Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

23
Mar 17

Aos que acompanham semanalmente este espaço sabem que passo bastante tempo a refletir sobre as minhas experiências com estudantes, sobre as conversas, as dúvidas, as reflexões… e que eles as partilham de uma forma simples mas confiante.

Foi através destas minhas reflexões práticas que me apercebi, por várias vezes, da dificuldade dos estudantes em perceberem conceitos ouvidos ou lidos, não percebendo assim grande parte das matérias dadas, não conseguindo por isso exprimir-se corretamente ou articular conhecimentos e noções.

Estas dificuldades aparecem nos primeiros anos escolares e, muitas vezes, acompanham o estudante até ao secundário… estes estudantes têm dificuldade em entender o que leram, o que o professor fala, têm dificuldades também em perceber a sociedade atual, as decisões políticas e históricas, em passar da teoria à prática, em refletir criticamente e criativamente.

Na minha opinião cabe a toda a sociedade apoiar o desenvolvimento de novos e diferentes conhecimentos que ultrapassem a barreira dos manuais escolares, cabe à sociedade a construção constante de incentivos nas mais variadas áreas: Política, Artística, Religiosa, Cultural….  

E em casa, para além de tudo isto deve-se incentivar a Ler e a Escrever, são ambos caminhos seguros para a construção de um maior vocabulário, de maior memorização, de maior concentração e maior criatividade.. isto deve começar muito cedo, quando nos primeiros anos de vida já se ouvem histórias para adormecer…

leitura.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 10:59

10 comentários:
Infelizmente, muitas crianças não gostam de ler.
Os pais e os professores podem ajudar lendo histórias.
Marta Elle a 23 de Março de 2017 às 12:19

Quando os pais leem, por norma, os filhos também seguem o bom exemplo!

Sim, é verdade.

Maribel Maia a 23 de Março de 2017 às 12:50

A minha afilhada tem 14 anos adora e sempre adorou ler, aliás das prendas que ela pede sempre no Natal ou aniversário é um livro. Mas como é óbvio isso começou em casa, a minha irmã sempre leu e incutiu-lhe essa paixão :)
Kikas a 23 de Março de 2017 às 20:45

Exactamente, esse é o caminho. Grande parte da educação incute-se pelo exemplo, assim, com simplicidade!
Maribel Maia a 23 de Março de 2017 às 23:14

Incentivar a ler é mesmo muito importante, abre portas para tantas coisas =)
Beijinhos
Chic'Ana a 24 de Março de 2017 às 11:09

Enche a alma, o pensamento e a imaginação...
Maribel Maia a 24 de Março de 2017 às 11:44

A minha filha de 16 anos diz que não consegue ler os livros mais antigos aqui de casa, porque para ela têm erros ortográficos. Maribel conhece mais alguem com este problema ?
Sandra Wink.Wink a 24 de Março de 2017 às 14:14

Todas as crianças e jovens que foram formados no novo acordo ortográfico têm dificuldade em assimilar o acordo antigo, embora para nós, mais velhos isso seja estranho... O melhor será ela continuar a ler livros escritos segundo o novo acordo, para não se confundir. Contudo, deve ser ela a escolher os livros, para desenvolver a paixão pela leitura... Mais tarde virá a ler tudo, certamente!
Maribel Maia a 24 de Março de 2017 às 19:36

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
21
22
25

26
28
29
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO