Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

14
Set 15

Neste Post irei escrever sobre o prometido, respondendo à questão: qual será a melhor forma de preparar uma criança para este desafio? 

Na minha opinião esta preparação deve iniciar-se nos anos anteriores permitindo apenas que a criança brinque… e como já aqui referi, ‘brincar é uma coisa muito séria’, é através do ‘faz de conta’… da imaginação… da criatividade…. dos legos… das bonecas… das comidas improvisadas… que o cérebro se desenvolve e se estrutura, que a criança experimenta novas competências, se confronta com novos desafios, emita situações que viu ou vivenciou e se prepara para os novos desafios escolares.

Alguns pais podem pensar na hipótese de ensinar a ler, escrever, contar antes de começar as aulas… pensando que assim será mais fácil a aquisição de conhecimento e, assim, tornar-se rum processo mais familiar… posso assumir que não concordo com tal situação pois, se a criança está na sala de aula a aprender o que já sabe torna-se desmotivada e desinteressada… é necessário uma motivação constante pelo processo de ensino/aprendizagem que, nestas idades, está já patente.

Certo é que, algumas crianças conseguem desenvolver a capacidade de leitura e escrita sem nenhum apoio direto de um adulto, antes da idade escolar, levada apenas pela curiosidade individual… nesta situação, os pais, devem conversar com o professor da criança, para esclarecer a situação e pedir orientações, se necessário!

No próximo Post escreverei sobre os primeiros dias de aulas...

aprender-a-ler.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 14:48

10
Set 15

Muitos são os pais que se preocupam aquando da entrada da criança para o 1º ano escolar, a inclusão num novo contexto escolar, o contato com novas pessoas e crianças, o estabelecer de novas rotinas e novas responsabilidades deixam algumas crianças inseguras e alguns pais receosos.

Sem dúvida que este é um processo natural e de acordo com a lei Portuguesa, todas as crianças que fazem 6 anos até ao dia 15 de setembro desse ano, devem ser inscritos para o 1º ano letivo, existem exceções na legislação para crianças diagnosticadas com necessidades educativas especiais, estas poderão adiar a matrícula para o ano seguinte justificando tal situação.

A maior dificuldade para uma criança que inicia esta nova etapa é, sem dúvida, a obrigatoriedade de estar sentada e em silêncio grande parte do tempo, exigindo de si enorme capacidade de concentração para a grande quantidade de estímulos que recebe ao longo do dia de aulas, onde cada tarefa, cada conversa e cada atitude é um desafio constante.

Então, qual será a melhor forma de preparar uma criança para este desafio? Apresento algumas propostas no próximo Post!

images (2).jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 15:04

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO