Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

12
Jun 17

Existem os livros escolares que trazem as soluções, os que não trazem soluções e existem os pais que retiram as soluções e os que as deixam permanecer nos livros e cadernos de atividades… existem os professores que as mandam retirar e os que afirmam que estão erradas...
Não quero, aqui julgar qual o caminho mais correto, nem realizar críticas a editoras ou a pais… gostaria de deixar apenas a minha opinião sobre estas folhinhas que se encontram no fim de cada livro escolar e que os estudantes procuram, nem que seja para saber se estão lá e se poderão recorrer a elas mais tarde!
Assim sendo, na minha opinião, as soluções não devem ser retiradas e é até importante que os estudantes aprendam a utiliza-las, porque se, por exemplo, no final de um exercício de matemática ele está com dúvidas se o resultado está correto, deve consultar as soluções e rever os cálculos se efetivamente o resultado está diferente nas soluções. Contudo, é necessário perceber que, em alguns casos existe mais do que uma solução correta e portanto, sempre que se recorrem às soluções deve-se apenas refletir sobre o que se respondeu e não simplesmente corrigir, até porque algumas soluções podem ter um ou outro erro.
Para os estudantes que gostam de ‘fazer batota’ e copiar tudo o que está nas soluções, sempre que surgem trabalhos de casa, para o Educador/Explicador/Pais, torna-se bastante fácil perceber que esta foi a estratégia utilizada, porque nenhuma resposta está errada, ou diferente, porque se voltarem a pedir para responder facilmente erram a resposta, se este caso foi detetado basta voltarem a refazer o TPC, sem recurso a tal e portanto com a supervisão deste educador.
E vocês, como tratam as soluções dos cadernos escolares???

 

publicado por Maribel Maia às 11:46

14 comentários:
Eu deixi ficar...até porque dão-me muito jeito quando eu tenho duvidas!
Me, myself and I a 12 de Junho de 2017 às 12:04

Exactamente, é para isso que elas são importantes!
Maribel Maia a 12 de Junho de 2017 às 12:10

Eu gosto muito dos manuais com as soluções, pois são para mim um auxílio imenso quando ajudo os meus filhos e me surgem dúvidas na resolução dos exercícios. Sempre fiz questão de lhes explicar que as ditas são uma ferramenta útil e não o caminho para a preguiça. Aliás não acho que sejam, pois é necessário trabalhar para chegar à solução.
nada acontece por acaso a 12 de Junho de 2017 às 13:26

Obrigada pela partilha, é mesmo essa a ideia!
Beijinhos
Maribel Maia a 13 de Junho de 2017 às 00:10

Eu, como mãe, gosto das soluções nos manuais, e tenho pena que nem todos tragam.
É uma mais valia, em caso de dúvidas sobre o que a pergunta pede, ou se o nosso raciocínio estará correcto ou não.
Já me servi muitas vezes das soluções para refazer cálculos que me tinham dado errados à primeira. Sabendo que o resultado é "x", temos que perceber por nós mesmos como é que lá chegamos. Isso não é simplesmente, copiar a resposta. A nível da matemática, é impossível os alunos guiarem-se, mesmo que queiram fazer batota, pelas soluções, porque só apresentam o resultado final, não a forma como lá se chega.
Já me deparei com soluções erradas, e com respostas que achei demasiado elaboradas, e que as crianças podem dar de outras formas.
Caso os alunos tenham esse "à vontade", podem sempre expôr aos professores os seus resultados/ respostas, e explicar porque acham que as soluções estão erradas, para que os professores verifiquem e lhes explique se têm razão, ou então a forma correcta que leva à resposta das soluções.
marta-omeucanto a 12 de Junho de 2017 às 14:31

Bem verdade, as soluções podem ser um bom meio de orientação. Os exames nacionais e suas correções são um bom exemplo disso...
Beijinhos
Maribel Maia a 13 de Junho de 2017 às 00:13

Como aluna, as soluções são, por vezes, a minha salvação e um bom objeto de estudo.
Eu deixo sempre ficar as soluções, dessa forma quando acabo os exercícios verifico a resposta. Caso estiver mal, tento fazer de forma a dar correto, e quando não consigo deixo ficar para corrigir na aula seguinte.
Quanto aos alunos que copiam tudo da solução, eu acho que o problema é deles. O teste deles vai ser feito por eles, a nota será o resultado do trabalho deles, e como tal as consequências terão que ser assumidas por eles.
Contudo, eu concordo que devem ser sempre deixadas porque terão resultado positivos, sendo bem utilizadas.
Bella a 12 de Junho de 2017 às 15:54

Sim, e em alguns casos como a matemática é um bom orientador de estudo!
Obrigada
Maribel Maia a 13 de Junho de 2017 às 00:14

Também acho que os livros devem ter as soluções dos exercícios, mas para serem usadas com conta peso e medida.
Marta Elle a 12 de Junho de 2017 às 16:46

E cabe, também aos encarregados de educação ensinar e orientar nesse sentido, em casa!
Beijinhos
Maribel Maia a 13 de Junho de 2017 às 00:15

então não podem? dando explicações de português, tenho um aluno com quem estudo todas as disciplinas. no sábado, ao estudar matemática, fizemos um exercício e não dava o mesmo resultado que nas soluções. tanto tentámos que conseguimos lá chegar! caso não tivéssemos as soluções, não saberíamos que estava errado.
miss queer a 12 de Junho de 2017 às 17:41

Muitas vezes, as soluções ajudam também a perceber o que se pretende com o exercício, que nem sempre está bem explicado...
Obrigada pela partilha!
Maribel Maia a 13 de Junho de 2017 às 00:17

Eu deixo-os ficarem com as soluções. São importantes porque diminuem a ansiedade. se bem utilizadas, podem até ser uma fonte de aprendizagem.
O Triângulo Perfeito a 13 de Junho de 2017 às 22:32

E de esclarecimento de dúvidas, também!
Muito obrigada pela partilha!
Bom feriado!
Maribel Maia a 14 de Junho de 2017 às 14:17

Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16
17

18
20
21
23
24

25
28
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO