Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

27
Jun 17

Diálogo entre mim e um/a estudante de 2º ciclo:


Eu: _ Nesse exercício pede para descreveres o animal que mais gostas. Qual é?
Estudante: _ Da minha cadela!
Eu: _ E como é que ela é?
Estudante: _ É espetacular… é castanha e branca… brinca muito e é muito esperta... mesmo….»

 

Quantas vezes nos trabalhos escolares é pedido às crianças que escrevam/descrevam o seu animal de estimação, ou o animal de que mais gostam. Pelo que converso com os estudantes sobre esse assunto: os que têm um, ou mais, animais em casa adoram-no(s), são sempre a sua espécie preferida e se pudessem teriam mais… aqueles que não têm, afirmam que a ideia os interessa bastante e referem já ter pedido aos pais, por várias vezes para terem um, tenha asas ou focinho, ou escamas…
A maioria dos pais já teve um animal de quem tratou e, portanto, assusta-se com os trabalhos inerentes aos cuidados e tratos que qualquer animal necessita, logo sempre que um estudante pede para adotar um animal a resposta é prontamente ‘Não… não temos espaço, nem tempo para ele…’ mas note que, ter uma animal de estimação em casa traz benefícios para as crianças, jovens e adultos… No próximo Post escreverei sobre alguns desses benefícios!
Antes de mais, gostaria de deixar aqui um alerta de que se deve explicar às crianças que, ter um animal de estimação não é o mesmo de que ter um brinquedo, que implica enorme responsabilização e cuidados!!!

amizade-bebe-bulldog3.gif

 

publicado por Maribel Maia às 14:06

10
Abr 17

Diálogo entre mim e um/a estudante:

Eu: _ Quem te vem buscar?

Estudante: _ O meu avô!

Eu: _ Moras com os teus avós?

Estudante: _ Sim, os meus pais estão fora…»

 

Muitas vezes, neste Blog, escrevo sobre as implicações práticas da família na educação das crianças. A família é a primeira instituição educadora que faculta orientações, punições e recompensas, logo nos primeiros obstáculos da vida, e permanecem ao longo de todo o caminho. É, portanto, um núcleo de pessoas que se protegem e amparam, que ensinam valores e ideais, que fomentam grandes e sólidos patamares de felicidade.

Atualmente as famílias têm grandes desafios na educação, sãos os primeiros educadores, são permanentes exemplos, apoiam outros contextos de educação como as escolas e grupos educativos, tomam decisões primordiais pelos mais pequenos, quer seja na saúde, na cultura, na religião, na moral e na ética, orientam os seus membros com gestos, palavras, atitudes e decisões.

Quando me refiro a este conceito de família lembro que este também tem passado por processos de mudança social e cultural… neste sentido, para mim, família é conceito de amor, entre um núcleo de pessoas, que em nada se define pelo género, raça, cultura, ou etnia…

Por tudo isto, hoje, deixo aqui um bem haja a todas as famílias que tanto se esforçam para criar e orientar novas gerações, que apoiam incondicionalmente, que estão permanentemente presentes…. A Educação passa, sem dúvida, pelo vosso esforço e empenho! 

despicable-me.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 13:42

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

17
18
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO