Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Educar (Com)Vida

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Com um olhar pluridimensional, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida...este é um convite para conversar sobre educação.

Dezembro:

tanto ansiado pelos estudantes!

Ainda agora estamos a iniciar o mês do Natal e os mais novos já sabem que presentes querem e o que irão fazer nas férias.

Mas ainda não é tempo de descansar, muitas avaliações prolongam-se até à última semana de aulas e os resultados de final de Período dependem delas.

Assim sendo, as férias devem ser de descanso, no entanto, os que optaram por descansar em tempo de aulas agora devem ‘correr atrás do prejuízo’ e aproveitarem estas férias para estudar!

Agora, para os que se dedicaram aos estudo neste últimos meses, o descanso é bem merecido!

dezembro.jpg

 

 

Aulas Presenciais e Online….

Um ano letivo repleto de incertezas!

Hoje, com este Post pretendo debater com o/a leitor/a o ponto de situação das escolas e do ensino, em Portugal, ainda em tempos de pandemia.

Pelo que vou experienciando, o ano letivo iniciou repleto de incertezas e assim continua… volta e meia um aluno está em quarentena, um professor está em quarentena… de tal forma que, muitas vezes, as turmas chegam a estar reduzidas a metade!

Algumas escolas promovem o acesso às aulas online, aos alunos que estão em isolamento, por terem uma situação de saúde específica e também aos que estão em quarentena… outras escolas apresentam imensas dificuldades em uma ou ambas as situações!

Os planos de Emergência do Governo adapta-se a cada quinze dias, com alterações diretas nas atividades letivas, logo, alunos e professores ajustam-se constantemente.

Muitos e muitos alunos entram em quarentena por duas semanas, desajustam-se das rotinas e desorganizam as suas avaliações…

Ao fazer o ponto de situação de tudo isto, só revejo incertezas, dúvidas e inseguranças! Os estudantes estão a procurar adaptar-se a esta nova realidade, com aulas presenciais, sempre na dúvida se terão de voltar a casa, uns dias, uns meses… e, com tudo isto desejam alguma paciência, facilidade e apoio dos professores. Mas, os professores sentem o quanto tudo isto está a fragilizar as aprendizagens e procuram incentivar e aprofundar o ensino das matérias.

Resumindo, denoto que os estudantes estão com grande dificuldade em se adaptarem e em organizarem o seu estudo e empenho. Enquanto que, as famílias desesperam porque sentem os seus estudantes desorientados e desmotivados!!!

E vocês, leitores/as? Partilham da minha opinião? Acrescentam?  

quadro negro.jpg

 

Quais os anos letivos que trazem mais dificuldades!

Este Post, não tem nada de científico, baseia-se apenas nas experiências partilhadas e nas conversas, entre mim e os estudantes dos vários anos escolares.

Os anos em que se notam algumas dificuldades acrescidas são os que irei referir, junto com as explicações para tal, segunda a minha opinião empírica:

1º ano: muitas vezes é mais difícil para os pais do que para as crianças…. a necessidade de desenvolver hábitos de estudo e o gosto pela aprendizagem é o maior desafio…

5º ano: as crianças terão de mudar de escola, recebem apoio de vários professores e têm menos laços afetivos do que com o professor do 1º ciclo. Tudo é novidade e as disciplinas mais que duplicam, o difícil é a organização…

7º ano: se até aqui, não era necessário estudar muito, agora quem não tem um método mais definido e um hábito de estudo mais diário começa a baixar nas avaliações e a sentir mais dificuldades… as disciplinas voltam a aumentar…

9º ano: é o primeiro confronto com os exames nacionais e a maior dificuldade é escolher o caminho para o secundário… deixa numa ansiedade estudantes e pais.

11º ano: a exigência é bastante elevada, no que diz respeito a organização de tempos de estudo para testes, trabalhos e exames nacionais… o cálculo da média é uma exigência para quem pretende o ensino superior e cada décima conta….

 

Qual é a nossa experiência…pessoal ou com os filhos!? Concordam??? Lembram-se de outras dificuldades????

futuro.jpg

 

A forma mais divertida de estudar algumas disciplinas:

Quando pensamos em aprender recordamos sempre os bancos de escola, os livros e os professores… mas aprender é muito mais do que isso… pode ser divertido e pode acontecer nos mais variados contextos!

Aprender:

Línguas estrangeiras: viajar para uma cidade/país com essa língua estrangeira e procurar comunicar o mais possível , entender o mais possível….

História e Geografia: Visitar os museus do nosso país, visitar os museus de outros países, viajar dentro e fora de Portugal…

Ciências Naturais: O contacto com o natureza em praia, floresta, ver habitats e reconhecer os nomes e características… Visitar os Zoos, os Aquários…

Língua Portuguesa: Ir ao teatro, sejam para ver peças contemporâneas, sejam clássicos… sejam dramas ou comédias…

Físico-química: quem não gosta de uma boa experiência, ou de realizar pequenas construções, para além disso, existem Planetários e Centros de Ciências com tudo isto e muito mais…

Matemática: são tantos os jogos que nos ajudam a melhorar o nosso raciocínio e a desenvolver uma boa competitividade cognitiva e lógica…

Estudar música não é apenas saber tocar um instrumento, é ir a consertos e vivenciar de perto esta arte… Estudar desporto pode ser praticar uma paixão e um gosto pessoal…

aprender divertido.jpg

 

Dia Internacional do Pijama

20 de novembro

Para as crianças é apenas um dia muito divertido, porque existe a possibilidade de irem vestidas de pijama para a escola, é um conforto e uma alegria!

Contudo, este dia 20 de novembro, é bem mais do que o dia de vestir um pijama, é o dia de relembrar que nem todas as crianças vivem com todos os seus direitos assegurados… que, a muitas são-lhes retirados os valores e direitos mais básicos… que as Nações precisam de se lembrar, urgentemente, que muito há por fazer por estas crianças… e que vestir um pijama é momento de recordação, indignação e protesto!

Vamos lembrar isto às crianças… só depois elas devem decidir se querem, ou não, vestir o pijama! 

direitos crianças.jpg

 

Estudar em grupo funciona?

Alguns estudantes utilizam o estudo em grupo como método usual na preparação para fichas de avaliação e, principalmente, na preparação para exames, onde as matérias exigem muitos conhecimentos e muita concentração.

Este método poderá funcionar se associarmos o estudo a momentos de partilha de dúvidas e de conhecimento, onde a ajuda é recíproca e o incentivo está presente. Olha-se assim para o estudo como algo partilhado entre um pequeno grupo de estudantes, com os mesmos objetivos e interesses.

No entanto, nem todos os estudantes conseguem tirar o melhor partido do estudo em grupo, podem surgir distrações, conflitos de ideias e personalidades, que nem sempre ajudarão a melhorar as avaliações. Cada estudante deverá reconhecer as suas capacidades e métodos, na hora de escolher um estudo individual ou coletivo.

Mesmo para quem opta por estudar em pequenos grupo, a estudo individualizado deve também estar presente em vários momentos, para que o estudante se sinta seguro dos seus conhecimentos e tenha autonomia para reconhecer as suas dificuldades e dúvidas.

Para além de tudo isto, é de relembrar que o estudo coletivo exige capacidades que ainda não estão completamente desenvolvidas em crianças, por isso, os estudantes mais novos não irão usufruir muito deste método, será mais produtivo em jovens e adultos.

trabalhos grupo (3).jpg

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vencedor:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D