Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

28
Dez 15

Parece-me um pequeno dilema para alguns encarregados de educação a seguinte pergunta: será que a criança/jovem deve, ou não, estudar nas férias?

Alguns autores referem que o tempo de aulas é, por si, muito exigente e trabalhoso, logo, os estudantes devem aproveitar estes momentos de férias para descansarem destas tarefas diárias. Outros, pelo contrário, apontam o afastamento das tarefas escolares como momentos de esquecimento e distanciamento de matérias que deveriam permanecer na memória, por tal razão, o estudo deve ser contínuo e diário.

A minha opinião aproxima-se de ambas as reflexões anteriores, considero que, se um estudante tem alguma(s) disciplina(s) ou matéria onde apresente dificuldades, deve aproveitar as férias para aprender e colmatar essas falhas, pois mais tarde poderão prejudicar-lhe o desempenho escolar. No entanto, se estamos perante um estudante com bons resultados escolares e com métodos de estudo apreendidos, então, venham uns dias de férias para libertar da constante pressão do estudo.

Sublinho que, na minha opinião, ‘cada caso é um caso’ e não devemos ser impermeáveis a estas definições, já que cada estudante tem caraterísticas e necessidades específicas!

Gostaria muito de me enriquecer com as opiniões e experiências dos leitores sobre este assunto, apoiarão muito as minhas, constantes, reflexões…

a_ESTUDAR-620x400.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:52

15 comentários:
É sempre importante estudar claro e também se pode relaxar pra isso servem as férias , até porque as férias ao fim de um tempo começam a tornar-se secantes na minha openião, uma pessoa está ali super parada quer dar algum trabalhinho ao cêrebro também neh ?
arranjar alguma ocupaçãozinha para não ficar entediada, por muitas vezes isso me aconteceu .
O estudo é importante porque dá continuidade ao que foi adquirido anteriormente e assim não nos esquecemos de nada. Estudar é sempre importante por mais seca que possa parecer a verdade é que mais tarde é que damos bem valor ao quanto o estudo é importante porque é ele que nos inspira para o que queremos fazer da nossa vida:)
palavrasnotempo a 28 de Dezembro de 2015 às 15:20

Obrigada pela partilha, é bem verdade... e nas férias de verão vê-se muito mais a necessidade de ocupar o tempo dos estudantes, com algo motivante e desafiador, ou tornar-se-ão meses aborrecidos....
Maribel Maia a 28 de Dezembro de 2015 às 15:30

Eu confesso que já fui mais de pôr a minha filha a fazer alguma coisa nas férias porque a verdade é que, tanto ela que andou a estudar e sob a pressão dos testes até à última semana de aulas, como eu que a ajudei no estudo, queremos mesmo é desanuviar, ver tudo pelas costas, e aproveitar as férias!
Na primeira semana, e como eu também fiquei em casa nessa semana, foi mesmo para celebrar os aniversários da família, passear e festejar o Natal. Na segunda semana, mesmo que a pusesse a fazer alguma coisa, seria importante que eu depois conferisse tudo com ela, o que não é fácil estando a trabalhar, e já com a cabeça na passagem de ano.
Sendo assim, e porque as notas até foram boas, apenas lhe relembro para fazer o único trabalho que ela trouxe para férias, e que acaba por não ser trabalho nenhum porque é algo que ela adora - ler um livro e fazer o resumo.
Mas, em determinadas disciplinas e, principalmente, nas férias de verão, seria importante dar uma revisão. Reparei que, por exemplo, a matemática, a minha filha teve que aplicar fórmulas e conceitos que tinha aprendido no 5º ano e que já não se lembrava. Também a português a gramática é uma constante.
marta-omeucanto a 28 de Dezembro de 2015 às 15:36

Obrigada pela partilha....
Alguns estudantes trazem trabalhos para casa nas férias e isso é algo também a ter em conta, se os trouxeram devem fazê-los...
E tem razão, esta é altura de muitas festas, tanto para os pequenos como para os adultos e portanto, se as notas foram boas o descanso é bem merecido... para ambos!!!
Maribel Maia a 28 de Dezembro de 2015 às 15:52

Concordo com a tua opinião.
Seda e Caxemira a 28 de Dezembro de 2015 às 16:10

Obrigada!
Maribel Maia a 28 de Dezembro de 2015 às 16:21

Eu concordo um pouco com o que refere. Mas por outro lado, acho que se passarem 30 ou 60 minutos por dia a fazer um pequeno trabalho não lhes faz grande mal. Ficam mesmo assim, com mais ou menos, 10 horas de tempo livre para brincarem à vontade. Por aqui fazem um pouco dos trabalhos de férias todos os dias. Assim chegamos ao final sem grandes stress sobre ainda ter imensos trabalhos que faltam fazer, que tem que ser entregues no dia seguinte. Acho que o estudo nas férias deve ser q.b.
Catarina a 28 de Dezembro de 2015 às 16:54

Obrigada Catarina! Realmente, uma das situações que não referi no Post foram as horas dedicadas ao estudo, que também devem ser definidas com alguma racionalidade....
Claro que, a vontade dos pequenos é deixaram os trabalhos todos para o último dia, ou fazê-los todos de uma vez... o que não está correto, o melhor é fazer como refere, de forma diária, ao início da manhã, ou da tarde, deixando os dias de festa e de família livres!
Maribel Maia a 28 de Dezembro de 2015 às 17:30

Para quem gosta de redes sociais e quer ganhar uns € extra inscrevam-se na Tsu! É só por convite!
Deixo aqui o link para os interessados: https://www.tsu.co/Samuelgo
Nota: A linguagem principal do site é o inglês mas existem bastantes utilizadores cuja língua base é o português (essencialmente do Brasil e Portugal)
Sam a 28 de Dezembro de 2015 às 18:39

Sou da opinião de que alunos com algumas dificuldades devem de estudar um pouco nas férias entre períodos letivos.

Mas nas férias grandes não há mal nenhum em dar um descanso a cabeça :D
Niki a 29 de Dezembro de 2015 às 11:33

Obrigada pela partilha... É bem verdade!
Maribel Maia a 29 de Dezembro de 2015 às 14:46

Eu mantenho a minha postura e digo sim aos trabalhos de férias, não me vou repetir. Este periodo a professora da minha petiz esticou-se mais do que o habitual, mas ainda assim acho proveitoso este "deslize" da professora: a miúda teve de se organizar para fazer tudo o que era suposto e ainda ter tempo para brincar e fazer o que mais gosta. E ainda sobrou tempo para rever apenas umas coisinhas de ortografia que eu descobri que ela ainda não tinha interiorizado... Será isto tortura à criança? Não! De todo! A vida não é só facilidades, porque é que a escola deveria ser?

Beijinhos Maribel!
soumaiseu a 29 de Dezembro de 2015 às 14:47

Obrigada pela partilha!
Facilitar a vida às crianças não é, de todo, a forma mais fácil e segura de as educar... é preciso ensinar responsabilidade, criatividade, segurança, desejo e motivação!
Beijinhos
Maribel Maia a 29 de Dezembro de 2015 às 15:09

Tento fazê-la perceber que tudo tem o seu tempo, mas deixo isso à ponderação dela, tem 15 anos e já uma mulherzinha para perceber os seus actos e responsabilidades.
Não me tenha dado mal,felizmente.
Obs.De referir que este blog consta como sugestão para ela ir lendo e percebendo os vários pontos de vista entre educadores e educandos.
Cumps
RS
Estúpido Aluga-se a 9 de Janeiro de 2016 às 22:23

Ela está, realmente, numa idade em que se deve dar a liberdade da responsabilização pessoal pelos estudos e pelas decisões académicas... acredito que sempre que ela precise de uma opinião ou apoio recorra a si como referência....
Agradeço a partilha do blogue com ela... espero que seja, também para ela, uma boa orientação!
Maribel Maia a 11 de Janeiro de 2016 às 15:33

Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
15
17
19

20
22
24
25
26

27
29
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO