Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

03
Abr 15

Certamente que o leitor já conversou com o(s) seu(s) educando(s) sobre o Facebook, a criação de um perfil ou os perigos que estas e outras redes sociais podem trazer. É, portanto, uma preocupação de presente e de futuro… pois de forma alguma se pode viver alheio a esta nova forma de comunicar, que tanto acedia os estudantes.

Uma primeira questão pode prender-se com a ‘idade certa’ para ter um Perfil, sobre este assunto, a primeira nota prende-se com o facto de que nos Termos Legais de Utilização, não é permitida a criação de perfis em redes públicas antes dos 13 anos, pelo que não é de todo aconselhável que o façam.

A maioria dos estudantes procura estas redes sociais para visualizar e trocar vídeos, conversar nos chat’s com os amigos, e para realizar jogos, como podemos analisar no estudo concretizado por Nélia Macedo (na imagem).

A maioria dos psicólogos aconselham também a que os pais tenham acesso às palavras-chave dos seus filhos e monitorizem o histórico de navegação, realizado pelas crianças e adolescentes, na internet. Certamente que, muito se poderá debater sobre a questão da privacidade desta situação, contudo lembro apenas que, a internet é um espaço público de fácil acesso a milhões de pessoas nem todas com boas intenções. 

Procurarei desenvolver outros assuntos relacionados com este tema em publicações seguintes.   

 

facebook.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:29

Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO