Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

22
Set 16

Hoje, por cá proponho algumas horas de estudo, por semana, neste mês de setembro, de forma a preparar novas rotinas de estudo já esquecidas.

No entanto, se estiver com alguma dificuldade em definir trabalhos e tarefas a serem desenvolvidas nestas horas, poderá optar pelos seguintes exercícios, de acordo com o ano letivo:

 

  • 1º ao 4ºano: podem ser elaboradas algumas cópias, composições livres, ou pequenos cálculos matemáticos de acordo com o ano letivo anterior.
  • 5º ao 6ºano: as leituras são fundamentais, nesta idade, ao que se pode associar resumos e composições livres. Devem realizar-se também alguns problemas matemáticos.
  • 7º ao 9º ano: optar por estudar as disciplinas às quais apresenta mais dificuldades. Pode optar, também, pela realização de exames ou provas de Português ou Matemáticas, disponíveis na internet, de anos anteriores;
  • 10º ao 12º ano: de acordo com as dificuldades de cada estudante deve optar-se por fichas de trabalho, facilmente pesquisadas na internet ou em livros da disciplina.

transferir (1).jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:48

12 comentários:
Maribel gosto muito de passar por aqui, parabéns pelo seu cantinho :)
Mas tenho uma questão que gostava de saber a sua opinião. Leio algumas coisas sobre educação/ensino e pedagogia e tive a sorte de ter uma professora na escola primária que raramente enviava TPC's então tenho optimas memorias, tinha tempo para brincar, e aprendi na mesma, aliás, sempre fui boa aluna e só precisavam de me mandar parar de estudar, nunca o contrário. Mais tarde tive outra que enviava muitos trabalhos e eu fazia sem questionar. A verdade é que hoje leio muitas opiniões contra os trabalhos de casa e o argumento que mais me convence é: os alunos já passam demasiado tempo na escola (e passam, metade chegava e seria bem mais felizes) e além disso têm ainda trabalhos de casa. Qual é o adulto que gosta de levar trabalho para casa?
Não estaremos a retirar-lhes tempo que não volta mais?!

Quando li o seu post pensei "porque não sugerir um passeio no parque, cozinhar com os pais, arranjar os vasos e replantar plantas, sair para jogar à bola com os amigos..."

Um beijinho
Us4all a 22 de Setembro de 2016 às 10:54

Bom dia!
Muito obrigada pelas visitas e pela sua partilha bastante reflexiva!
Sobre a questão dos TPC's, já muito por cá foi debatido, por exemplo, neste Post: TPC: sim? não? alguns?
E tem toda a razão quando refere que, muitas vezes são horas a mais de estudo. Na minha opinião, 2/3 horas de estudo por semana, para além da realização dos TPC's, basta... contudo, temos de lembrar que, se existem estudantes que facilmente memorizam e assimilam a matéria, outros há que precisam de mais estudo, mais tempo e mais dedicação...
Ou seja, cabe ao educador redefinir tempos de estudo de acordo com as necessidades do seu estudante...Não concorda?!
E as propostas que deixa são, também, excelentes....
Beijinhos

Sim é verdade, esse parece-me ser o maior desafio dos educadores, a multiplicidade mas que infelizmente às vezes é tão pouco respeitada. Há ainda um caminho tão grande a percorrer no modelo educativo actual no sentido da inclusão de toda a criança/jovem...muito obrigada pelo seu testemunho, concordo em absoluto.
Us4all a 22 de Setembro de 2016 às 11:50

É verdade, não podemos tratar crianças diferentes como se fossem iguais.... e muito há que fazer para que a Educação Escolar respeite estas diferenças e especificidades!


No 1.º Ciclo os pais também podem ler histórias às crianças na hora de ir dormir.
Marta Elle a 22 de Setembro de 2016 às 12:15

Sim, é um momento que os pequenos desejam sempre!!!!
Maribel Maia a 22 de Setembro de 2016 às 12:20

Boas orientações ;)
omeumaiorsonho a 22 de Setembro de 2016 às 23:30

Muito obrigada!
Maribel Maia a 23 de Setembro de 2016 às 14:31

Podem ir sempre aprimorando alguns aspectos sim! =)
Beijinhos
Chic'Ana a 23 de Setembro de 2016 às 11:19

É essa a ideia, tendo-se sempre em linha de conta as necessidades, as vontades e os objetivos de cada estudante.
Maribel Maia a 23 de Setembro de 2016 às 19:24

O meu filho dá alguns erros ortográficos, daqueles mesmo básicos. ele está no 6º ano. Nunca o ouvi falar em ditados, acho que nem na primária os fazia. Fazer textos e resumos não o entusiasma, já a matemática, cativa-o, mas por azar meu, é o que eu menos o posso ajudar, porque nunca percebi nada de matemática...
A-lupa-de-alguem a 7 de Outubro de 2016 às 21:26

Para melhorar a escrita, ele pode também ler... a leitura desenvolve muito a capacidade de escrita em inumeros sentidos!
Para a matemática pode comprar-lhe livros de exercícios adicionais, os melhores trazem também explicações das matérias, exercícios resolvidos passo a passo e soluções...será um bom auxílio...
Um bom ano letivo.
Maribel Maia a 8 de Outubro de 2016 às 14:18

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
16
17

18
20
21
23
24

25
27
28
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO