Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

31
Ago 15

Conversa entre mim e um/a estudante de 2º ciclo:

«Eu: _Que jogos tens no teu telemóvel?

Estudante: _ Subway Surfers, Pou, Temple Run…

Eu: E gostas de jogar?

Estudante: É muita fixe…»

 

Os jogos de playstations, de tablets, telemóveis ou computadores, deixam os mais novos num entusiasmo muito elevado e quase impossível de controlar. São as crianças e jovens que querem escolher os seus jogos e querem estar horas a jogar sem serem interrompidos.

Aos educadores cabe a difícil tarefa de impor regras horárias, definir quais os jogos não aconselháveis e supervisionar a utilização destes aparelhos. Estas tarefas tornam-se ainda mais complexas aquando da orientação dos jogos pouco aconselhados à idade e dos gastos financeiros. Por esta razão gostaria de deixar, aqui, algumas orientações básicas:

 

  • Nunca compre um jogo com um grau de violência não aconselhado à idade, poderá ter acesso a essa informação verificando a classificação PEGI (Pan European Game Information);
  • Quando faz download, através da internet, tenha em atenção que, alguns jogos inicialmente gratuitos, apresentam níveis e funcionalidades pagas e que podem creditar, diretamente, dinheiro na sua conta ou cartão de crédito;
  • Existem também, on-line, jogos que implicam vários jogadores em simultâneo, permitindo que, jogadores que não se conhecem estejam a jogar em conjunto, podendo também conversar e trocar informações privadas, que podem até passar por marcação de encontros pessoais… ou a partilha de conteúdos impróprios e até vírus;
  • Sempre que adquirir um jogo novo jogue com a criança/jovem, tentando aferir se realmente está adequado à idade e personalidade e também para explicar situações especificas que possam acontecer ao longo do jogo.

 

Para finalizar não se esqueça que mais de duas horas em frente a estes equipamentos a jogar não é aconselhável e, jogos violentos motivam, muitas vezes, a atitudes mais violentas em sociedade. E nunca esqueça que, a palavra chave para este tema é Supervisionar!

pais-filhos.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 15:27

Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
18
19
20
22

23
25
26
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO