Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

18
Mai 15

Vários são os anos letivos que se deparam com provas de avaliação especiais: o 4ºano com as fichas de avaliação finais a Português e a Matemática; o 6ºano com as provas de aferição também às mesmas disciplinas, o 9º ano de escolaridade com os Exames a estas disciplinas e, por fim, os estudantes de 11º e 12º ano com Exames Nacionais às disciplinas específicas. Claro está que, o estudo deve ser contínuo ao longo do ano e que a preparação para tais avaliações seja agora, um aperfeiçoar e relembrar de conhecimentos já adquiridos e interiorizados.

Estamos no mês de maio e está mais do que na altura de iniciar um estudo mais direcionado aos bons resultados escolares nestes e outros exames.

Deixo, portanto, algumas indicações de estudo:

 

  • Estabelece uma calendarização de estudo diário que deve ser cumprido;
  • adquire um livro de Preparação para Exames, que contenha vários exercícios de treino e fichas de anos anteriores com as respetivas soluções e que deve ser resolvido até à data do exame;
  • Compila os resumos já concretizados ao longo dos anos, se não existe esse hábito, há que inicia-lo agora;
  • Procura momentos de estudo coletivo, com um explicador ou com colegas;
  • Volta a resolver testes dos períodos e anos anteriores é também um bom método para reavivar a memória;
  • Começa pela matéria onde há mais dúvidas e dificuldades, se precisares de esclarecer dúvidas procura o teu professor ou um explicador;
  • Adequa o estudo às áreas: disciplinas como história poderá por passar mais por ler e resumir, matemática poderá passar pelos exercícios e estudo de regras;
  • Faz pequenas pausas no estudo sempre que existir muito cansaço ou te sintas muito baralhado…

 

Para finalizar, aqui fica, o testemunho de uma estudante do secundário que descreve, de forma breve, como estruturou a sua preparação para os Exames Nacionais:

 

«Nos dias antes dos exames, como não tinha aulas, chegava a estudar seis a sete horas. Nessa fase, acordava entre as 8h e as 9h e passava a manhã a rever algumas coisas, a revisitar pormenores perdidos na poeira da memória. Ao almoço usualmente saía para ir ter com alguém e desanuviar um pouco, regressando para fazer uns três exames durante a tarde. O objetivo era resolvê-los em metade do tempo, corrigindo-os segundo os critérios e analisando cada pormenor passível de ser melhorado. Assim se passava um dia de estudo, até porque a noite era de descanso. Normalmente, estudava no meu quarto.» (Carolina Duarte: in Guia do Estudante)

Continua no próximo Post…

examas.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:09

Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
19
22
23

24
26
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO