Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

13
Out 16

Alguns estudantes, alguns meses ou anos, após o início da aprendizagem escolar, da Língua Inglesa, começam a assumir uma aversão à disciplina e ao estudo desta, referem ser difícil de aprender e portanto apresentam avaliações mais baixas ou mesmo negativas.

Na minha opinião, na maioria destes casos, esta aversão reflete a perda de um fio condutor de aprendizagem, no decorrer da aprendizagem inicial já que, o estudante, não consegue acompanhar o grau de complexidade crescente que o estudo de uma Língua requer. No primeiro ano de estudo da Língua Inglesa são ensinados grandes pilares que sustentam o entendimento e funcionamento da língua, seja através da quantidade de vocabulário seja na estruturação gramatical que, se não ficar bem assimilada, não poderá apoiar outras aprendizagens futuras.

O meu conselho para colmatar tais lacunas de aprendizagem passa por um estudo acompanhado (explicador/pais) que identifique, explique e desenvolva práticas de consolidação de aprendizagens, de acordo com as dificuldades de cada estudante, devendo, este apoio, ser sempre individualizado e adaptado.  

 

images (27).jpg

 

publicado por Maribel Maia às 15:41

11 comentários:
Um dos "truques" que eu utilizava, era ver muitas séries / filmes, em inglês e sem legendas. Foi bastante difícil ao inicio, mas depois fui-me habituando.
Beijinhos
Chic'Ana a 13 de Outubro de 2016 às 15:45

Assim como traduzir músicas pode ser motivador também....
Maribel Maia a 13 de Outubro de 2016 às 16:29

Eu adoro inglês embora, a partir do momento em que iniciei o francês no 7º ano, tirasse sempre melhores notas a francês!
Por aquilo que vou vendo pela minha filha, penso que existem algumas noções básicas que vão faltando no ensino do inglês, e que são essenciais para depois perceber o restante. Reparei muitas vezes que a minha filha não sabia como elaborar um pergunta ou responder, porque não fazia ideia do que a resposta/ pergunta significavam.
Muitas vezes, limitam-se a seguir os exemplos que vêm no livro, ou fazem de uma determinada forma porque foi assim que a professora disse, mas não sabem explicar o porquê.
O meu marido tem agora inglês aplicado no curso de Ciências do Desporto. Pediu-me ajuda. No primeiro dia, veio para casa, e estivemos a tentar traduzir a letra da música que a professora tinha passado na aula.
O que o inglês tem de complicado é as expressões que nem sempre podem ser traduzidas à letra, porque o significado é outro. Quando andava no secundário, tive uma disciplina que se chamava técnicas de tradução de inglês, onde víamos essas situações.
marta-omeucanto a 13 de Outubro de 2016 às 16:48

A língua inglesa pode, sem dúvida, chegar a graus bem complexos que exigem muita dedicação. Contudo nos níveis de ensino básicos não existe tanta exigência, mas é necessário começar a compreender muito bem a matéria desde o início ou, com o passar dos anos, poderá tornar-se bem desmotivante....
Maribel Maia a 13 de Outubro de 2016 às 17:22

Eu desconfio que um dos problemas é que muitas crianças não falam bem a própria língua e, quando vão aprender outra, têm dificuldade.
Os pais não comunicam com os filhos, à hora do jantar veem tv, estão ao telemóvel, estão no pc, não lêem histórias às crianças...
Quem é bom/mau aluno a Português depois também é bom/mau aluno a uma língua estrangeira.
Marta Elle a 13 de Outubro de 2016 às 19:08

Tem razão, saber muito bem a nossa língua é o passo mais importante, não só para as línguas estrangeiras como para todas as outras disciplinas...
Maribel Maia a 14 de Outubro de 2016 às 11:30

Eu tive inglês do quinto ao nono ano e sempre tirava 4 e por vezes,5!! Era uma disciplina espectacular para mim,infelizmente,já não me lembro de como se fala em inglês,com a minha depressão nervosa crónica que já é para toda a minha vida,minhas memórias abalaram por completo,hoje,por exemplo,mal me lembro do que fiz ontem!! Boa noite e feliz sexta-feira para ti,beijinhos fofinhos!!
musiquinhas a 13 de Outubro de 2016 às 19:52

As línguas estrangeiras precisam de prática contínua para não serem esquecidas....
As melhoras, bom fim de semana.
Beijinhos

Obrigada querida,beijinhos fofinhos!!
musiquinhas a 14 de Outubro de 2016 às 11:42

Foi exatamente o que aconteceu ao meu filho, ele perdeu o entusiamo pleno inglês, porque está na sala, e quando a professora fala em inglês ele não entende nada. já iniciou umas aulas extras...
paranoias-de-mae a 14 de Outubro de 2016 às 09:40

Pois, é algo que me parece acontecer muito, quando as aulas são dadas na totalidade em inglês dificulta, muitas vezes a aprendizagem e torna-se desmotivante.
Assim torna-se importante recorrer a um apoio extra, tal como refere!
Maribel Maia a 14 de Outubro de 2016 às 11:37

Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
18
19
21
22

23
25
26
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO