Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

23
Jun 16

Conversa entre mim e um/a estudante:

«Eu: _Tu estás sempre inquieto/a e ansioso/a, depois esqueceste de algumas palavras ao escrever…

Estudante: _ Pois... sou…

Eu: _Tens de te acalmar… tenho a certeza que prejudicas as tuas notas por isso, conseguias ainda melhores resultados!

Estudante:_ Se calhar… mas não consigo… a minha mãe já me deu comprimidos mas não adiantou…

Eu: _ Tens de usar a cabeça para tentar controlar isso…»

 

Muito se fala na comunidade educativa sobre a Hiperatividade, conceito, de certa forma, recente, mas que inquieta muitos pais e professores. Neste sentido, trazer aqui o tema, é talvez apresentar algo para muitos leitores bem conhecido, tornando-se pertinente agradecer os testemunhos que poderão, aqui partilhar, sobre a Hiperatividade: experiências, estratégias, opiniões, etc…

 

A Hiperatividade define-se como um estado excessivo de anergia física ou mental, que pode ocorrer em criança ou adulto e em qualquer situação de vida, sem que disso advenha necessariamente algum problema. Contudo, se este estado for avaliado como prejudicial para uma boa qualidade de vida para o indivíduo e/ou para a família deverá refletir-se sobre formas de controlo.

Este estado de hiperatividade interfere, muitas vezes, com o conceito de ensino-aprendizagem, pois provoca, grande parte das vezes, desatenção e dificuldades no cumprimento tarefas na criança hiperativa.

 

como-ensinar-uma-criana-com-tdah-3-728.jpg

 

 

 

publicado por Maribel Maia às 15:52

2 comentários:
Mais um excelente tópico! =)
Chic'Ana a 27 de Junho de 2016 às 11:59

Obrigada....
Maribel Maia a 27 de Junho de 2016 às 14:08

Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
21
22
24
25

26
28
29


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO