Com um olhar pluridimensional sobre a EDUCAÇÃO, pretendo orientar educadores e estudantes neste caminho vivido tão intensamente... um caminho onde se ensina e se aprende em cada momento de vida... este é um convite para conversar sobre educação.

28
Mai 15

As novas regras do Acordo Ortográfico são muitas e, tal como já referi, de difícil memorização. Por esta razão refiro aqui algumas das alterações mais gerais que mudam a escrita das palavras, são elas:

  • o desaparecer de alguns C ou P antes das consoantes, sempre que estes não se leem,
  • a ausência dos hífens em algumas palavras;
  • a escrita dos meses do ano em minúsculas;
  • a ausência de alguns acentos gráficos;
  • a união de algumas palavras, antes separadas por hífens;
  • as exceções a todas estas regras;
  • etc…

A prática da leitura e da escrita, conforme estas alterações, apoiam esta adaptação portanto, procure que o educando leia livros já adaptados ao novo acordo, para além disso, o treino da escrita e o estudo do que mudou são também tarefas importantes no desenvolvimento das capacidades de escrita.

Em anexo, deixo as alterações gerais e mais importantes deste novo acordo, para rever e consultar sempre que necessário.

 

Guia_Acordoortografico.pdf

 

publicado por Maribel Maia às 14:47

27
Mai 15

Histórias à solta: Encontros com personagens da História da época dos descobrimentos

De 4 a 30 de Maio decorrem vários encontros com personagens da História da Época dos Descobrimentos para toda a família no Portugal dos Pequenitos (Coimbra). 

Portugal está aqui, por isso encontrar alguma personagem da nossa história não vai deixar ninguém supreendido.

Programação:

  • Nuno Álvares Pereira e a Batalha de Aljubarrota - Dias: 7| 25 | 31

  • O Poeta Luís de Camões - Dias: 4|18

  • O Pirata da Torre de Belém - Dias: 6|27

  • Diogo de Silves e a chegada aos Açores - Dias: 19 | 29 | 30

 

Horário: 11h|12h|14h|15h

Coimbra

1425552051354.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:52

25
Mai 15

Anteriormente, já aqui referi que o Acordo Ortográfico estava em processo de alteração. A partir deste mês de maio este processo de adaptação dá-se por, legalmente, concluído através do Decreto Lei: Diário da República, 1.ª série — N.º 182 — 17 de Setembro de 2010. Portanto, relativamente ao ensino escolar, todos os estudantes serão formados e avaliados de acordo com esta nova Ortografia.

Muito se reflete entre quem está de acordo ou em desacordo, contudo, independente da sua opinião sobre o assunto, deve ter o cuidado de apoiar o seu(s) educando(s) conforme este novo acordo, para não confundir a aprendizagem de quem escreve e é avaliado por tal.

Certo é que, estas novas alterações não são de fácil assimilação e memorização, por esta razão sempre que surgirem dúvidas deve ser consultado o dicionário ou a gramática, já adaptados ao novo acordo ortográfico e às novas regras da gramática, que também sofreram alterações.

image.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:45

21
Mai 15

Chagado o dia do Exame, já pouco mais pode ser feito em prol do estudo, portanto estudar neste dia está, praticamente, fora de questão, cria uma maior ansiedade e pode provocar alguma confusão de ideias.

Neste dia o importante é manter a calma e as ideias organizadas, para que o nervosismo não desenvolva aquilo de que os estudantes mais se queixam, ‘os bloqueios’, contudo é importante manter algum nível de alerta confortável que desperte a mente e ative o raciocínio.

Nunca é demais lembrar que fazer os ditos ‘copianços’ ou ‘cábulas’ resultam numa anulação direta do Exame, correspondentes a uma nota de zero valores. Neste sentido leva apenas a tua identificação (Cartão de Cidadão), duas canetas (azuis ou pretas) e, se for necessário outro material de trabalho (ex: calculadora, compasso, etc…) confirma se o levas, antes de sair de casa.

No momento do Exame, lê-o na totalidade antes de iniciares, com calma. Para as respostas mais longas ou complexas realiza-as primeiro na folha de rascunho, usa esta também para esquematizar raciocínios ou apontar regras a não esquecer. 

Se acabares o Exame antes do final da hora prevista, volta a reler perguntas e respostas, para corrigir falhar ou lapsos.

 

Continuando o Post anterior, aqui fica o testemunho da Carolina Duarte após a realização do Exame Nacionais e a receção dos resultados:

 

«Quando saí do exame tinha a consciência de que ia ter uma nota brilhante e tive a certeza depois de ver as soluções e os critérios. Mas prever se seria um 19 ou um 20… era difícil. Por isso, fiz por aproveitar as férias. Quando voltei a Lisboa e soube da nota foi uma explosão de alegria e satisfação. Uma sensação de vitória espetacular. Uma prova de que o trabalho, a perseverança e a motivação compensam.» (Carolina Duarte: in Guia do Estudante

393559.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 14:12

20
Mai 15

Memória Sonora da Cortiça

23 de Maio  | Santa Maria da Feira | 

Museu de Santa Maria de Lamas

 

A obra cria um ambiente imersivo e contemporâneo que homenageia de forma inovadora a história da cortiça, sendo particularmente dirigido às crianças e jovens, de forma a que possam aprofundar o seu conhecimento e sentido de identidade em relação a uma indústria que em muitos casos liga várias gerações das suas próprias famílias.

 

Preços: 2€/3€

 

cortica.jpg.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:14

18
Mai 15

Vários são os anos letivos que se deparam com provas de avaliação especiais: o 4ºano com as fichas de avaliação finais a Português e a Matemática; o 6ºano com as provas de aferição também às mesmas disciplinas, o 9º ano de escolaridade com os Exames a estas disciplinas e, por fim, os estudantes de 11º e 12º ano com Exames Nacionais às disciplinas específicas. Claro está que, o estudo deve ser contínuo ao longo do ano e que a preparação para tais avaliações seja agora, um aperfeiçoar e relembrar de conhecimentos já adquiridos e interiorizados.

Estamos no mês de maio e está mais do que na altura de iniciar um estudo mais direcionado aos bons resultados escolares nestes e outros exames.

Deixo, portanto, algumas indicações de estudo:

 

  • Estabelece uma calendarização de estudo diário que deve ser cumprido;
  • adquire um livro de Preparação para Exames, que contenha vários exercícios de treino e fichas de anos anteriores com as respetivas soluções e que deve ser resolvido até à data do exame;
  • Compila os resumos já concretizados ao longo dos anos, se não existe esse hábito, há que inicia-lo agora;
  • Procura momentos de estudo coletivo, com um explicador ou com colegas;
  • Volta a resolver testes dos períodos e anos anteriores é também um bom método para reavivar a memória;
  • Começa pela matéria onde há mais dúvidas e dificuldades, se precisares de esclarecer dúvidas procura o teu professor ou um explicador;
  • Adequa o estudo às áreas: disciplinas como história poderá por passar mais por ler e resumir, matemática poderá passar pelos exercícios e estudo de regras;
  • Faz pequenas pausas no estudo sempre que existir muito cansaço ou te sintas muito baralhado…

 

Para finalizar, aqui fica, o testemunho de uma estudante do secundário que descreve, de forma breve, como estruturou a sua preparação para os Exames Nacionais:

 

«Nos dias antes dos exames, como não tinha aulas, chegava a estudar seis a sete horas. Nessa fase, acordava entre as 8h e as 9h e passava a manhã a rever algumas coisas, a revisitar pormenores perdidos na poeira da memória. Ao almoço usualmente saía para ir ter com alguém e desanuviar um pouco, regressando para fazer uns três exames durante a tarde. O objetivo era resolvê-los em metade do tempo, corrigindo-os segundo os critérios e analisando cada pormenor passível de ser melhorado. Assim se passava um dia de estudo, até porque a noite era de descanso. Normalmente, estudava no meu quarto.» (Carolina Duarte: in Guia do Estudante)

Continua no próximo Post…

examas.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:09

15
Mai 15

Estamos no último período de aulas e quase sentimos o calor, a praia, o sol… mas para lá chegar com sentimento de dever cumprido, os estudantes, têm de (re)viver um importante momento de avaliação escolar: os exames nacionais. Estas avaliações de grande importâncias nas médias e resultados finais deixam estudantes e educadores ansiosos.

Sobre este assunto sublinho, em primeiro lugar, que os bons resultados nestes exames são, principalmente fruto de um estudo e empenho ao longo de todo o ano letivo. Este caminho começou muitos meses antes! Estando consciente desta situação, proponho algumas atitudes que poderão auxiliar na conclusão desta etapa:

 

  • O primeiro conceito é Organização: agenda todos os exames, organiza cadernos e livros, reúne resumos e esquemas utilizados ao longo do ano;
  • Segundo conceito é Gestão de Tempo: como já anteriormente referido, é de máxima importância gerires muito bem os dias de estudo e definir as horas para cada disciplina, de acordo com as tuas dificuldades;
  • Inclui nos teus dias horas para estudares em conjunto com o teu educador para tirar dúvidas e orientar o estudo;
  • Procura encontrar o teu melhor ritmo biológico, ou seja, quais as horas em que o estudo se torna mais produtivo e quais as horas de maior concentração;
  • Procura na internet os exames dos anos anteriores e resolve-os. Podes optar por comprar os livros de Preparação Para Exames das disciplinas específicas, estes trazem uma compilação de exames anteriores e exercícios de treino, com as soluções de apoio ao teu estudo.
  • Por fim, se és estudante do ensino secundário e vais realizar exame a uma disciplina que não tiveste (como aluno externo), este ano letivo, procura ajuda de um profissional para apoio individual (explicador) com bastante tempo de antecedência da data de exame, pois o estudo autónomo poderá não ser suficiente para compreender a disciplina.

Deixo, em baixo, as datas dos exames deste ano letivo... imprimam e coloquem em lugar central para orientação, ou apontem em agenda! 

IAVE __ Calendário de Provas e Exames.pdf

 

publicado por Maribel Maia às 14:30

13
Mai 15

Percurso Monumental

"Percurso Monumental", é uma atividade a não perder, todos os fins de semana a acontecer no Museu da Eletricidade para famílias com crianças a partir dos 6 anos.

Numa época em que já não vivemos sem Eletricidade venha conhecer a fábrica que “iluminou" Lisboa!

Surpreenda-se com um espaço único que alia o passado e o presente da produção energética e fique a conhecer mais sobre os fenómenos da energia e os desafios ambientais numa visita super interativa!

 

Horários: Fins-de-semana 10h30, 12h00, 15h00, 16h30.

 

4365505.jpg

 

 

publicado por Maribel Maia às 14:55

11
Mai 15

Diálogo entre mim e um/a estudante de secundário:

«Eu: _ Já definiste qual o curso que queres?

Estudante: _ Não, sei que quero ir para uma das faculdades do Porto... mas ainda estou indeciso entre as engenharias ou a saúde...»

Eu: _ Já viste as médias de entrada?

Estudante: _ Sim.. mas essas não me preocupam... tenho notas para entrar em qualquer um dos cursos!... Acho que só vou decidir mesmo no dia…»

 

A partir do 9ºano o pensamento sobre a vocação vai desabrochando, com mais ou menos insegurança, com mais ou menos naturalidade e, para os estudantes que já definiram a sua opção formativa não devem ficar por aqui, novos passos devem ser tomados e novas questões respondidas:

  • Qual o curso profissional e/ou qual a universidade?
  • Quais as localizações geográficas do curso pretendido?
  • Quais os requisitos e médias de acesso?
  • Quais os exames nacionais necessários?
  • Qual o Plano de Estudos do curso escolhido?
  • Quantos anos será o curso e que caminho terá de ser seguido?
  • Que saídas profissionais?
  • O que dizem os profissionais que já exercem tal profissão?
  • Quais serão os maiores desafios?

A definição concreta de tais escolhas apoia também o estudo diário do aluno pois, funciona como incentivo e estímulo para seguir objetivos e alcançar projetos de vida. 

 

mafalda.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:37

08
Mai 15

Estudante de 3º ciclo:

«_Gostava muito de participar na Universidade Júnior, este ano vou-me inscrever! Quero ver o que se faz lá …na universidade…»

 

Muitos são os estudantes que se questionam sobre o curso superior a seguir, têm dúvidas sobre as ofertas das universidades, suas licenciaturas e mestrados. Olham a passagem do ensino secundário para o ensino universitário como ‘um salto de gigante’ para um mundo de todo desconhecido.

No sentido de minorar esta ansiedade e desconhecimento, por parte dos estudantes, a Universidade do Porto criou, há já alguns anos, um novo Projeto intitulado de Universidade Júnior, que se desenvolve anualmente, e que oferece a oportunidade de, estudantes entre o 5ºano e o 11ºano, poderem visitar e participar em projetos das diferentes faculdades, ao longo de uma semana, e assim ficarem a conhecer melhor este grande conceito que é a Universidade do Porto… conhecendo instalações, docentes e discentes…

Este projeto tem como «objetivos principais a promoção do gosto pelo conhecimento em múltiplas áreas, particularmente as abrangidas pela instituição universitária, a familiarização com o ambiente académico e, ainda, a contribuição para a escolha de um percurso vocacional.» (in:  http://universidadejunior.up.pt/).

A participação pode ser realizada por qualquer estudante de qualquer ponto do país, pois a Universidade Júnior faculta também alojamento e monitorização contínua.

As inscrições abriram em março e os projetos decorrerão entre 29 de junho a 25 de julho.

Não deixem passar esta oportunidade única de aproximar o futuro… procurem mais informações sobre, inscrição, custos, datas e projetos, em http://universidadejunior.up.pt/.

crianas-adolescentes.jpg

 

publicado por Maribel Maia às 14:39

Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
19
22
23

24
26
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar
 
subscrever feeds
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO