Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

10
Nov 16

Muitas vezes, mais importantes do que os resumos e também, mais difíceis de produzir, são os Esquemas. A competência de elaborar um bom esquema demonstra grande capacidade organizativa, criativa e de síntese e estes são ótimos apoios, no momento de preparação para a avaliação, pois ajudam a organizar e sintetizar a matéria. O esquema pode também auxiliar um plano de estudo futuro.

 

Vantagens dos esquemas:

  • Podem receber reformulações e acrescentos constantemente;
  • Apresentam as ideias centrais a reter;
  • Definem as ideias principais e as ideias secundárias;
  • Recordam facilmente a matéria;
  • Economizam palavras;
  • São ótima base para um bom resumo;
  • Incluídos em ‘Trabalhos escritos’ organizam de forma sintética a informação exposta.

esquema1.gif

 

publicado por Maribel Maia às 14:20

07
Nov 16

A minha proposta para se estudar melhor algumas disciplinas, como por exemplo a História o as Ciências da Natureza, é começar por realizar um bom resumo sobre a matéria a estudar. A construção de resumos facilita na compreensão e assimilação de novas aprendizagens, permite o treino na escrita e na capacidade de síntese e exercita a capacidade de explicação com mais rigor e utilizando os conceitos associados ao tema em estudo.

 

 OS RESUMOS AJUDAM QUANDO:

Utilizas as tuas próprias palavras;

Estás bastante concentrado na sua concretização;

És fiel às ideias expostas;

Entendeste toda a matéria a resumir;

Organizas os resumos com cores, tópicos e palavras-chave;

Voltas a reler várias vezes até apreenderes toda a matéria;

Fazes uma seleção de temas principais e secundários;

Respeitas a ordem cronológica dos acontecimentos;

Defines conceitos e palavras-chave.

 

OS RESUMOS NÃO AJUDAM QUANDO:

Transcreves na integra o que está no livro;

      Estás distraído na sua concretização;

      Contradizes o que leste;

      Não entendeste parte da matéria a resumir;

      Constróis um resumo desorganizado e pouco legível;

      Não voltas mais a reler;

      Não fazes distinção de temas ou ideias;

      Não ordenas situações ou acontecimentos;

      Não sintetizas os conceitos presentes na matéria.

 

 

  

 

publicado por Maribel Maia às 15:00

07
Jul 16

O meu gosto pela leitura sempre se revelou mais durante as férias de verão, o tempo livre levava-me a pegar num livro, como quem não sabia bem se o queria ler, e depois de começar, passava horas a ler, com o desejo de chegar ao fim da aventura.

Aos pais cabe-lhes um papel incentivador, apoiando a leitura, sendo um exemplo, enquanto leitor e, acima de tudo ajudar na escolha dos livros, que podem ser comprados ou emprestados pela Biblioteca mais próxima.

Aqueles que estão em dúvida sobre que livros escolher, podem ler um Post anterior, onde realizo algumas propostas: http://educarcomvida.blogs.sapo.pt/livros-para-jovens-quais-4536.

 

10646669_1104454082915710_8802326417108154608_n.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:07

16
Mai 16

Nos primeiros anos de escola as crianças adoram ouvir contar histórias, principalmente se essas histórias trouxerem a fantasia e a animação. Nesta idade em que a criatividade e a imaginação não tem limites, vale a pena incutir, através de belas histórias os valores morais corretos, para se viver feliz na sociedade atual. Ouvir histórias desperta também o interesse pela leitura e pela escrita, que deve ser incentivada desde os primeiros anos de escola!

Estas histórias podem ser contadas todas as noites, antes de adormecer, aos fins de semana, para relaxar, em momentos de lazer, porque faz parte do brincar…

Para além do ouvir, muitas crianças gostam de apreciar as imagens dos livros, brincar com os livros Pop Up (que apresentam imagens com efeitos tridimensionais). Outra forma bastante criativa e motivadora são os Contadores de Histórias que utilizam bonecos e muita interação com as crianças, o que desperta ainda mais a atenção e o entusiasmo… estes profissionais podem ser encontrados em sessões realizadas em bibliotecas, livrarias, ou festas dedicadas aos mais novos, com o conceito de ‘Hora do Conto’ e, muitas vezes, de forma gratuita. 

Aos Pais: quem sabe não descobrem essa vocação de contadores de histórias, adormecida???!!!

DSC05752.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 11:10

26
Nov 15

Hoje publico mais um desafio, já fui nomeada a algum tempo, mas este tema continua bastante contemporâneo: a literatura. O desafio vem por parte do Blogue O Melhor Blog do Mundo, a quem agradeço a nomeação. O desafio é responder a questões sobre as minhas leituras... espero que gostem, pois de certa forma, acho que através deste meu prazer pela leitura, apresento muito do que sou!

 

Estou a ler: “Terra Amarga” de Joyce Carol Oates…

 

O meu livro favorito quando era pequena: em pequena eram vários os meus livros favoritos, comecei pelas leituras de BD do Tio Patinhas de seguida passei pela coleção “Uma Aventura…”  e segui caminho pela saga Harry Potter.

 

Estou ansiosa por ler: “Dentro do Segredo , Uma Viagem na Coreia do Norte” do escritor José Luís Peixoto… despertada pela curiosidade de conhecer uma cultura tão diferente e de refletir sobre os direitos da humanidade, num mundo atual.

 

Um livro que mudou a minha vida: “O Estranho Caso do Cão Morto” de Mark Haddon conta a história de uma criança com autismo e apresenta o mundo visto pelos olhos de alguém diferente, o que faz toda a diferença…

 

O meu livro favorito para dar como presente: de entre vários sublinho “O Alquimista” de Paulo Coelho que nos relembra que ‘se queres muito uma coisa, o universo conspira para que a tenhas’… este livro lembra a importância de seguir os nossos sonhos! 

 

O que está na minha mesa: de cabeceira? Três livros e o despertador…

 

Organizo a minha estante de acordo com: por livros técnicos e/ou por autor.

 

A minha livraria preferida: aquela que tenha um pequeno sofá, para eu me sentar por longos minutos a ler livros novos….

 

Adoro ler porque: Porque aprendi tanto… aprendo tanto! Porque me é permitido sair da minha realidade e entrar em mundos desconhecidos que me fascinam, que me inquietam e fazem refletir.

 

Um livro do qual nunca me vou separar: Posso separar-me dos livros, mas as histórias essas, das boas memória já não se separam… Contudo, os livros “O Principezinho” de Saint Exupéry e “O Regresso do Jovem Príncipe” de Roemmers são inseparáveis nos seus ensinamentos: ‘Se algum dia formos julgados a pergunta será o quanto amaste?…’ (Regresso do Jovem Príncipe).

 

 Se pudesses entrar num livro, que livro escolherias? Serias a personagem principal?

Escolheria o livro “Ensaio sobre a Lucidez” de Saramago, sendo apenas uma personagem secundária, mas que me fosse permitido vivenciar uma consciência política superior, em toda a sociedade!

 

 

Agradeço a leitura do Post e os comentários… às escolhas… aos livros…

P.S.: Como estamos próximos do Natal, se quiserem presentear mentes despertas, ofereçam livros!

 

Os nomeados a seguirem, também, este desafio são:

 

Alfurjas da alma 

 

Pequenos Encantos

 

Catarina Duarte

 

Pedro Carvalho 

 

l de livros.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 14:20

07
Jan 15

Já aqui referi a importância da leitura para o desenvolvimento da Língua e da escrita, mas também para estimular a imaginação, a aprendizagem, o espírito crítico e criativo, etc, etc… são tantos os benefícios da leitura para crianças, jovens e adultos.

Apresento assim algumas frases que os pais não querem dizer…e de possível solução:

 

‘Comprei o livro e não o leu!’

  • Para não estarem constantemente a gastar dinheiro em livros que depois poderão não ser lidos, façam-se sócios da biblioteca mais próxima. É de acesso gratuito, podem trazer mais do que um livro e, desenvolvem nos estudantes o sentido de responsabilidade pelo cuidado com o livro, a data de entrega e o contato com esta instituição pública;

 

‘Não sei de que livros ele gosta?’

  • A partir do momento que existe um ou mais livros que ele tenha gostado deve-se procurar o mesmo género literário: aventura, policiais; fantástico; banda desenhada; etc. Na publicação seguinte escreverei sobre sugestões de livros.

 

‘Não o consigo obrigar a ler!’

  • É certo que nenhuma motivação de leitura vem pela obrigação, proponha que ele peça um livro emprestado por sugestão de um amigo… se o amigo gostou do que leu ele vai ficar curioso.

 

‘Só gosta de banda desenhada!’

  • O importante é ler e a banda desenhada não é considerada uma leitura menor, será certamente um caminho de leitura igual a tantos outros.

 

‘Temos tantos livros em casa e não lê nenhum!’

  • Nem sempre os livros que estão em casa despertam o interesse, podem não se enquadrarem nos gostos de leitura do estudante. Outras vezes estão devidamente arrumados em estantes ou armários e ninguém em casa se lembra deles.

 

‘Prefere jogar computador do que ler!’

  • Existe tempo para tudo… tema a ser refletido posteriormente, o tempo em jogos de consolas deve ser limitado ponderadamente, para que não haja lugar para estas escolhas.

 

‘Ele não gosta de ler!’

  • É necessário mostrar o nosso próprio gosto e motivação pela leitura..os estudantes, muitas vezes, seguem exemplos, e se em casa não existem exemplos de leitura será mais difícil incutir e aconselhar neste sentido.
publicado por Maribel Maia às 17:16

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
17
18

19
21
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
subscrever feeds
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO