Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

16
Fev 17

Neste e no próximo Post irei escrever sobre um tema que, ultimamente, muito me faz ler, ouvir, pesquisar e refletir: a NEUROEDUCAÇÃO, este é um novo campo científico que procura combinar três ciências importantes no desenvolvimento humano: a neurociência, a psicologia e a educação e tem como objetivo primordial reconstruir novos métodos e técnicas de ensino, com base nesta interdisciplinaridade de conhecimentos que contribuem para a melhor forma de educar indivíduos.

A neuroeducação está a surgir como um novo campo de intervenção para melhorar métodos de ensino/aprendizagem, através do apoio da neurociência cognitiva em diversas áreas, tais como a aprendizagem, a memória ou a linguagem. Neste sentido procuram-se melhorar técnicas e métodos de ensino, assim como, em situações mais específicas, as doenças nervosas e mantais que alteram as formas de aprender.

Este novo campo de investigação apoia a troca teórica e metodológica entre vários conhecimentos científicos, levando a novas descobertas sobre o desenvolvimento cognitivo, atenção, motivação, emoção, aprendizagem, memória e linguagem, entre muitos outros e que são essenciais para a constituição da pessoa e de uma sociedade em contante evolução e aprendizagem.

A Neuroeducação tem por base a máxima de que “aprender é modificar comportamentos”, isto significa que se respeita a educação como inclusiva, em que o ser humano evolui de acordo com a sua aprendizagem, mudando os seus comportamentos e melhorando-os de acordo com os novos conhecimentos adquiridos,  sejam eles de ordem psicomotora, cognitiva ou emocional.

Neuroeducação-figura.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:25

8 comentários:
Gostei muito, não conhecia este conceito...
Beijinhos
Chic'Ana a 16 de Fevereiro de 2017 às 14:28

Obrigada! Beijinhos
Maribel Maia a 16 de Fevereiro de 2017 às 14:50

Muito interessante.
Mamã Silvestre a 16 de Fevereiro de 2017 às 15:05

Sim e espero que daqui a uns anos seja prática constante nas nossas escolas...
Maribel Maia a 16 de Fevereiro de 2017 às 15:07

infelizmente acho que ainda vai demorar muitos anos.

Haja esperança!
Maribel Maia a 16 de Fevereiro de 2017 às 16:21

Estou sempre a insistir com a minha amiga, que tem dois filhos, para lhes dar nozes porque sei que fazem muito bem ao cérebro.
Há vários fatores que influenciam o rendimento escola,r e quanto mais soubermos sobre o assunto melhor.
Marta Elle a 16 de Fevereiro de 2017 às 15:13

E existem muitos factores que contribuem para uma melhor capacidade de memorização e de concentração... Quem educa deve estar sempre atento/a!
Maribel Maia a 16 de Fevereiro de 2017 às 16:20

Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
21
22
24
25

26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO