Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

28
Abr 16

Os ditos ‘trabalhos’ que os estudantes necessitam de realizar em muitas disciplinas, durante o seu percurso escolar, resume-se  a uma compilação bem estruturada e fundamentada de informação, sobre um determinado tema relativo à matéria dada em determinada disciplina.

A este processo atribui-se o nome ‘trabalho’ pelo empenho que supõe incutir no estudante, contudo, com vista a minimizar este empenho, muitos sãos os estudantes, que procuram na internet uma forma rápida de concretizar este processo, com simples ‘copy – paste’ de um, ou mais sítios da internet, sem refletir sobre a veracidade da informação e sem reconstruir tal informação, nas suas próprias palavras.

Embora todos saibam, há que lembrar que estes ‘Trabalhos’ são processo de avaliação e que construídos por este prisma em nada contribuirão para uma boa nota.

 

Alguns  passos imprescindíveis para um bom Trabalho Escolar:

 

  • A recolha de informação deve ser concretizada através de livros que expõem a matéria em questão, a procura desta na internet deve ser apenas mais uma forma de aprofundar o tema;
  • Sempre que existe uma procura de informação na internet, deve reconhecer-se se o site que se consulta atesta verdades sobre o tema;
  • Após a recolha da informação há que pensar no esquema do ‘Trabalho’, tendo em consideração: Introdução, desenvolvimento e conclusão (tema a desenvolver na próxima publicação);
  • A inclusão de imagens, tabelas ou esquemas tornam-se muito importantes, apenas, se forem utilizadas para sustentar a informação e não para embelezar a apresentação;
  • Toda a escrita deve ser concretizada pelas palavras do próprio estudante, que lê e interpreta a informação pesquisada.
  • Sempre que necessitar de copiar frases de algum autor deve colocar « » aspas e referir o nome e livro do autor;
  • Nos dias de hoje estes trabalhos são já realizados a computador, não devendo afastar-se muito, por exemplo, das Normas da APA. Como orientação comum: (letra: Arial 12, espaçamento 1,5 entre linhas; margens de 2cm, texto justificado);
  • Antes de dar por finalizado, solicitar ao educador que leia, prevenindo erros ortográficos que de modo algum devem estar presentes.

    dicas-escolares-3.jpg

     

publicado por Maribel Maia às 13:46

4 comentários:
Um excelente post!

A minha filha este ano anda a fazer imensos trabalhos para várias disciplinas. O que tem agora para fazer é de história.
Curiosamente, os trabalhos pedidos pelo professor de educação física e ética e cidadania tiveram que ser feitos à moda antiga, em papel, e manuscritos!

O professor de história e português alterna entre o word e o powerpoint.
marta-omeucanto a 28 de Abril de 2016 às 14:20

Este 3º Período é repleto de trabalhos escolares, principalmente, a partir do 2º ciclo. O importante é que o estudante desenvolva conhecimentos, efetivos, com a pesquisa e compilação da informação. Se assim for, aprenderá muito mais desta forma do que com fichas de avaliações tradicionais!
Mais uma vez, Marta, muito obrigada pela partilha!
Maribel Maia a 28 de Abril de 2016 às 14:48

Muito útil e bem exposto.
Continuo a preferir o papel, mas sem fundamentalismos.
RAA a 28 de Abril de 2016 às 15:15

Em papel ou formato digital deve ser sempre de acordo com as orientações dos professores. Contudo, um estudante que não tenha computador não pode olhar essa situação como um entrave à produção do trabalho, até porque, com originalidade muito se pode realizar, para além das apresentações em suporte informático!
Obrigada pelo comentário!
Maribel Maia a 28 de Abril de 2016 às 18:13

Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

17
19
20
22
23

24
25
27
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO