonemas, nesse sentido, pode ser utilizado o ditado, como estratégia continuada, por exemplo em estudantes com dislexia ou disgrafia…

  • Os ditados são um bom método de estudo?

Para a autora  o ditado «é transformar um texto ouvido num registo gráfico, o que implica conhecimentos linguísticos, ortográficos, caligráficos e de convenções de escrita» (Otília Costa e Sousa: 2014). No 1º ciclo, os ditados são realizados pelos professores como «uma prática corrente e que os tipos de ditado variavam bastante: o ditado tradicional, o ditado a pares, o autoditado, o ditado no quadro, o ditado escrito a pares.» (ibidem).

 

Que experiência têm, os leitores, sobre este tema?

 

ditado.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 11:02

Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
subscrever feeds
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram
blogs SAPO